conecte-se conosco

Geral

Abre ou não abre? Shoppings de Curitiba pressionam governo para reabertura

Publicado

Em mais uma reunião para discutir a possibilidade de abertura dos shoppings centers e galerias de Curitiba, ocorrida na tarde desta segunda-feira (18), a Associação Comercial do Paraná (ACP) e demais entidades do setor dizem que os locais estão prontos para voltar ao atendimento durante a pandemia de coronavírus (covid-19).

Uma proposta pedindo autorização para abrir e contendo normas de funcionamento para evitar o contágio pela nova doença deve ser encaminhada à prefeitura de Curitiba ainda nesta semana. Além da ACP, participaram da reunião os representantes dos shoppings, do governo do estado, da prefeitura e de outras associações da sociedade civil, entre elas sindicatos de trabalhadores.

O decreto que determina o fechamento dos shoppings é estadual, mas cada município tem autonomia para optar ou não por mantê-los abertos.

Segundo a ACP, as portas dos shoppings e galerias já poderiam estar abertas a partir de terça-feira (19), seguindo as mesmas normas rígidas de reabertura do comércio de rua da capital. O documento com a proposta que será protocolado deverá conter todas as normas que deverão ser seguidas pelos lojistas, o que inclui o respeito da distância de nove metros quadrados entre as pessoas no interior das loja, uso de máscaras de todas as pessoas no interior dos shoppings e fornecimento de álcool gel. “Deveremos fazer isso entre hoje e amanhã”, informou o presidente da ACP, Camilo Turmina.

Leia mais:  MPF instaura inquérito civil para apurar repasse da saúde na gestão Pedro Taques

A prefeitura diz que aguarda o envio do documento com a proposta ACP, mas explica que a batida do martelo vai depender de uma análise feita com base em questões técnicas, considerando o controle da doença na capital e o funcionamento adequado dos estabelecimentos. Em nota, a prefeitura também lembra que o decreto que determina o fechamento dos shoppings é estadual.

Comentários Facebook

Geral

Eleições 2022: Ratinho Junior anuncia primeiras mudanças no secretariado

Publicado

Arquivo/Rodrigo Félix Leal/AEn

O governador do Paraná, Ratinho Junior (PSD), anunciou nesta quarta-feira (12) as primeiras mudanças no secretariado de olho nas Eleições de 2022. As trocas serão efetivadas na próxima segunda-feira (17).

O atual secretário-chefe da Casa Civil, Guto Silva (PSD), deixará o cargo para retomar o mandato como deputado estadual. Ele deve se lançar candidato à reeleição, ou concorrer à Câmara dos Deputados ou Senado Federal.

O posto dele será ocupado pelo atual secretário João Carlos Ortega, que chefiava a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Urbano e de Obras Públicas. A pasta agora será conduzida pelo ex-prefeito de Pato Branco Augustinho Zucchi (Podemos).

Outra mudança é na Chefia de Gabinete, que passará a ser conduzida pelo ex-presidente da AMP (Associação dos Municípios do Paraná) Darlan Scalco (PSDB). O atual chefe, Daniel Villas Bôas, assume a Superintendência de Relações Institucionais.

Sem mencionar as Eleições 2022, o governador Ratinho Junior afirmou que o objetivo das mudanças é reforçar o atendimento aos municípios e fortalecer o diálogo com o terceiro setor, o empresariado e com os outros órgãos.

Leia mais:  Larissa Maxine posa para revista Sexy e revela bissexualidade: “Homem tem medo”

“Tenho plena confiança em cada pessoa que assume esses cargos. Fizeram excelentes trabalhos em seus postos anteriores”, disse ele, por meio da Agência Estadual de Notícias.

Outras mudanças são esperadas nas próximas semanas. O prazo limite para que os futuros candidatos às Eleições 2022 se afastem de cargos públicos é dia 1º de abril, seis meses antes do pleito.

Na lista de futuros candidatos estão os também secretários estaduais Ney Leprevost (Justiça e Família), Sandro Alex (Infraestrutura e Logística) e Beto Preto (Saúde).

 

 

Comentários Facebook
Continue lendo

Mais Lidas da Semana