conecte-se conosco

Curitiba

Feriado será sem água em bairros de Curitiba e São José dos Pinhais. Rodízio vai até domingo

Publicado

O problema da falta de água em Curitiba e região, que assola moradores de diversos bairros que não aguentam mais ficar sem o abastecimento de água, vai seguir pelo menos até o próximo domingo (3), passando inclusive pelo feriado do Dia do Trabalho, nesta sexta-feira (1º). Segundo a Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar), mais bairros de Curitiba e São José dos Pinhais poderão ficar sem água por causa de um rodízio no abastecimento de água.

Esta constante falta de água até fez o prefeito de Curitiba cobrar uma providência por parte da Sanepar para solucionar o problema.  “O problema é que os reservatórios não conversam entre si, de forma que a Sanepar possa racionar água em toda a cidade”, disse. O prefeito ressaltou também a importância das pessoas economizarem água, principalmente neste época de cuidados e higiene intensificados por causa do coronavírus. “Os engenheiros da Sanepar não são pajés, não conseguem fazer chover”, finalizou o prefeito. Em resposta, a Sanepar disse que está fazendo obras para melhorar o sistema e que avisa com antecedência os moradores sobre as falhas no sistema. O órgão, inclusive, fez um alerta no começo de abril sobre a importância de se economizar água durante a pandemia.

Leia mais:  Locais de uso coletivo serão obrigados a fazer medição de temperatura no Paraná; falta sanção do governador

Veja os locais afetados pelo rodízio

30 de abril – Quinta-feira

São José dos Pinhais: Bairro Preto, Arujá, Del Rey, Quississana, Costeira, Ouro Fino.

Curitiba: Água Verde, Batel, Centro, Rebouças.

Curitiba: Cabral, Juvevê, Hugo Lange, Alto da Glória, Centro, Jardim Social, Bacacheri, Alto da XV, Cristo Rei, Prado Velho, Jardim Botânico.

Curitiba: Campo de Santana, Caximba, CIC, Ganchinho, Tatuquara, Umbará, Sítio Cercado.

São José dos Pinhais: Contenda; Francisco Kuzmanl.

*Retorno previsto para às 8h do dia seguinte

1º de Maio – Sexta-feira

São José dos Pinhais: Afonso Pena, Águas Belas, Independência, Boneca do Iguaçu, Iná, Aviação, Rio Pequeno, São Cristóvão.

Curitiba: Alto Boqueirão, Boqueirão, Ganchinho, Hauer, Pinheirinho, Sítio Cercado, Xaxim, Bigorrilho, Campina do Siqueira, Seminário, Batel, Mercês, Centro.

São José dos Pinhais: Cachoeira, Campina do Taquaral Agarau, Campo Largo da Roseira, Cotia.

*Retorno previsto para às 8h do dia seguinte

2 de maio – sábado

São José dos Pinhais:Aristocrata, Centro, Zaniolo, Braga, Cruzeiro, Águas Belas, Ouro fino, Costeira, Pedro Moro, Santo Antônio, Colônia Rio Grande, Itália, Bom Jesus.

Leia mais:  Carro invade supermercado de Curitiba e deixa três pessoas feridas

Curitiba:Campo de Santana, CIC, Ganchinho, Pinheirinho, Sítio Cercado, Tatuquara, Umbará, Jardim Botânico, Rebouças, Centro, Cristo Rei, Hugo Lange, Prado Velho, Juvevê, Alto da XV, Abranches, Bom Retiro, Mercês, Pilarzinho, São Lourenço, Vista Alegre, Cascatinha.

São José dos Pinhais: Contenda; Francisco Kuzman.

*Retorno previsto para às 8h do dia seguinte

3 de maio – Domingo

São José dos Pinhais: Cachoeira,Campina do Taquaral Agarau, Campo Largo da Roseira, Cotia.

 

Comentários Facebook

Curitiba

VÍDEO: Ônibus com 37 pessoas perde o freio na serra entre Curitiba e Joinville

Publicado

Um ônibus de viagem que fazia o trajeto Belém (PA) – Florianópolis (SC) perdeu os freios enquanto trafegava na rodovia BR-376 na madrugada da Última quarta-feira, 6. O veículo ocupado por 37 passageiros, sendo oito crianças, atingiu 118 km/h e só parou depois de entrar na área de escape do quilômetro 671,7, em Guaratuba (PR). Ninguém se feriu.

De acordo com a Arteris Litoral Sul, concessionária do trecho, o ônibus entrou 115 metros na área de escape por volta da 1h45. O condutor relatou às equipes que não conseguiu mais utilizar os freios dois quilômetros antes da área e, como ele já conhecia o dispositivo, direcionou o ônibus para entrada.

O motorista e os passageiros foram transportados até um posto de apoio para seguirem viagem com suporte da empresa responsável.

Segundo a concessionária, essa foi a sexta vez que um ônibus usou a área de escape, inaugurada em agosto de 2011. Neste período ela foi utilizada por 257 veículos pesados, ajudando a salvar 376 vidas.

Leia mais:  Governo do Paraná desmente lockdown para todo o Estado

Comentários Facebook
Continue lendo

Mais Lidas da Semana