conecte-se conosco

Curitiba

Curitiba registra mais quatro mortes e chega a 1.665 casos de coronavírus

Publicado

Curitiba registrou quatro novas mortes e 46 novos casos de coronavírus nesta quinta-feira (11), conforme o boletim da Secretaria Municipal de Saúde. Com isso, a capital paranaense chega a 71 óbitos e 1.665 contaminados.
Contudo, a prefeitura também informou que 1.226 pessoas já são consideradas recuperadas. Além disso, 2.325 casos já foram descartados e 26 casos estão em investigação. Outras 328 mortes também tiveram a causa por Covid-19 descartada enquanto outras nove ainda aguardam terão os exames processados.

Segundo a SMS, as quatro mortes incluídas no boletim de hoje eram de pessoas idosas, com 64, 69, 79 e 93 anos. Todos estavam internados em diferentes hospitais de Curitiba, mas não foi informado se estavam na UTI (Unidade de Terapia Intensiva).

O boletim de hoje do coronavírus em Curitiba ainda aponta que 152 pessoas estão internadas, sendo 64 em UTI.

A taxa de internamento das UTIs do SUS (Sistema Único de Saúde) exclusivas para a Covid-19 é de 68%, mas a prefeitura ressalta que todos os casos com sintomas de síndromes respiratórias agudas graves vão para esses leitos.

Leia mais:  Tarifa do transporte coletivo de Araucária será reduzida: vai para a R$ 2,20

Devido ao feriado de Corpus Christi, a prefeitura não realizou a tradicional live no Facebook.

Comentários Facebook

Curitiba

Defensoria Pública do Paraná emite recomendação aos postos de combustíveis sobre reajuste abusivo

Publicado

O Núcleo de Defesa do Consumidor (NUDECON) da Defensoria Pública do Estado do Paraná (DPE-PR) emitiu, nesta segunda-feira (14), uma Recomendação à entidade que representa os donos de postos de combustíveis do Paraná, o Sindicato do Comércio Varejista de Combustíveis Derivados de Petróleo, Gás Natural, Biocombustíveis e Lojas de Conveniência do Estado do Paraná (Paranapetro).

O objetivo, segundo o Coordenador do Núcleo, Defensor Público Erick Lé Palazzi Ferreira, é coibir o abuso quando a Petrobrás anunciar reajustes. “O que se viu em vários casos na última quinta-feira foi uma prática abusiva, uma elevação injustificada dos preços”, explica o Defensor.

De acordo com ele, a Recomendação pretende barrar a prática de repassar o reajuste com produto comprado por preço velho. “Antes de ter sido repassado o aumento, os postos já estavam aplicando. O que fizeram foi pegar um produto mais barato e colocar o preço exorbitante”.

Segundo a Recomendação, os varejistas de combustíveis devem se abster de aumentar os preços antes da existência real de reajuste das distribuidoras. “Caso haja reclamações e comprovação sobre aumento excessivo de combustíveis pelos postos, o Nudecon adotará as medidas judiciais cabíveis, individuais ou coletivas, para areparação de eventuais danos”, afirma a Recomendação.

Leia mais:  Avanço de frente fria vai derrubar a temperatura em Curitiba! Tem até previsão de geada!

Na semana passada, a Petrobrás anunciou reajuste dos combustíveis. De acordo com a empresa, o aumento seria de 18,77% para a gasolina, 24,9% para o diesel e 16% para o gás de cozinha.

Comentários Facebook
Continue lendo

Mais Lidas da Semana