conecte-se conosco

Curitiba

Polícia Civil alerta para aumento de casos de golpe no WhatsApp em Curitiba; saiba como se prevenir

Publicado

O delegado José Barreto, do Núcleo de Combate aos Cibercrimes (Nuciber), alertou para o aumento do número de clonagem de contas de WhatsApp em Curitiba.

Segundo ele, nos últimos dois meses, pelo menos metade dos boletins de ocorrência registrados são relacionados a esse tipo de golpe.

“Nós ainda não temos um levantamento oficial, mas eu posso garantir, com certeza, que esses casos aumentaram muito nos últimos dias. É extremamente importante que a população fique em alerta para não cair nesse tipo de golpe”, argumentou o delegado.

Barreto explicou que os golpistas agem de diversas formas, mas uma delas é tendo acesso ao número do telefone e aos dados pessoais que estão disponíveis na internet, principalmente em sites de anúncios de compra e venda.

“Os criminosos entram nesses sites, pegam o telefone que foi descrito lá, e ligam para o dono da conta se passando pelos administradores do site. Depois, ele informa que para a confirmação do cadastro, é necessário a verificação de um código. Mas, na verdade, esse código que aparece para a pessoa, é o que o estelionatário precisa para ativar a conta de WhatsApp em outro aparelho”, detalhou Barreto.

Leia mais:  Curitiba recebe festival com o primeiro cinema a céu aberto 'pet friendly'

Depois que o estelionatário consegue clonar a conta, começa a mandar mensagem para vários conhecidos da vítima pedindo dinheiro, segundo o delegado.

“E nisso, o verdadeiro dono da conta perde totalmente o controle. Os criminosos, normalmente, inventam uma história triste e pedem valores mais baixos para não gerar desconfiança”, acrescentou.

Veja dicas para se prevenir do golpe

  • Uma medida simples para evitar que o WhatsApp seja clonado é habilitar, no aplicativo, a opção “Verificação em duas etapas” (configurações/ajustes > conta > verificação em duas etapas). Desta forma, é possível cadastrar uma senha que será solicitada periodicamente pelo app;
  • Também é importante evitar a divulgação de dados muito pessoais nos sites de anúncio. Os sites nunca entram em contato para confirmar o cadastro, segundo o delegado;
  • Antes de fazer qualquer transferência para saber se a pessoa realmente precisa do dinheiro;
  • Se, por acaso, acontecer da conta ter sido clonada, é importante registrar o boletim de ocorrência juntamente com as vítimas que fizeram a transferência. Com mais informações em mãos, de acordo com o delegado, fica mais rápida a investigação.
Leia mais:  Calor em Curitiba e nas praias! Veja a previsão para o último fim de semana antes do retorno do frio

Comentários Facebook

Curitiba

Defensoria Pública do Paraná emite recomendação aos postos de combustíveis sobre reajuste abusivo

Publicado

O Núcleo de Defesa do Consumidor (NUDECON) da Defensoria Pública do Estado do Paraná (DPE-PR) emitiu, nesta segunda-feira (14), uma Recomendação à entidade que representa os donos de postos de combustíveis do Paraná, o Sindicato do Comércio Varejista de Combustíveis Derivados de Petróleo, Gás Natural, Biocombustíveis e Lojas de Conveniência do Estado do Paraná (Paranapetro).

O objetivo, segundo o Coordenador do Núcleo, Defensor Público Erick Lé Palazzi Ferreira, é coibir o abuso quando a Petrobrás anunciar reajustes. “O que se viu em vários casos na última quinta-feira foi uma prática abusiva, uma elevação injustificada dos preços”, explica o Defensor.

De acordo com ele, a Recomendação pretende barrar a prática de repassar o reajuste com produto comprado por preço velho. “Antes de ter sido repassado o aumento, os postos já estavam aplicando. O que fizeram foi pegar um produto mais barato e colocar o preço exorbitante”.

Segundo a Recomendação, os varejistas de combustíveis devem se abster de aumentar os preços antes da existência real de reajuste das distribuidoras. “Caso haja reclamações e comprovação sobre aumento excessivo de combustíveis pelos postos, o Nudecon adotará as medidas judiciais cabíveis, individuais ou coletivas, para areparação de eventuais danos”, afirma a Recomendação.

Leia mais:  Em sete meses, polícia elucida 57% dos homicídios registrados em Curitiba

Na semana passada, a Petrobrás anunciou reajuste dos combustíveis. De acordo com a empresa, o aumento seria de 18,77% para a gasolina, 24,9% para o diesel e 16% para o gás de cozinha.

Comentários Facebook
Continue lendo

Mais Lidas da Semana