conecte-se conosco

Curitiba

Paraná registra saldo negativo de empregos formais e fecha 23,8 mil vagas em maio

Publicado

O Paraná registrou saldo negativo de empregos com carteira assinada pelo terceiro mês consecutivo, segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados pelo Ministério da Economia nesta segunda-feira (29). Em maio, 23,8 mil vagas com carteira assinada foram fechadas, no estado.

Desde o início do ano, o Paraná fechou 47.696 postos de trabalho no mercado formal. O saldo do Caged leva em consideração a diferença entre demissões e contratações de trabalhadores em regime da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT).

A maior queda até então, em 2020, foi registrada em abril, quando o estado perdeu 57 mil vagas com carteira assinada. Veja no gráfico abaixo.

Geração de empregos no Paraná em 2020
Estado encerrou primeiro quadrimestre com saldo negativo
17.91917.91928.83528.835-12.610-12.610-57.984-57.984-23.856-23.856janeirofevereiromarçoabrilmaio-80k-60k-40k-20k020k40k
Fonte: Ministério da Economia

Segundo o Ministério da Economia, 55.823 pessoas foram contratadas em maio. Por outro lado, o estado registrou 79.679 demissões.

Com exceção do Acre, todas as unidades federativas registraram saldo negativo em maio, de acordo com o Caged. Em todo o Brasil, quase 332 mil vagas de trabalho foram fechadas.

Leia mais:  Investigador de polícia é preso no Boqueirão suspeito de roubo de cargas

No ranking nacional, o Paraná apresentou o quinto pior desempenho no mês, sendo melhor que Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro, São Paulo e Minas Gerais.

Setores

Assim como em abril, o setor de Serviços voltou a apresentar o pior resultado entre os setores da economia, com o fechamento de 11.380 postos de trabalho com carteira assinada, no Paraná, segundo o Caged.

Dentro dos Serviços, estabelecimentos da área da alojamento e alimentação sofreram a maior redução de empregos, com o fechamento de 3.754 vagas.

O setor da Construção Civil foi o único com saldo positivo, com 1.489 novos empregos, conforme o Caged. Acompanhe abaixo o desempenho por setor:

  • Serviços: -11.380
  • Indústria: -6.999
  • Comércio: -6.625
  • Agropecuária: -341
  • Construção Civil: +1.489

Cidades

Entre os municípios paranaenses, 105 cidades registraram saldo negativo de vagas, em maio. Em 24, o saldo se manteve estável. No entanto, em 270 municípios houve mais demissões do que contratações.

Os melhores resultados foram registrados em Matelândia, Rio Negro e Ubiratã. Por outro lado, Curitiba, Londrina e São José dos Pinhais tiveram os piores desempenhos, segundo o Ministério da Economia. Confira na lista a seguir:

Leia mais:  Clubes Recreativos e academias entram na Justiça para pedir reabertura em Curitiba

Cidades que mais geraram empregos formais em maio

  1. Matelândia: 148
  2. Rio Negro: 129
  3. Ubiratã: 104
  4. Palotina: 102
  5. Cafelândia: 99

Cidades que mais fecharam postos de trabalho em maio

  1. Curitiba: -8.088
  2. Londrina: -1.708
  3. São Jose dos Pinhais: -1.620
  4. Maringá: -1.609
  5. Foz do Iguaçu: -1.330

Comentários Facebook

Curitiba

VÍDEO: Ônibus com 37 pessoas perde o freio na serra entre Curitiba e Joinville

Publicado

Um ônibus de viagem que fazia o trajeto Belém (PA) – Florianópolis (SC) perdeu os freios enquanto trafegava na rodovia BR-376 na madrugada da Última quarta-feira, 6. O veículo ocupado por 37 passageiros, sendo oito crianças, atingiu 118 km/h e só parou depois de entrar na área de escape do quilômetro 671,7, em Guaratuba (PR). Ninguém se feriu.

De acordo com a Arteris Litoral Sul, concessionária do trecho, o ônibus entrou 115 metros na área de escape por volta da 1h45. O condutor relatou às equipes que não conseguiu mais utilizar os freios dois quilômetros antes da área e, como ele já conhecia o dispositivo, direcionou o ônibus para entrada.

O motorista e os passageiros foram transportados até um posto de apoio para seguirem viagem com suporte da empresa responsável.

Segundo a concessionária, essa foi a sexta vez que um ônibus usou a área de escape, inaugurada em agosto de 2011. Neste período ela foi utilizada por 257 veículos pesados, ajudando a salvar 376 vidas.

Leia mais:  Baladas e blitze de Curitiba terão testes com drogômetro que detecta oito tipos de drogas

Comentários Facebook
Continue lendo

Mais Lidas da Semana