conecte-se conosco

Curitiba

Viu luzes no céu de Curitiba neste domingo? Saiba o que foi isso e quando o fenômeno vai se repetir

Publicado

Os mais eufóricos acharam que se tratava de uma invasão espacial, outros que era uma “carreata” de OVNIs (Objetos Voadores Não Identificados) e a maioria nem sabe o que tá rolando. Mas na noite deste domingo (10) uma série de luzes brilhantes riscaram o céu de Curitiba e região e deixaram intrigados quem olhou para cima. Afinal, o que aconteceu? Não estamos mais sozinhos?

Na verdade o “fenômeno” já não é novidade, visto que mais gente viu a mesma coisa em outras oportunidades. As luzes observadas no nosso céu são alguns dos milhares de satélites prometidos pelo multibilionário Elon Musk (dono da Tesla e da Space X) para levar internet a todos os cantos do planeta Terra. Esses são os primeiros efeitos de uma grande polêmica levantada pelo projeto do empresário.

Starlink é o nome da iniciativa que, inicialmente, vai pôr em órbita 12 mil satélites iguais. Eles têm por objetivo formar uma rede que permitirá levar internet de alta velocidade até os locais mais remotos do nosso planeta. A comunidade científica teme que haja prejuízos para o mundo como um todo no que diz respeito à observação do espaço. Hoje são aproximadamente 4 mil satélites rodeando nosso planeta. O problema é que alguns especialistas dizem que os 12 mil que Elon Musk pretende lançar não serão suficientes, e que o número pode chegar a 40 mil

Leia mais:  Clubes Recreativos e academias entram na Justiça para pedir reabertura em Curitiba

“A rede será formada por 12 mil satélites de órbita baixa (em torno de 550 km de altitude), cada um com massa de 230 kg aproximadamente. Cada lançamento coloca em órbita 60 satélites, que formam uma fila indiana visível durante alguns dias após o lançamento. Conforme cada satélite migra para sua posição específica, a fila se desfaz”, explicou Anísio Lasievicz, diretor do Parque da Ciência do Paraná.

 

 

Comentários Facebook

Curitiba

Covid-19: remessa comCovid-19: remessa com 65,5 mil vacinas para crianças chega ao Paraná 65,5 mil vacinas para crianças chega ao Paraná

Publicado

A Sesa (Secretaria de Estado da Saúde do Paraná) recebeu na madrugada desta terça-feira (18) mais 65.500 vacinas da Pfizer/BioNTech para crianças, de 5 a 11 anos, contra a Covid-19.

Esta é a segunda remessa direcionadA Sesa (Secretaria de Estado da Saúde do Paraná) recebeu na madrugada desta terça-feira (18) mais 65.500 vacinas da Pfizer/BioNTech para crianças, de 5 a 11 anos, contra a Covid-19.

Esta é a segunda remessa direcionada ao público infantil e faz parte do 78º Informe Técnico do governo federal. O documento orienta os municípios a vacinarem seguindo a ordem de prioridades, começando pelas crianças com comorbidades e deficiências permanentes.a ao público infantil e faz parte do 78º Informe Técnico do governo federal. O documento orienta os municípios a vacinarem seguindo a ordem de prioridades, começando pelas crianças com comorbidades e deficiências permanentes.

As vacinas destinadas às crianças chegaram ao Aeroporto Internacional Afonso Pena, em São José dos Pinhais, às 23h10, e nos próximos dias serão distribuídas para as 22 Regionais de Saúde do Paraná.

Leia mais:  Câmara vota com urgência projeto pra salvar transporte coletivo de Curitiba na pandemia

“Estamos só no começo ainda na vacinação deste novo público. Receberemos e vamos distribuir muitos lotes como este, para que, desta forma, consigamos atingir as mais de 1 milhão de crianças do Estado. Estou confiante de que, assim como foi com os adolescentes, teremos bastante comparecimento aos postos de vacinação”, disse o secretário de Estado da Saúde, Beto Preto.

A imunização das crianças depende de consentimento dos pais ou responsáveis. Caso eles não estejam presentes no momento da vacinação, é necessário entregar uma autorização por escrito.

Comentários Facebook
Continue lendo

Mais Lidas da Semana