conecte-se conosco

Geral

Fábio Garcia celebra permanência de Sachetti com o DEM: ‘iniciou esse processo conosco’

Publicado

O DEM, no entanto, ainda tem o desafio de acomodar na chapa todos os nomes que desejam disputar a segunda vaga para o Senado

O deputado federal e presidente do Democratas em Mato Grosso, Fábio Garcia, celebrou a decisão de Adilton Sachetti (PRB) em permanecer na chapa do DEM. Sachetti havia recebido um convite do governador Pedro Taques (PSDB) para uma possível aliança, mas decidiu continuar com o projeto inicial, após reuniões realizadas no domingo (22).

“Eu tinha muita convicção que Adilton estaria conosco porque é uma pessoa muito próxima a nós, uma pessoa que sempre dialogou conosco, sempre esteve conosco, iniciou esse processo conosco, eu tinha muita convicção que ele estaria conosco”, disse Fábio Garcia, em entrevista para a Rádio Capital FM na manhã desta segunda-feira (23).

O DEM, no entanto, ainda tem o desafio de acomodar na chapa todos os nomes que desejam disputar a segunda vaga para o Senado. Além de Sachetti, o ex-vice-governador Carlos Fávaro (PSD) também trabalha para conseguir a vaga. De acordo com o democrata, a solução virá com calma, após muito.

Leia mais:  PF combate divulgação de pornografia infantil na internet

“É legítimo pra mim do Adilton pleitear uma vaga no Senado, já que ele é uma liderança expressiva no estado de Mato Grosso, é legítimo que o Fávaro também pleiteie e é o nosso desafio que tá colocado na mesa, a gente construir uma solução pra essa questão do Senado dentro da nossa chapa e nós vamos fazer isso com muita tranquilidade, com muito diálogo entre todos nós, pra que a gente possa construir uma solução que acomode a todos e que a gente possa então construir uma boa união de pessoas com bons projetos, com boas perspectivas pra que a gente possa apresentar ao estado de Mato Grosso um novo projeto”, afirmou.

Entretanto, o deputado avisou que alguém terá que ceder para que a chapa majoritária seja composta. “Obviamente a gente precisa compor e pra compor, alguém vai ter que ceder. Eu não sei quem pode ceder, isso vai ser fruto de um grande diálogo que a gente vai ter que construir pra que a gente possa ter uma acomodação da chapa e eu tenho absoluta convicção que com muito diálogo, com muita maturidade, a gente vai conseguir encontrar uma solução, já que existe um projeto bastante importante sendo construído”.

Leia mais:  Taques admite conversa com ex-marqueteiro de Lula

Fonte: PBB  – JULIANA GROU

Comentários Facebook

Geral

Eleições 2022: Ratinho Junior anuncia primeiras mudanças no secretariado

Publicado

Arquivo/Rodrigo Félix Leal/AEn

O governador do Paraná, Ratinho Junior (PSD), anunciou nesta quarta-feira (12) as primeiras mudanças no secretariado de olho nas Eleições de 2022. As trocas serão efetivadas na próxima segunda-feira (17).

O atual secretário-chefe da Casa Civil, Guto Silva (PSD), deixará o cargo para retomar o mandato como deputado estadual. Ele deve se lançar candidato à reeleição, ou concorrer à Câmara dos Deputados ou Senado Federal.

O posto dele será ocupado pelo atual secretário João Carlos Ortega, que chefiava a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Urbano e de Obras Públicas. A pasta agora será conduzida pelo ex-prefeito de Pato Branco Augustinho Zucchi (Podemos).

Outra mudança é na Chefia de Gabinete, que passará a ser conduzida pelo ex-presidente da AMP (Associação dos Municípios do Paraná) Darlan Scalco (PSDB). O atual chefe, Daniel Villas Bôas, assume a Superintendência de Relações Institucionais.

Sem mencionar as Eleições 2022, o governador Ratinho Junior afirmou que o objetivo das mudanças é reforçar o atendimento aos municípios e fortalecer o diálogo com o terceiro setor, o empresariado e com os outros órgãos.

Leia mais:  Projeto De Cara Limpa debate uso de drogas com comunidade escolar em Vila Bela

“Tenho plena confiança em cada pessoa que assume esses cargos. Fizeram excelentes trabalhos em seus postos anteriores”, disse ele, por meio da Agência Estadual de Notícias.

Outras mudanças são esperadas nas próximas semanas. O prazo limite para que os futuros candidatos às Eleições 2022 se afastem de cargos públicos é dia 1º de abril, seis meses antes do pleito.

Na lista de futuros candidatos estão os também secretários estaduais Ney Leprevost (Justiça e Família), Sandro Alex (Infraestrutura e Logística) e Beto Preto (Saúde).

 

 

Comentários Facebook
Continue lendo

Mais Lidas da Semana