conecte-se conosco

Cidades

Diocese de Apucarana divulga boletim médico sobre estado de saúde do padre Egídio de Vidi

Publicado

A Diocese de Apucarana informou que o Bispo Dom Carlos José de Oliveira, visitou o padre Egídio de Vidi, de 95 anos, no ultimo dia 14. Ele foi internado , no Hospital da Providência após passar mal em casa.

Segundo a Diocese, houve uma melhora geral, porém o estado do padre ainda é grave, a respiração continua sendo realizada por aparelhos, ele está acordado, lúcido, sem condições de fala e um pouco agitado.

Na quinta, o padre passou por exames laboratoriais e de imagem, e de acordo com o boletim, sofreu um acidente vascular cerebral isquêmico (AVCI). O relatório médico diz ainda que ele não movimenta o lado direito do corpo e possui dificuldade respiratória.O estado de saúde é considerado muito grave e ele segue internado. A nota da Diocese pede ainda que as orações pela saúde do padre sejam intensificadas.

Em seus 60 anos de vida sacerdotal, padre Egídio passou pelas cidades de Macapá (AP), Assis (SP) e Apucarana. Em sua vida religiosa, antes de chegar na Cidade Alta, atuou como professor de Música, Matemática e Desenho em instituições religiosas, resultado de sua formação acadêmica anterior ao sacerdócio ainda na Itália, onde cursou três anos de Engenharia Eletrônica.

Recentemente, o padre recebeu uma homenagem do 10º Batalhão da Polícia Militar de Apucarana pelos serviços prestados como capelão durante 42 anos, aos policiais e bombeiros militares.

Leia mais:  Agência do Trabalhador encerra semana com 94 vagas disponíveis de emprego

Comentários Facebook

Cidades

Prefeito evangélico é alvo de macumba em Mato Grosso

Publicado

O prefeito Jeferson Ferreira Gomes (DEM), de Comodoro, extremo oeste de MT, que é evangélico, foi surpreendido por um “despacho espiritural” no cemitério da cidade. A informação é do site Olhar Direto.

Segundo a publicação, o despacho foi descoberto na primeira quinzena neste mês.

No local havia um papel com nome do prefeito em cruz, garrafa de cachaça e um sapo morto. Tudo junto e misturado. O “trabalho” foi descoberto por uma moradora que visitava o túmulo de parente.

O despacho estava na porta, com terra de cemitério sobre o nome.

Não se sabe por quais motivos, alguém deseja a morte do prefeito, que não comentou o assunto.

Mistério!

Comentários Facebook
Leia mais:  Verão Maior: PM confirma redução de crimes no início da temporada
Continue lendo

Mais Lidas da Semana