conecte-se conosco

Cidades

Após 5 anos, trincheira do Jardim Los Angeles deve ser totalmente liberada nesta quarta-feira (3)

Publicado

Por RPC Ponta Grossa

A trincheira da PR-151 no Jardim Los Angeles, em Ponta Grossa, nos Campos Gerais do Paraná, será totalmente liberada para o tráfego de veículos nesta quarta-feira (3). Segundo Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER-PR), o trânsito será liberado ao meio-dia.

Parte da trincheira já havia sido aberta no dia 25 de junho, no sentido de Ponta Grossa a Castro. À época o DER-PR comunicou que o trecho do sentido contrário seria totalmente liberado no dia 29 de junho, incluindo a passagem inferior. No entanto, a liberação foi adiada.

O DER-PR informou que a obra custou R$ 17,4 milhões. O valor é quase três vezes o orçado no início da obra, em 2014, quando o Governo do Estado informou que gastaria R$ 6,3 milhões para a construção da trincheira.

Ao todo, conforme o DER-PR, foram realizados seis aditivos de prazo, dois de alteração de valor contratual e um de reequilíbrio econômico/financeiro.

Atrasos na entrega

A construção da trincheira do Jardim Los Angeles começou no dia 3 de julho de 2014. A previsão é de que a obra fosse entregue em menos de um ano.

Leia mais:  Rede de farmácias oferece 170 vagas de trabalho em diversas unidades

O DER-PR disse que a construção atrasou por uma série de fatores. Entre elas, o contingenciamento de despesas do Governo do Estado, o colapso da estrutura de contenção, o excesso de chuva entre os anos de 2016 e 2017, a greve dos caminhoneiros, entre outros.

Comentários Facebook

Cidades

Prefeito evangélico é alvo de macumba em Mato Grosso

Publicado

O prefeito Jeferson Ferreira Gomes (DEM), de Comodoro, extremo oeste de MT, que é evangélico, foi surpreendido por um “despacho espiritural” no cemitério da cidade. A informação é do site Olhar Direto.

Segundo a publicação, o despacho foi descoberto na primeira quinzena neste mês.

No local havia um papel com nome do prefeito em cruz, garrafa de cachaça e um sapo morto. Tudo junto e misturado. O “trabalho” foi descoberto por uma moradora que visitava o túmulo de parente.

O despacho estava na porta, com terra de cemitério sobre o nome.

Não se sabe por quais motivos, alguém deseja a morte do prefeito, que não comentou o assunto.

Mistério!

Comentários Facebook
Leia mais:  Fecomércio destaca importância de doar roupas em bom estado na Campanha do Agasalho
Continue lendo

Mais Lidas da Semana