conecte-se conosco

Curitiba

Câmara vota com urgência projeto pra salvar transporte coletivo de Curitiba na pandemia

Publicado

Vereadores de Curitiba votam nesta segunda-feira (27) em regime de urgência projeto de lei do prefeito Rafael Greca (DEM) para que a prefeitura assuma o custeio da manutenção do transporte público durante a pandemia do coronavírus. O dinheiro viria do Fundo de Emergência da prefeitura, que reservou R$ 500 milhões para o enfrentamento da covid-19. Desse montante, R$ 300 milhões são exclusivamente para a saúde e os R$ 200 milhões restantes são para outras contingências, como a manutenção do transporte coletivo.

O socorro do município às empresas de transporte manteria o sistema ativo após queda de 70% no volume diário de passageiros, mas também ajudaria a manter os empregos de 8 mil motoristas e cobradores de ônibus de Curitiba. Em abril, os trabalhadores receberam apenas metade de seus salários, o que deixou o prefeito “furioso”, segundo palavras o próprio Greca em entrevista à rede de TV CNN.

Comentários Facebook
Leia mais:  Clientes de bares não respeitam distância preventiva do coronavírus em Curitiba

Curitiba

Covid-19: remessa comCovid-19: remessa com 65,5 mil vacinas para crianças chega ao Paraná 65,5 mil vacinas para crianças chega ao Paraná

Publicado

A Sesa (Secretaria de Estado da Saúde do Paraná) recebeu na madrugada desta terça-feira (18) mais 65.500 vacinas da Pfizer/BioNTech para crianças, de 5 a 11 anos, contra a Covid-19.

Esta é a segunda remessa direcionadA Sesa (Secretaria de Estado da Saúde do Paraná) recebeu na madrugada desta terça-feira (18) mais 65.500 vacinas da Pfizer/BioNTech para crianças, de 5 a 11 anos, contra a Covid-19.

Esta é a segunda remessa direcionada ao público infantil e faz parte do 78º Informe Técnico do governo federal. O documento orienta os municípios a vacinarem seguindo a ordem de prioridades, começando pelas crianças com comorbidades e deficiências permanentes.a ao público infantil e faz parte do 78º Informe Técnico do governo federal. O documento orienta os municípios a vacinarem seguindo a ordem de prioridades, começando pelas crianças com comorbidades e deficiências permanentes.

As vacinas destinadas às crianças chegaram ao Aeroporto Internacional Afonso Pena, em São José dos Pinhais, às 23h10, e nos próximos dias serão distribuídas para as 22 Regionais de Saúde do Paraná.

Leia mais:  BMS transforma Curitiba na ‘capital do motociclismo’ neste fim de semana

“Estamos só no começo ainda na vacinação deste novo público. Receberemos e vamos distribuir muitos lotes como este, para que, desta forma, consigamos atingir as mais de 1 milhão de crianças do Estado. Estou confiante de que, assim como foi com os adolescentes, teremos bastante comparecimento aos postos de vacinação”, disse o secretário de Estado da Saúde, Beto Preto.

A imunização das crianças depende de consentimento dos pais ou responsáveis. Caso eles não estejam presentes no momento da vacinação, é necessário entregar uma autorização por escrito.

Comentários Facebook
Continue lendo

Mais Lidas da Semana