conecte-se conosco

Geral

Ação conjunta prende 5 e impede roubo de cargas na região Sul de MT

Publicado

O grupo preso é o segundo desarticulado pelas forças de segurança, no mês de julho, na mesma região

Cinco integrantes de uma associação criminosa de roubo de cargas foram presos em força-tarefa da Polícia Judiciária Civil, das Delegacias de Juscimeira, Jaciara e Pedra Preta, com a Polícia Militar de Garça Branca, a Polícia Rodoviária Federal.As prisões ocorreram na noite de quinta-feira (20), na R-364, região sul do Estado de Mato Grosso.

O grupo preso é o segundo desarticulado pelas forças de segurança, no mês de julho, na mesma região.Na noite do dia 12 de julho, três criminosos que agiam roubos de cargas em rodovias do Sul de Mato Grosso foram presos.

Na ação da semana passada foram presos: Gleysson Goncalves da Silva, 27, com os  passageiros: Aldo Alves da Silva, 3, Claudio de Jesus, 34, e Douglas Gomes da Silva, 19 e  Ricardo Pereira Morais, 35.

Ação iniciou após a Polícia receber ligação do sistema de monitoramento de empresa, informando que um de seus caminhões estava parado há vários minutos na beira da estrada.

Equipes das Polícias Civil, Militar e Rodoviária Federal seguiram até a região da Serra da Petrovina, município de Pedra Preta. No local, um caminhão FH Volvo, placa 0309, com reboques OYB-8750 e OYB-8920 foi localizado pela PM, com a chave na ignição, em frente a um mercado, na localidade de Vila Garça Branca, Pedra Preta.

Leia mais:  Aquisição de sementes terá orçamento de R$ 7 milhões e novos critérios em 2018

Mais tarde, o motorista de 51 anos, também foi localizado próximo a cidade de Pedra Preta. Ele narrou aos policiais que precisou parar o caminhão devido os freios terem travado, momento em que foi surpreendido por um homem armado,  que anunciou o roubo. O motorista contou que teve o rosto coberto e foi obrigado a entrar em outro veículo. Depois foi levado para um cativeiro no meio do mato, onde continuou sofrendo ameaças.

Em razão do bloqueio do veículo pela empresa de monitoramento, dada a inconsistência de paradas em locais ermos e fora da rota, os suspeitos abandonaram o caminhão e a vítima conseguiu se libertar do cativeiro.

Frustrada a primeira tentativa de roubo, momentos depois da localização da primeira vítima, os, Policiais receberam informação da tentativa de roubo de outra carreta próxima ao município de Pedra Preta.

Em rondas e abordagens no percurso que liga Pedra Preta à Vila Garça Branca, a PRF localizou quatro homens, nas proximidades da subida da Serra da Petrovina. Os suspeitos estavam em veículo Celta, cor prata.  Eles desrespeitaram a ordem de parada do veículo e iniciaram fuga, jogando o veículo em cima de um dos policiais.

Leia mais:  Eunício pretende convocar nova sessão do Congresso para a próxima quarta-feira

Durante a perseguição, os policiais perceberam que objetos foram dispensados na pista. Após abordagem, os policiais retornaram pela estrada e constataram que os suspeitos portavam um aparelho conhecido por “chupa-cabra”, utilizado para bloquear o rastreamento dos caminhões.

O carro Celta conduzido pelo suspeito Gleysson Goncalves da Silva, 27, com os  passageiros: Aldo Alves da Silva, 3, Claudio de Jesus, 34, e Douglas Gomes da Silva, 19.

O quinto suspeito, Ricardo Pereira Morais, 35, foi localizado pela Polícia Civil que dava apoio a ação. Ele andava a ermo na BR-364. Seu envolvimento foi constatado pelas incessantes chamadas que tentava realizar para os comparsas presos.

O segundo caminhão FH Volvo, placa AQI-0691, reboques HSZ-8060/HSU-8060, carregado com 47.000 litros de óleo diesel, foi localizado no Posto Locomotiva, em Pedra Preta. Segundo o motorista de 48 anos, observando que os freios estavam travados e suspeitando que fosse ser vítima de roubo, conseguiu conduzir o caminhão até que este pegasse fogo, a fim de ser socorrido por outros motoristas que passavam.

Os suspeitos, vítimas e materiais apreendidos foram encaminhados ao plantão da 1ª Delegacia de Polícia em Rondonópolis, local onde os assaltantes foram autuados em flagrante por roubo majorado e associação criminosa.

 

Fonte: PNB Assessoria | PJC-MT

Comentários Facebook

Geral

Eleições 2022: Ratinho Junior anuncia primeiras mudanças no secretariado

Publicado

Arquivo/Rodrigo Félix Leal/AEn

O governador do Paraná, Ratinho Junior (PSD), anunciou nesta quarta-feira (12) as primeiras mudanças no secretariado de olho nas Eleições de 2022. As trocas serão efetivadas na próxima segunda-feira (17).

O atual secretário-chefe da Casa Civil, Guto Silva (PSD), deixará o cargo para retomar o mandato como deputado estadual. Ele deve se lançar candidato à reeleição, ou concorrer à Câmara dos Deputados ou Senado Federal.

O posto dele será ocupado pelo atual secretário João Carlos Ortega, que chefiava a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Urbano e de Obras Públicas. A pasta agora será conduzida pelo ex-prefeito de Pato Branco Augustinho Zucchi (Podemos).

Outra mudança é na Chefia de Gabinete, que passará a ser conduzida pelo ex-presidente da AMP (Associação dos Municípios do Paraná) Darlan Scalco (PSDB). O atual chefe, Daniel Villas Bôas, assume a Superintendência de Relações Institucionais.

Sem mencionar as Eleições 2022, o governador Ratinho Junior afirmou que o objetivo das mudanças é reforçar o atendimento aos municípios e fortalecer o diálogo com o terceiro setor, o empresariado e com os outros órgãos.

Leia mais:  Eunício pretende convocar nova sessão do Congresso para a próxima quarta-feira

“Tenho plena confiança em cada pessoa que assume esses cargos. Fizeram excelentes trabalhos em seus postos anteriores”, disse ele, por meio da Agência Estadual de Notícias.

Outras mudanças são esperadas nas próximas semanas. O prazo limite para que os futuros candidatos às Eleições 2022 se afastem de cargos públicos é dia 1º de abril, seis meses antes do pleito.

Na lista de futuros candidatos estão os também secretários estaduais Ney Leprevost (Justiça e Família), Sandro Alex (Infraestrutura e Logística) e Beto Preto (Saúde).

 

 

Comentários Facebook
Continue lendo

Mais Lidas da Semana