conecte-se conosco

Cidades

Asfalto novo na ligação entre o Conjunto Solar e a Linha Verde

Publicado

SMCS

A ligação do Conjunto Solar, no Bacacheri, com a Linha Verde está ganhando asfalto novo. As obras de pavimentação das ruas Vereador Antonio Domakoski e Amadeu Assad Yassim começaram na segunda-feira (10/6) e devem ser concluídas em aproximadamente 20 dias. São mais de 1.300 metros de asfalto novo.

Os serviços de fresa e recape serão executados em vias que  formam importante ligação entre os bairros Bacacheri e Jardim Social, levando até ao Bairro Alto. São ruas por onde passam ônibus.

A Antonio Domakoski terá o piso requalificado desde o encontro com a Avenida Francisco Albizu até a esquina com a Rua Maria Beatriz Rotta. A obra alcançará 872 metros da via.

Em 440 metros da Rua Amadeu Assad Yassim, no trecho entre as ruas Maria Beatriz Rotta e Mercedes Seiler Rocha, também será feito recape asfáltico, fresagem do pavimento existente, pintura de ligação (aplicação emulsão asfáltica), revestimento em asfalto, sinalização horizontal de trânsito e ensaios tecnológicos (controle dos serviços de pavimentação).

As ruas Antonio Domakoski e Amadeu Assad Yassim são interligadas e servem de rota para a linha de ônibus Augusto Stresser.

Leia mais:  70 municípios estão em epidemia de dengue no Paraná, diz secretaria

Morador da região há 42 anos, Antonio Favretto fazia sua caminhada matinal em companhia do cão de estimação e aprovou a revitalização das ruas do bairro Bacacheri. “É importante manter a cidade bem cuidada. Costumo andar neste trecho da Rua Antonio Domakoski e as obras eram necessárias para recuperar o asfalto”, disse.

Comentários Facebook

Cidades

Prefeito evangélico é alvo de macumba em Mato Grosso

Publicado

O prefeito Jeferson Ferreira Gomes (DEM), de Comodoro, extremo oeste de MT, que é evangélico, foi surpreendido por um “despacho espiritural” no cemitério da cidade. A informação é do site Olhar Direto.

Segundo a publicação, o despacho foi descoberto na primeira quinzena neste mês.

No local havia um papel com nome do prefeito em cruz, garrafa de cachaça e um sapo morto. Tudo junto e misturado. O “trabalho” foi descoberto por uma moradora que visitava o túmulo de parente.

O despacho estava na porta, com terra de cemitério sobre o nome.

Não se sabe por quais motivos, alguém deseja a morte do prefeito, que não comentou o assunto.

Mistério!

Comentários Facebook
Leia mais:  Bombeiros de Umuarama podem parar atividades da ambulância por falta de efetivo
Continue lendo

Mais Lidas da Semana