conecte-se conosco

Política

Lideranças tentam convencer Favaro a se candidatar para a Prefeitura de Umuarama

Publicado

O Bemdito

Desde que anunciou a saída do PDT, por não concordar com o posicionamento do partido no cenário nacional, o engenheiro agrônomo Antonio Carlos Fávaro passou a ser disputado pelas principais siglas políticas de Umuarama para concorrer à prefeitura da cidade, no ano que vem.

Mas falta um detalhe importante: Fávaro consentir entrar na disputa novamente. Ele foi candidato em 2016 e reta final da campanha encostou lado a lado com Celso Pozzobom, que acabou sendo eleito. O engenheiro, porém, deixou ativo um patrimônio eleitoral vigoroso, que agora cobra sua volta para o embate eleitoral.

Procurado por OBemdito, ele mantém o suspense. Fala apenas no desejo de contribuir pelo crescimento ordenado de Umuarama, não necessariamente como prefeito da cidade. “Ser ou não ser candidato, lá na frente, é uma questão que eu não vou decidir sozinho. O posicionamento da minha família será fundamental na minha decisão. E há também a qualidade das lideranças que desejam estar comigo”, disse.

Funcionário público lotado no núcleo regional da Seab (Secretaria de Estado da Agricultura e do Abastecimento) em Umuarama há vários anos, Fávaro é respeitado pelo equilíbrio e bom senso mesmo nas piores intempéries. Amigos e até integrantes de outros grupos políticos respeitam sua capacidade de diálogo e de desatar nós.

Leia mais:  Votação de reajuste esquenta pauta pré-recesso da Assembleia

O engenheiro confirma que vem recebendo convites de várias siglas e diz que vai decidir por aquela que esteja alinhada com o atual cenário político e suas convicções pessoais de política. Segundo ele, Umuarama precisa de um olhar mais atento para o desenvolvimento.

“Temos um grande potencial e precisamos potencializá-lo. Não dá para ser morno. Precisamos de mais empregos e escancarar as portas para o desenvolvimento. As pessoas querem isso. Seja quem for o próximo prefeito, ele ou ela, terá que promover um diálogo verdadeiro com a população e olhar para frente”.

Fávaro informou que deve decidir nos próximos dias se vai participar ou não da próxima disputa eleitoral. “Há tempo para tudo e entendo que preciso me manifestar em breve. Não tenho medo da disputa e creio que a população já conhece meu estilo de fazer política, sem ataques, primando pelo debate. Conheço de perto a realidade da administração municipal e sei em quais portas devo entrar para fazer um bom trabalho”.

Pozzobom deve ir para reeleição

Leia mais:  Governo repassa R$ 40 milhões para transporte coletivo de Curitiba, e Urbs garante passagem a R$ 4,50 até 2020

O atual prefeito Celso Pozzobom não se declarou oficialmente que pretende ir para a reeleição. Pessoas próximas a ele, no entanto, dão como certa sua candidatura. Por enquanto, o único pré-candidato declarado é o empresário Marcelo Adriano, derrotado na última eleição para deputado estadual. Dentro da Câmara de Vereadores há pelo menos um par de nomes que vislumbram a cadeira de chefe do Executivo.

O ex-prefeito e ex-deputado estadual Fernando Scanavaca tem optado pelo silêncio e se dedica a cuidar de seus negócios particulares. Pesquisas de gaveta, aquelas para medir a imagem e a temperatura entre os eleitores, sempre colocam Scanavaca em situação convidativa para um eventual pleito.

O também ex-prefeito Moacir Silva já disse publicamente que não pretende voltar à política. Mas é outro nome consultado por partidos e lideranças, que reconhecem o trabalho que desenvolveu em oito anos de gestão. Umuarama cresceu em todos os índices econômicos medidos nacionalmente.

A movimentação, embora ainda esteja atrás das cortinas, é grande nos bastidores da política local. E está apenas começando.

Comentários Facebook

Política

Eleitores têm até 6 de maio para procurar cartório e regularizar situação eleitoral

Publicado

Para votar nas Eleições Municipais de 2020, os eleitores devem estar atentos ao prazo de 6 de maio, que é o último dia para regularizar a situação na Justiça Eleitoral. A partir do dia 7 de maio até o final da eleição, o Cadastro Eleitoral ficará fechado – período em que nenhuma alteração poderá ser efetuada no registro do eleitor –, sendo permitida somente a emissão da segunda via do título. Esse prazo é importante para que a Justiça Eleitoral tenha um retrato fiel do eleitorado que participará do pleito.
Diversos serviços podem ser solicitados diretamente nos cartórios eleitorais, sem a necessidade de intermediação de terceiros. São eles: emissão do título de eleitor, transferência de domicílio eleitoral, revisão dos dados e cadastramento biométrico, entre outros. Todos esses serviços são gratuitos.

Dia 6 de maio também é a data-limite para o cidadão procurar o cartório para pedir a mudança de domicílio eleitoral e regularizar sua situação, estando apto a exercer o direito de voto.

É possível verificar a regularidade do título acessando o Portal do TSE. Basta clicar em Serviços ao Eleitor e, depois, em Situação Eleitoral. As informações necessárias são nome completo e data de nascimento.

Leia mais:  Ratinho Jr minimiza greve de servidores: 'é muito pequena'

Fonte: Blog Politica em Debate

Comentários Facebook
Continue lendo

Mais Lidas da Semana