conecte-se conosco

Cidades

Com nova direção, Hospital Evangélico muda de cor

Publicado

Bem Paraná - Rodolfo Luis Kowalski

Quem passar pela Alameda Augusto Stellfeld, no bairro Bigorrilho, vai se deparar com um cenário quase novo na altura do imóvel de número 1908. É que a fachada do Hospital Universitário Evangélico Mackenzie, fundado em setembro de 1959 e sob nova direção desde o final do ano passado, ganhou novas cores. O amarelo de décadas foi deixado de lado de deu lugar ao cinza e o vermelho.

Segundo Wilson Costa, diretor administrativo do hospital, o vermelho faz referência à logomarca da Mackenzie, também exposta no prédio da pediatria da instituição. Já a escolha pela cor cinza, predominante no local, foi para deixar o espaço mais sóbrio. “Antes era um amarelão e a pintura nessas cores mais vivas desgastam mais rapidamente. Foi uma escolha que achamos que ficaria bem no prédio”, explica.

Iniciada há cerca de um mês e meio, a reforma da fachada do hospital ainda está em andamento e deve ser terminada até o final de julho. Já para a parte interna, o grupo Mackenzie está dotando o complexo hospitalar com oito elevadores novos, comprando equipamentos para oferecer um parque tecnológico mais avançado e também renovando as camas hospitalares, com enxoval e colchões novos.

Leia mais:  É tempo de Festa da Tainha em Paranaguá. Veja a programação e outros passeios na cidade

Em setembro do ano passado, o (então chamado) Hospital Universitário Evangélico de Curitiba e a Faculdade Evangélica foram leiloados pela Justiça. As unidades de educação e de saúde, que tinham dívida de R$ 230 milhões e estavam sob intervenção da Justiça do Trabalho desde o final de 2014, foram comprados por R$ 215 milhões, mais ágio de R$ 10 milhões.

Comentários Facebook

Cidades

Prefeito evangélico é alvo de macumba em Mato Grosso

Publicado

O prefeito Jeferson Ferreira Gomes (DEM), de Comodoro, extremo oeste de MT, que é evangélico, foi surpreendido por um “despacho espiritural” no cemitério da cidade. A informação é do site Olhar Direto.

Segundo a publicação, o despacho foi descoberto na primeira quinzena neste mês.

No local havia um papel com nome do prefeito em cruz, garrafa de cachaça e um sapo morto. Tudo junto e misturado. O “trabalho” foi descoberto por uma moradora que visitava o túmulo de parente.

O despacho estava na porta, com terra de cemitério sobre o nome.

Não se sabe por quais motivos, alguém deseja a morte do prefeito, que não comentou o assunto.

Mistério!

Comentários Facebook
Leia mais:  Companhia de Trânsito de Cascavel faz leilão de carros e motos apreendidos
Continue lendo

Mais Lidas da Semana