conecte-se conosco

Geral

UTI Pediátrica de Rondonópolis ameaça fechar e internações serão suspensas nesta quinta

Publicado

Leitos da uti pediátrica da Santa Casa de Rondonópolis – Foto: Varlei Cordova/AGORAMT

A Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) Pediátrica do Hospital Santa Casa de Misericórdia ameaça uma nova paralisação, em Rondonópolis (MT). Os médicos que prestam assistência ao Hospital comunicaram que encerrarão as atividades na unidade no dia 15 de julho de 2018. O motivo continua sendo o problema financeiro do filantrópico e as informações foram repassadas através de uma nota de esclarecimento da diretoria da Santa Casa.

Conforme informações, as internações na UTI Pediátrica serão interrompidas a partir das 18h dessa quinta-feira (5), como forma de evitar a necessidade de transferências de pacientes. No documento consta que o problema não é apenas referente a manutenção da UTI Pediátrica, mas em todo o Hospital, onde falta a regularidade no repasse dos valores referentes aos serviços prestados ao Sistema Único de Saúde (SUS), bem como reajuste na tabela de preços, além do ressarcimento do déficit acumulado desde dezembro de 2015.

Protesto em frente a Santa Casa pelo não fechamento da UTI neonatal - Foto: Varlei Cordova/AGORAMTProtesto em frente a Santa Casa pelo não fechamento da UTI neonatal – Foto: Varlei Cordova/AGORAMT

No ano passado, a população rondonopolitana se mobilizou através de manifestação, após uma paralisação que durou 21 dias na UTI Pediátrica. Mais de 200 pessoas se reuniram na praça em frente a Santa Casa para uma caminhada pedindo a volta da UTI que havia sido fechada por falta de recursos do governo do estado.

Leia mais:  Jovem bandido desafia a polícia com seus crimes

 

SEGUE NOTA DE ESCLARECIMENTO 

Imagem: WhatsApp Image 2018 07 04 at 09.28.16

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: Agora MT

Comentários Facebook

Geral

Eleições 2022: Ratinho Junior anuncia primeiras mudanças no secretariado

Publicado

Arquivo/Rodrigo Félix Leal/AEn

O governador do Paraná, Ratinho Junior (PSD), anunciou nesta quarta-feira (12) as primeiras mudanças no secretariado de olho nas Eleições de 2022. As trocas serão efetivadas na próxima segunda-feira (17).

O atual secretário-chefe da Casa Civil, Guto Silva (PSD), deixará o cargo para retomar o mandato como deputado estadual. Ele deve se lançar candidato à reeleição, ou concorrer à Câmara dos Deputados ou Senado Federal.

O posto dele será ocupado pelo atual secretário João Carlos Ortega, que chefiava a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Urbano e de Obras Públicas. A pasta agora será conduzida pelo ex-prefeito de Pato Branco Augustinho Zucchi (Podemos).

Outra mudança é na Chefia de Gabinete, que passará a ser conduzida pelo ex-presidente da AMP (Associação dos Municípios do Paraná) Darlan Scalco (PSDB). O atual chefe, Daniel Villas Bôas, assume a Superintendência de Relações Institucionais.

Sem mencionar as Eleições 2022, o governador Ratinho Junior afirmou que o objetivo das mudanças é reforçar o atendimento aos municípios e fortalecer o diálogo com o terceiro setor, o empresariado e com os outros órgãos.

Leia mais:  Polícia Civil fortalece investigações contra organizações e prende 121 criminosos

“Tenho plena confiança em cada pessoa que assume esses cargos. Fizeram excelentes trabalhos em seus postos anteriores”, disse ele, por meio da Agência Estadual de Notícias.

Outras mudanças são esperadas nas próximas semanas. O prazo limite para que os futuros candidatos às Eleições 2022 se afastem de cargos públicos é dia 1º de abril, seis meses antes do pleito.

Na lista de futuros candidatos estão os também secretários estaduais Ney Leprevost (Justiça e Família), Sandro Alex (Infraestrutura e Logística) e Beto Preto (Saúde).

 

 

Comentários Facebook
Continue lendo

Mais Lidas da Semana