conecte-se conosco

Cidades

Hotéis lançam campanha “Vem pra Foz que o Pedágio é por nossa conta”

Publicado

Bem Paraná

Foz do Iguaçu apresentou uma iniciativa inédita para atração de turistas de todo o país. Trata-se da campanha “Vem pra Foz que o Pedágio é por nossa conta”. A medida vale para operadoras, agências de viagens e empresas de transporte turístico que comercializarem pacotes turísticos exclusivamente por ônibus, já a partir do mês de agosto. Mais de 20 hotéis e pousadas já aderiram à iniciativa.

A ação foi anunciada nesta quinta (13), pelo prefeito Chico Brasileiro e lideranças do trade turístico durante o evento Meeting de Turismo Rodoviário – O Sul é meu destino – que fez parte da programação paralela do Festival de Turismo das Cataratas.As agências de viagens, operadoras de turismo e empresas de transporte turístico de todo o país que comercializarem pacotes turísticos exclusivamente por ônibus, com hospedagem mínima de três diárias no hotel participante, terão o valor do pedágio pago pelo estabelecimento.“ É uma medida estratégica para o desenvolvimento do turismo de Foz do Iguaçu. Com essa ação inédita, vamos fazer com que famílias, jovens e o público da terceira idade desses estados brasileiros conheçam as belezas de nossa cidade”, afirmou o prefeito.
O presidente do Sindhoteis, Neuso Rafain, destacou que atualmente 110 milhões de pessoas viajam pelo turismo rodoviário no país. Ele acredita que as companhias aéreas não serão capazes de atender a demanda.“ Vou exemplificar: o Aeroporto de Foz tem uma média de 26 voos diários, o que representa uma média de 6 mil pessoas, mas a rede hoteleira de Foz tem uma oferta de 32 mil leitos. Acreditamos que com essa campanha vamos alcançar uma fatia importante de turistas brasileiros que viajam pelo meio rodoviário e não conhecem Foz do Iguaçu”, afirma.O secretário de Turismo, Indústria, Comércio e Projetos Estratégicos de Foz do Iguaçu, Gilmar Piolla, disse que o custo de uma passagem rodoviária é de 1/4 de uma passagem aérea e que a iniciativa visa diminuir a ociosidade existente na rede hoteleira. Ano passado, a taxa de ocupação média dos meios de hospedagem ficou em 65%.“Nos próximos dias, pretendemos nos reunir com os órgãos de fiscalização e segurança, como Receita Federal, Polícia Rodoviária Federal, Polícia Federal e ANTT, nos próximos dias, para pedir cooperação e definir checklist de exigências que devem ser cumpridas pelas empresas responsáveis pelo transporte rodoviário”, afirma.Além do prefeito Chico Brasileiro, também estiveram presentes o presidente do Sindhoteis, Neuso Rafain, o presidente da Paraná Turismo, João Jacob Mehl, o secretário de Turismo, Indústria, Comércio e Projetos Estratégicos, Gilmar Piolla, o assessor do deputado Federal Vermelho, Sérgio Beltrame, representantes das empresas de emissivo turístico rodoviário, o diretor da CVC Corp, Claiton Armelin, o presidente do Beto Carrero, Rogério Siqueira, integrantes da Associação Nacional de Transportadores Turísticos e agentes de viagem.

Leia mais:  CREA divulga abre concurso público com vagas para Umuarama e Maringá

Carta de reivindicações
Os representantes das diversas entidades presentes no Meeting Rodoviário aproveitam a presença do ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, para entregar uma carta pedindo apoio federal para a modernização do turismo rodoviário no país.
As reivindicações são: estabelecer o fim do circuito fechado e a possibilidade de multiembarque no circuito turi´stico, o que permitira´ a flexibilizac¸a~o das viagens de grupos de passageiros, de modo a dinamizar e ampliar o fluxo de turistas entre os destinos e a liberação do processo de venda de viagens turi´sticas por meio de plataformas tecnolo´gicas, de forma a acompanhar a inovac¸a~o mercadolo´gica dos processos de nego´cios.
Fotos: Christian Rizzi

Comentários Facebook

Cidades

Prefeito evangélico é alvo de macumba em Mato Grosso

Publicado

O prefeito Jeferson Ferreira Gomes (DEM), de Comodoro, extremo oeste de MT, que é evangélico, foi surpreendido por um “despacho espiritural” no cemitério da cidade. A informação é do site Olhar Direto.

Segundo a publicação, o despacho foi descoberto na primeira quinzena neste mês.

No local havia um papel com nome do prefeito em cruz, garrafa de cachaça e um sapo morto. Tudo junto e misturado. O “trabalho” foi descoberto por uma moradora que visitava o túmulo de parente.

O despacho estava na porta, com terra de cemitério sobre o nome.

Não se sabe por quais motivos, alguém deseja a morte do prefeito, que não comentou o assunto.

Mistério!

Comentários Facebook
Leia mais:  Motorista deve ficar atento a mudanças na Linha Verde
Continue lendo

Mais Lidas da Semana