conecte-se conosco

OESTE E SUDOESTE

Representantes da área de turismo acreditam que novo modelo de concessão beneficiará Parque Nacional do Iguaçu

Publicado

Alguns representantes da área de turismo de Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná, acreditam que o decreto do Governo Federal, que incluiu parques nacionais no programa de concessão, beneficiará o Parque Nacional do Iguaçu.

A expectativa é de que o novo edital amplie as possibilidades de melhora da infraestrutura e aumente os atrativos turísticos do parque, uma vez que o Parque Nacional do Iguaçu é gerenciado pela iniciativa privada desde o final da década de 90.

O decreto foi publicado na terça-feira (3), no Diário Oficial da União. A medida foi assinada pelo presidente Jair Bolsonaro, e também vale para os parques nacionais dos Lençóis Maranhenses (MA) e de Jericoacoara (CE).

Para o presidente do Conselho Municipal de Turismo de Foz do Iguaçu (Comtur), Carlos Silva, o programa nacional de desestatização é positivo porque deve acelerar o desenvolvimento turístico do parque.

Disse ainda que a medida é importante para aumentar a agilidade dos serviços prestados aos turistas.

“Haja vista que quando há um feriado as Cataratas tem um volume muito grande, porque faltam atrativos lá dentro e falta, talvez, uma agilidade maior, disse.”

Segundo a bióloga e diretora-executiva da Rede Nacional Pró Unidades de Conservação (Rede Pró UC), Angela Kuczach, o novo programa de concessões é necessário. Ele deverá trazer benefícios para o parque, e moradores da região.

Leia mais:  Jovem fica ferida após carro sair de pista, cair em barranco e bater em árvore, na BR-376

Mas para isso, o Plano de Manejo – documento técnico feito por especialistas sobre os limites de uso e objetivo da unidade, que é a proteção da biodiversidade – deverá ser respeitado.

Comentários Facebook

OESTE E SUDOESTE

Homens invadem cadeia de Medianeira pelo telhado, cortam cadeados, e soltam 34 presos, diz diretor

Publicado

Trinta e quatro presos fugiram da cadeia pública de Medianeira, no oeste do Paraná, por volta das 3h deste domingo (5).

Segundo o diretor da cadeia, que preferiu não se identificar, pelo menos dois homens de fora pularam o muro, entraram pelo telhado, cortaram os cadeados, e liberaram os presos de duas alas.

Um agente penitenciário estava no local e pediu reforço, ainda conforme o diretor, mas não conseguiu conter a fuga a tempo.

Trinta e um homens e três mulheres escaparam. Até o início da manhã, um deles tinha sido recapturado.

A cadeia pública tem capacidade para 55 presos e estava superlotada com 111 pessoas, segundo o funcionário.

O Departamento Penitenciário do Paraná (Depen) confirmou a fuga e disse que agentes do Setor de Operações Especiais (SOE) foram acionados e que policiais militares fazem buscas na região.

Comentários Facebook
Leia mais:  Coronavírus: Comércio reabre em Marechal Cândido Rondon após decreto autorizar
Continue lendo

Mais Lidas da Semana