conecte-se conosco

Curitiba

Curitiba tem sete novos casos e nenhuma morte por covid-19; dados são comemorados

Publicado

Nenhuma nova morte e sete novos casos de novo coronavírus, estes são os números oficiais da covid-19 em Curitiba, nas últimas 24 horas. Atualmente, a capital paranaense registra o total de 26 óbitos 658 infectados com doença. Das pessoas contaminadas, 487 já estão recuperadas. Os dados divulgados nesta terça-feira (5), pela Secretaria Municipal de Saúde, foram considerados positivos pela médica infectologista Marion Burger e pela

secretária municipal da Saúde, Márcia Huçulak.

Felizmente, hoje não tivemos nenhum novo óbito. E também temos poucos casos novos confirmados de ontem para hoje, são só mais sete casos. Eu brinco que isso é o sucesso de todas as ações feitas nesse último mês, nós estamos colhendo frutos das ações feitas a partir de metade de março. As pessoas já mais conscientes, fazendo etiqueta respiratória e higienização das mãos, depois em distanciamento social e do início de abril para cá, uso obrigatório de máscaras para todas as pessoas. Isso, tem mostrado sim um grande resultado aqui em Curitiba e a gente agradece pela ajuda da população”, disse a médica infectologista Marion Burger.

Leia mais:  Dupla é presa em shopping de Curitiba com ‘nova droga’

Curitiba tem hoje 57 pacientes hospitalizados, 30 deles em unidades de terapia intensiva (UTI) e nove em estado mais grave, que contam com o auxílio de ventilação mecânica para respirar.

Na cidade, 1.433 casos testaram negativo para covid-19 e outras 135 suspeitas são investigadas pelas autoridades de saúde. Além dos 26 óbitos por novo coronavírus confirmados até agora, 144 mortes também foram analisadas, destas 137 foram descartadas e sete ainda aguardam os resultados dos exames.

Números da covid-19 em Curitiba

658 casos confirmados
26 óbitos por covid-19
487 pacientes liberados do isolamento
1.433 casos descartados
135 casos em investigação

Coronavírus no Paraná

O Paraná confirmou cinco mortes e mais 29 casos de novo coronavírus. Conforme o boletim da Secretaria da Saúde do Paraná (Sesa) desta terça-feira, chega a 1.588 o número de pessoas atingidas pela covid-19 no estado e total de falecimentos é de 99. Mas. 1.071 pessoas são consideradas recuperadas e já foram liberadas do isolamento social no Paraná.

 

Os cinco óbitos registrados nesta terça-feira são de pacientes que estavam internados. Um morador de Fazenda Rio Grande, de 62 anos, faleceu segunda-feira (4). Três moradores de Curitiba – uma mulher de 70 anos e dois homens, de 62 e 63 anos, faleceram no domingo (3). E um morador de Mirador, de 46 anos, morreu no sábado (2).

Leia mais:  Prefeitura intensifica fiscalização sobre terrenos baldios na região Norte

Ao todo 137 cidades paranaenses têm casos confirmados da Covid-19. Os novos casos confirmados estão nos municípios de: Apucarana (1), Cascavel (2), Castro (1), Cianorte (1), Curitiba (6), Guaratuba (2), Inácio Martins (1), Londrina (3), Maringá (1), Mirador (1), Nova Aliança do Ivaí (1), Paranavaí (3), Piraquara (2), Santo Antônio do Caiuá (2), Santo Inácio (1) e Telêmaco Borba (1).

Comentários Facebook

Curitiba

Jovem que estava desaparecida foi assassinada em Curitiba

Publicado

Desaparecida desde outubro deste ano, a jovem Ana Carla Dalacosta de Menezes foi encontrada morta em Curitiba. O corpo já havia sido localizado na manhã do dia 10 do mês passado, mas só nesta sexta-feira (19) foi identificado.

Ana era moradora de Rolândia e foi considerada desaparecida após sair de casa informando que iria atrás de um emprego em Maringá. Alguns dias depois, ela teria sido vista em Apucarana.

No entanto, Ana viajou para Curitiba e foi brutalmente assassinada na capital paranaense. O corpo foi localizado em chamas às margens do Rio Belém, na Rua Sérgio Venci, por moradores da região. A Guarda Municipal foi chamada e controlou o fogo.

A Polícia Científica realizou a perícia e contratou que ela pode ter sido morta asfixiada, antes de atearem fogo no corpo.

Nos últimos dias, o pai da vítima divulgou nas redes sociais sobre o seu desaparecimento, pois estranhou que ela estava há muitos dias sem se comunicar com a família. Ao descobrir que havia um corpo no Instituto Médico Legal (IML), de Curitiba, que batia com as características de Ana Carla, familiares foram até a capital e com um exame de arcada dentária, conseguiram confirmar que se tratava dela. A família também reconheceu as roupas que ela usava.

Leia mais:  Curitiba terá 254 pontos de wi-fi gratuito: terminais, Ruas da Cidadania e Liceus

A Divisão de Homicídios segue com a investigação para tentar identificar o autor ou autores do crime. A motivação do crime ainda é desconhecida.

O corpo de Ana Carla após ser liberado, deverá ser encaminhado para Rolândia onde acontecerá o enterro.

Comentários Facebook
Continue lendo

Mais Lidas da Semana