conecte-se conosco

Curitiba

Bizarro! Ratos tomam conta da Praça Tiradentes e aterrorizam comerciantes e turistas

Publicado

Os ratos invadiram a Praça Tiradentes, no Centro de Curitibamais uma vez. Nos últimos dias, comerciantes, moradores e turistas têm convivido com a presença dos animais, que em alguns momentos assustam pela quantidade. O local é no marco zero da capital, onde a cidade foi fundada, e fica na frente da Catedral Basílica e também no ponto de partida da Linha Turismo, uma das principais atrações para quem visita Curitiba.

“Nosso medo é de levar uma mordida e ser contaminado por estes bichos”, desabafa o vendedor de sorvete Antônio Evanildo. O homem, que tem 62 anos e mora na região central, disse que a proliferação de ratos fugiu do controle. “Há uma enorme criação de ratos na praça, eles só faltam atravessar a rua e entrar nas lojas. Estamos andando e trombando com ratos famintos”, comentou Antônio.

Outra comerciante, que tem banca na Praça Tiradentes há quase dois anos, disse que antes os ratos apareciam só a noite. “Agora eles aparecem durante o dia e estão sem medo algum dos humanos. Inclusive brigam com os pombos por comida. A situação está complicadíssima”, desabafou Débora Anadon, de 37 anos.

Leia mais:  Com 318 pacientes em UTIs para Covid, taxa de ocupação no SUS chega a 91,38% na RMC

A reportagem da Tribuna esteve no local na manhã deste sábado (09) e flagrou, por volta do meio-dia, a “festa das ratazanas”. Pela manhã e durante a noite a situação é ainda pior.

Comentários Facebook

Curitiba

Covid-19: remessa comCovid-19: remessa com 65,5 mil vacinas para crianças chega ao Paraná 65,5 mil vacinas para crianças chega ao Paraná

Publicado

A Sesa (Secretaria de Estado da Saúde do Paraná) recebeu na madrugada desta terça-feira (18) mais 65.500 vacinas da Pfizer/BioNTech para crianças, de 5 a 11 anos, contra a Covid-19.

Esta é a segunda remessa direcionadA Sesa (Secretaria de Estado da Saúde do Paraná) recebeu na madrugada desta terça-feira (18) mais 65.500 vacinas da Pfizer/BioNTech para crianças, de 5 a 11 anos, contra a Covid-19.

Esta é a segunda remessa direcionada ao público infantil e faz parte do 78º Informe Técnico do governo federal. O documento orienta os municípios a vacinarem seguindo a ordem de prioridades, começando pelas crianças com comorbidades e deficiências permanentes.a ao público infantil e faz parte do 78º Informe Técnico do governo federal. O documento orienta os municípios a vacinarem seguindo a ordem de prioridades, começando pelas crianças com comorbidades e deficiências permanentes.

As vacinas destinadas às crianças chegaram ao Aeroporto Internacional Afonso Pena, em São José dos Pinhais, às 23h10, e nos próximos dias serão distribuídas para as 22 Regionais de Saúde do Paraná.

Leia mais:  Com 318 pacientes em UTIs para Covid, taxa de ocupação no SUS chega a 91,38% na RMC

“Estamos só no começo ainda na vacinação deste novo público. Receberemos e vamos distribuir muitos lotes como este, para que, desta forma, consigamos atingir as mais de 1 milhão de crianças do Estado. Estou confiante de que, assim como foi com os adolescentes, teremos bastante comparecimento aos postos de vacinação”, disse o secretário de Estado da Saúde, Beto Preto.

A imunização das crianças depende de consentimento dos pais ou responsáveis. Caso eles não estejam presentes no momento da vacinação, é necessário entregar uma autorização por escrito.

Comentários Facebook
Continue lendo

Mais Lidas da Semana