conecte-se conosco

Região Metropolitana

Coronavírus circula por 79% das cidades da Região Metropolitana de Curitiba

Publicado

O novo coronavírus já circula por quase todos os municípios da Região Metropolitana de Curitiba (RMC). Um levantamento feito pelo Bem Paraná com base nos dados divulgados diariamente pela Secretaria Estadual da Saúde (Sesa) mostra que 23 dos 29 municípios que compõem a RMC, o equivalente a 79,3% do total, já confirmaram casos de Covid-19, com a doença apresentando incidência de 23,47 casos para cada grupo de 100 mil habitantes.

O boletim mais recente da Sesa, divulgado na tarde de ontem, mostra que os municípios da RMC já registraram 858 casos de Covid-19, com a confirmação de 44 óbitos em seis cidades diferentes, o que significa que 20,7% dos municípios já tiveram alguma morte em decorrência do vírus.

Em números absolutos, Curitiba é a cidade mais afetada, com 582 pacientes contaminados e 31 mortes. A capital paranaense, vale lembrar, concentra quase 53% dos 3,66 milhões de habitantes da Grande Curitiba.

Se considerada a taxa de incidência por 100 mil habitantes, entretanto, a capital paranaense fica em quarto lugar, com 30,11, atrás dos municípios de Agudos do Sul (85,37), Quitandinha (42) e Balsa Nova (38,64). Os dois primeiros municípios já confirmaram oito casos da nova doença cada um, enquanto o último tem cinco registros. A taxa de incidência, portanto, fica elevada pelo fato dessas cidades apresentarem uma população muito pequena – 9.371, 19.049 e 12.941, respectivamente.

Leia mais:  Barracão explode e pega fogo em Pinhais, na Grande Curitiba

Os municípios que ainda não confirmaram casos de Covid-19, por sua vez, são seis: Tunas do Paraná, Piên, Doutor Ulysses, Cerro Azul, Bocaiúva do Sul e Adrianópolis. Juntas, essas cidades somam uma população de 63.737 pessoas, o equivalente a apenas 1,74% de toda a população que vive na RMC.

Vírus está em todos os 75 bairros da Capital

Na última quarta-feira, a Secretaria Municipal de Saúde de Curitiba informou que todos os 75 bairros da capital paranaense já registraram casos de moradores infectados pela Covid-19. Se considerados os dados por regionais, Matriz e Santa Felicidade apresentam a maior taxa de incidência de moradores com casos confirmados.

Secretária municipal da Saúde, Márcia Huçulak disse, em live transmitida na página oficial da Prefeitura no Facebook, que o vírus chegou na cidade pela região central e foi se espalhando por todo o município.

“Isso quer dizer que já estamos com o vírus espalhado por todos os cantos e que ele é democrático, não escolhe idade, classe social, muito menos bairro”, alerta a especialista. “Do ponto de vista dos cuidados, as recomendações são as mesmas para todos, e muito especialmente para os grupos de risco. É isolamento social, uso de máscaras, higiene e nada de aglomeração” .

Leia mais:  Presos fogem da Penitenciária de Piraquara, diz Depen

A regional Matriz é a que apresenta maior número de casos (189) e também a maior taxa de incidência (105,6 registros para cada grupo de 100 mil habitantes) da doença. Na sequência aparece Santa Felicidade, com 100 casos e taxa de 64,3. Na outra ponta, a regional do Tatuquara é a menos impactada até aqui – 9 casos e taxa de 10,5.

Comentários Facebook

Região Metropolitana

Festival de Empreendedorismo reúne 50 expositores no Barigui

Publicado

Frequentadores do Parque Barigui tiveram a oportunidade de conhecer e até comprar, neste sábado (20/11), produtos e serviços de quem empreende e tem negócio em Curitiba e região. O 3º Festival de Empreendedorismo do Vale do Pinhão reuniu, das 10h às 18h, 50 expositores em uma feira no Salão de Atos da Prefeitura.

O evento do ecossistema de inovação do Vale do Pinhão foi organizado pela Agência Curitiba de Desenvolvimento e Inovação.

O público pode conferir, durante a feira,  itens de artesanato e produtos de moda e acessórios, beleza, lazer e bem-estar, saúde, casa e decoração. Uma área com artesanato gastronômico e cafés especiais também integrou a programação.

No estande da  artesã Ana Nilcen, os visitantes podiam encontrar porta-guardanapos, porta-copos, jogo americano, enfeites de porta e bordados também, todos os produtos feitos à mão. ‘’Parece que as pessoas este ano estão mais dispostas a comemorar, então confeccionamos produtos tanto para decoração de fim de ano como para uso no dia a dia’’, contou Ana.

Já as empreendedoras Karla Camacho e Elza Bernarde apresentaram para o público produtos de beleza naturais criados por elas e que levam a marca Kaé.  Uma parte dos cosméticos, inclusive, é produzida artesanalmente pelas próprias sócias curitibanas.  A linha conta com xampus e condicionadores sólidos, óleos corporais, sabonetes em barra, sabonetes líquidos, além de toda a linha facial como os séruns, hidratantes e desodorantes sem alumínio.

“A iniciativa do festival do Vale do Pinhão é fantástica e uma grande oportunidade para nós empreendedores mostrarmos a nossa marca e quem somos’’, disse Karla.

Além da feira de empreendedores, também ocorreu, neste sábado (20/11), das 14h às 17h, o Business Round do Festival de Empreendedorismo do Vale do Pinhão. A rodada de negócios foi realizada no formato de “pitch” onde os empreendedores apresentaram produtos e serviços para ponteciais parceiros de negócios, fornecedores e investidores.

Leia mais:  Carro explode no meio da rua em São José dos Pinhais, na RMC

Programação híbrida

A 3ª edição do Festival de Empreendedorismo do Vale do Pinhão teve início, na última terça-feira (16/11), com capacitações diárias on-line com especialistas em inovação do Vale do Pinhão. Temas como Empreendendo do Zero, Atendimento ao Cliente e Franquia Pode Ser o Seu Negócio foram abordados por nomes como Eduardo Taffa, CEO do Sofá Novo de Novo; Márcia Giubertoni, consultora de negócios do Sebrae/PR; e Marcio Aurelio, CEO e co-fundador da Aurelio Luz Franchising & Varejo.

Cris Alessi, presidente da Agência Curitiba, explicou que o evento encerra as atividades de capacitação no ano dos programas municipais Bom Negócio, Emprendedora Curitibana e Worktiba, oferecendo troca de experiências e conhecimento, além da feira de negócios para apresentação de produtos e serviços.

“O festival começou há dois anos e busca criar oportunidades para que os empreendedores de Curitiba e região possam fazer conexões, se capacitem e apresentem produtos para a população e para potenciais parceiros”, reforçou Cris Alessi.

O 3º Festival de Empreendedorismo do Vale do Pinhão  teve como patrocinadores Datatem, Conta Azul, Positivo Tecnologia, OpenMEI, Dinie e Viacredi.

Leia mais:  Araucária: Guia do IPTU 2019 já pode ser emitida pela internet; vencimento à vista será em 12 de agosto

O Instituto Municipal de Turismo, o Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba (Ippuc), a Nobis, o Sebrae/PR, a Unibrasil, a Uninter e aUniversidade Positivo foram apoiadores do evento.

Comentários Facebook
Continue lendo

Mais Lidas da Semana