conecte-se conosco

Região Metropolitana

Ex-deputado Alexandre Guimarães é condenado a devolver dinheiro público usado em propaganda

Publicado

G1 PR

A Justiça condenou o ex-deputado estadual do Paraná Alexandre Guimarães (PSD) a devolver dinheiro da Assembleia Legislativa do Paraná (Alep) por ter usado verba pública para fazer propaganda pessoal.

A propaganda considerada ilegal pela Justiça foi feita entre 2015 e 2017. Conforme a decisão, o então deputado pagou por outdoors em Campo Largo, na Região Metropolitana de Curitiba, com elogios e enaltecendo o trabalho do político.

Segundo a decisão, a propaganda também foi feita em rádios, jornais e na internet paga com dinheiro público – a chamada verba de ressarcimento da Alep. À época, foram mais de R$ 66 mil gastos na ação publicitária.

O juiz Eduardo Novack aponta que até slogan e símbolos da campanha foram usados para ligar a imagem do ex-deputado a uma obra feita pelo governo estadual.

Na decisão, o magistrado afirma que as provas do processo demonstram que Guimarães explorou obras públicas feitas pelo governo para realizar propaganda paga com verbas da Alep para fins de promoção pessoal.

Conforme a decisão, o ex-deputado que tem base eleitoral em Campo Largo terá que devolver o dinheiro gasto corrigido e com juros de 1% ao mês. Em 2017, ele teve R$ 66 mil bloqueados.

Leia mais:  BR-116 bloqueada após acidente! Motociclista foi parar no hospital com ferimentos graves!

Alexandre Guimarães não se reelegeu deputado estadual em 2018. Atualmente, ele ocupa um cargo na Casa Civil do governo estadual.

A Alep não quis se manifestar, e a Casa Civil não retornou o contato da reportagem.

O que diz o ex-deputado

Alexandre Guimarães afirmou que a decisão foi equivocada e que os gastos com propaganda foram todos pagos do próprio bolso.

Ele apresentou um documento assinado pelo então presidente da Comissão de Tomadas de Contas que afirma que ele não pediu ressarcimento das notas da empresa que o ex-deputado diz ser a responsável pelas propagandas.

“Eu tenho atestado da Assembleia de que eu jamais pedi ressarcimento referente a essas notas dessa ação popular que estão me condenando. Protocolamos embargos mostrando que essa decisão foi equivocada porque não existe ressarcimento perante a Assembleia. Essa ação é improcedente porque meus gastos foram custeados pelo meu próprio bolso”, afirmou Guimarães.

Absolvição

Alexandre Guimarães havia sido denunciado pelo Ministério Público do Paraná (MP-PR), em outra ação, por gastar de forma irregular dinheiro público com alimentação.

Leia mais:  Homem com arma ilegal acaba morto a tiros na Grande Curitiba

Segundo a denúncia, foram mais de R$ 80 mil pagos pela Alep em bares, restaurantes e até casa noturnas. Ele foi absolvido.

O juiz Roger Oliveira entendeu que não houve ato de improbidade administrativa porque o Guimarães seguiu as normas exigidas pela Alep para os gastos com alimentação e as contas foram aprovadas em Plenário.

Comentários Facebook

Região Metropolitana

Festival de Empreendedorismo reúne 50 expositores no Barigui

Publicado

Frequentadores do Parque Barigui tiveram a oportunidade de conhecer e até comprar, neste sábado (20/11), produtos e serviços de quem empreende e tem negócio em Curitiba e região. O 3º Festival de Empreendedorismo do Vale do Pinhão reuniu, das 10h às 18h, 50 expositores em uma feira no Salão de Atos da Prefeitura.

O evento do ecossistema de inovação do Vale do Pinhão foi organizado pela Agência Curitiba de Desenvolvimento e Inovação.

O público pode conferir, durante a feira,  itens de artesanato e produtos de moda e acessórios, beleza, lazer e bem-estar, saúde, casa e decoração. Uma área com artesanato gastronômico e cafés especiais também integrou a programação.

No estande da  artesã Ana Nilcen, os visitantes podiam encontrar porta-guardanapos, porta-copos, jogo americano, enfeites de porta e bordados também, todos os produtos feitos à mão. ‘’Parece que as pessoas este ano estão mais dispostas a comemorar, então confeccionamos produtos tanto para decoração de fim de ano como para uso no dia a dia’’, contou Ana.

Já as empreendedoras Karla Camacho e Elza Bernarde apresentaram para o público produtos de beleza naturais criados por elas e que levam a marca Kaé.  Uma parte dos cosméticos, inclusive, é produzida artesanalmente pelas próprias sócias curitibanas.  A linha conta com xampus e condicionadores sólidos, óleos corporais, sabonetes em barra, sabonetes líquidos, além de toda a linha facial como os séruns, hidratantes e desodorantes sem alumínio.

“A iniciativa do festival do Vale do Pinhão é fantástica e uma grande oportunidade para nós empreendedores mostrarmos a nossa marca e quem somos’’, disse Karla.

Além da feira de empreendedores, também ocorreu, neste sábado (20/11), das 14h às 17h, o Business Round do Festival de Empreendedorismo do Vale do Pinhão. A rodada de negócios foi realizada no formato de “pitch” onde os empreendedores apresentaram produtos e serviços para ponteciais parceiros de negócios, fornecedores e investidores.

Leia mais:  Ônibus do transporte coletivo pega fogo na Rodovia dos Minérios

Programação híbrida

A 3ª edição do Festival de Empreendedorismo do Vale do Pinhão teve início, na última terça-feira (16/11), com capacitações diárias on-line com especialistas em inovação do Vale do Pinhão. Temas como Empreendendo do Zero, Atendimento ao Cliente e Franquia Pode Ser o Seu Negócio foram abordados por nomes como Eduardo Taffa, CEO do Sofá Novo de Novo; Márcia Giubertoni, consultora de negócios do Sebrae/PR; e Marcio Aurelio, CEO e co-fundador da Aurelio Luz Franchising & Varejo.

Cris Alessi, presidente da Agência Curitiba, explicou que o evento encerra as atividades de capacitação no ano dos programas municipais Bom Negócio, Emprendedora Curitibana e Worktiba, oferecendo troca de experiências e conhecimento, além da feira de negócios para apresentação de produtos e serviços.

“O festival começou há dois anos e busca criar oportunidades para que os empreendedores de Curitiba e região possam fazer conexões, se capacitem e apresentem produtos para a população e para potenciais parceiros”, reforçou Cris Alessi.

O 3º Festival de Empreendedorismo do Vale do Pinhão  teve como patrocinadores Datatem, Conta Azul, Positivo Tecnologia, OpenMEI, Dinie e Viacredi.

Leia mais:  BR-116 bloqueada após acidente! Motociclista foi parar no hospital com ferimentos graves!

O Instituto Municipal de Turismo, o Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba (Ippuc), a Nobis, o Sebrae/PR, a Unibrasil, a Uninter e aUniversidade Positivo foram apoiadores do evento.

Comentários Facebook
Continue lendo

Mais Lidas da Semana