conecte-se conosco

Curitiba

Polícia Civil alerta para aumento de casos de golpe no WhatsApp em Curitiba; saiba como se prevenir

Publicado

O delegado José Barreto, do Núcleo de Combate aos Cibercrimes (Nuciber), alertou para o aumento do número de clonagem de contas de WhatsApp em Curitiba.

Segundo ele, nos últimos dois meses, pelo menos metade dos boletins de ocorrência registrados são relacionados a esse tipo de golpe.

“Nós ainda não temos um levantamento oficial, mas eu posso garantir, com certeza, que esses casos aumentaram muito nos últimos dias. É extremamente importante que a população fique em alerta para não cair nesse tipo de golpe”, argumentou o delegado.

Barreto explicou que os golpistas agem de diversas formas, mas uma delas é tendo acesso ao número do telefone e aos dados pessoais que estão disponíveis na internet, principalmente em sites de anúncios de compra e venda.

“Os criminosos entram nesses sites, pegam o telefone que foi descrito lá, e ligam para o dono da conta se passando pelos administradores do site. Depois, ele informa que para a confirmação do cadastro, é necessário a verificação de um código. Mas, na verdade, esse código que aparece para a pessoa, é o que o estelionatário precisa para ativar a conta de WhatsApp em outro aparelho”, detalhou Barreto.

Leia mais:  Brincadeiras no Passeio Público abrem a temporada do Verão Curitiba

Depois que o estelionatário consegue clonar a conta, começa a mandar mensagem para vários conhecidos da vítima pedindo dinheiro, segundo o delegado.

“E nisso, o verdadeiro dono da conta perde totalmente o controle. Os criminosos, normalmente, inventam uma história triste e pedem valores mais baixos para não gerar desconfiança”, acrescentou.

Veja dicas para se prevenir do golpe

  • Uma medida simples para evitar que o WhatsApp seja clonado é habilitar, no aplicativo, a opção “Verificação em duas etapas” (configurações/ajustes > conta > verificação em duas etapas). Desta forma, é possível cadastrar uma senha que será solicitada periodicamente pelo app;
  • Também é importante evitar a divulgação de dados muito pessoais nos sites de anúncio. Os sites nunca entram em contato para confirmar o cadastro, segundo o delegado;
  • Antes de fazer qualquer transferência para saber se a pessoa realmente precisa do dinheiro;
  • Se, por acaso, acontecer da conta ter sido clonada, é importante registrar o boletim de ocorrência juntamente com as vítimas que fizeram a transferência. Com mais informações em mãos, de acordo com o delegado, fica mais rápida a investigação.
Leia mais:  Baladas e blitze de Curitiba terão testes com drogômetro que detecta oito tipos de drogas

Comentários Facebook

Curitiba

VÍDEO: Ônibus com 37 pessoas perde o freio na serra entre Curitiba e Joinville

Publicado

Um ônibus de viagem que fazia o trajeto Belém (PA) – Florianópolis (SC) perdeu os freios enquanto trafegava na rodovia BR-376 na madrugada da Última quarta-feira, 6. O veículo ocupado por 37 passageiros, sendo oito crianças, atingiu 118 km/h e só parou depois de entrar na área de escape do quilômetro 671,7, em Guaratuba (PR). Ninguém se feriu.

De acordo com a Arteris Litoral Sul, concessionária do trecho, o ônibus entrou 115 metros na área de escape por volta da 1h45. O condutor relatou às equipes que não conseguiu mais utilizar os freios dois quilômetros antes da área e, como ele já conhecia o dispositivo, direcionou o ônibus para entrada.

O motorista e os passageiros foram transportados até um posto de apoio para seguirem viagem com suporte da empresa responsável.

Segundo a concessionária, essa foi a sexta vez que um ônibus usou a área de escape, inaugurada em agosto de 2011. Neste período ela foi utilizada por 257 veículos pesados, ajudando a salvar 376 vidas.

Leia mais:  Trânsito de Curitiba terá mais seis faixas exclusivas para ônibus

Comentários Facebook
Continue lendo

Mais Lidas da Semana