conecte-se conosco

Região Metropolitana

Angelina Caron realiza cirurgia complexa para recuperar movimentos em braço de bebê

Publicado

Da Redação Bem Paraná com assessoria

Um bebê de um ano se prepara para recuperar os movimentos do braço esquerdo, após passar por um procedimento cirúrgico de alta complexidade realizado na última sexta (28) pela equipe da médica Marcela Penna, no Hospital Angelina Caron (HAC), de Campina Grabde do Sul. É a primeira vez que esse tipo de microcirurgia é feito no hospital e um dos poucos registros na Grande Curitiba, devido ao alto nível de especialização necessária.

“Realizamos a exploração de plexo braquial da criança (complexa rede de nervos localizada entre a coluna cervical e o ombro), que chegou até nós com 11 meses, depois de fazer tratamento conservador com a ortopedia pediátrica no HAC. O menino Benjamim nasceu com uma paralisia de plexo braquial obstétrica, ocasionada por fatores como trauma em parto difícil, macrossomia fetal (recém-nascido com mais de quatro quilos), diabetes materno, distocia de ombro, e mãe em idade avançada. O paciente teve uma paralisia completa, com melhora parcial durante os meses de tratamento clínico, mas a evolução parou e a única opção para tentar recuperar a mobilidade foi a operação que realizamos”, explica Marcela, que é especializada em microcirurgia e cirurgia da mão.

O procedimento levou cerca de cinco horas e contou com uma equipe de sete profissionais do HAC, entre cirurgiões, médicos residentes e auxiliares. O paciente passa bem e recebeu alta em 24 horas. Todo o procedimento foi realizado pelo SUS.

Alta complexidade

Leia mais:  Morte de menino assassinado pelo pai gera comoção em Piraquara

Segundo a cirurgiã, a exploração de plexo braquial é uma microcirurgia rara devido à alta complexidade envolvida. “O conjunto de nervos abrange toda a região do braço, cotovelo, punho e mão da criança. Não é todo cirurgião de mão que possui essa habilidade, especialmente pelo fato de o sistema nervoso ser muito menor, num bebê de um ano recém completado. Com a microneurólise do plexo (liberação de nervos) que fizemos, a criança poderá ainda ter algumas sequelas, mas tem grande chance de recuperar os movimentos que sejam funcionais para ela.”

Tratamento atencioso

Mãe do pequeno Benjamim Victor, que completou um ano no último dia 25, Juliana Ferreira dos Santos, de 38 anos, relembra que, após o parto em Paranaguá, onde a família reside, o bebê já conseguiu ser encaminhado à UTI do Hospital Angelina Caron, onde vem sendo atendido desde então. “A equipe é ótima, o tratamento atencioso, bem como os encaminhamentos que temos recebido desde o início. Já conhecia a doutora Marcela pelo grupo nas redes sociais de mães com crianças de lesão de plexo, e fiquei aliviada quando encaminharam o Benjamim para ser operado com ela. Além disso, foi necessária uma espécie de cola especial para a cirurgia, que o hospital providenciou em menos de três semanas. Só tenho a agradecer”, emociona-se.

Especialização internacional

O HAC conta com corpo clínico altamente especializado. Graduada pela Escola de Medicina da Santa Casa de Misericórdia de Vitória, Marcela Penna se especializou em Ortopedia e Traumatologia pela Santa Casa de Curitiba e em Cirurgia da Mão e Microcirurgia pelo HC da UFPR. Em sua trajetória de estágios e especializações, atuou no Instituto de Ortopedia e Traumatologia da Universidade de São Paulo, no grupo de mão e microcirurgia do HC- SP, além de ter passado por grupos internacionais de cirurgia da mão, cirurgia plástica e cirurgia de nervos periféricos em hospitais referenciais como a Cleveland Clinic, o John Hopkins e o Center for Nerve Surgery & Paralysis in Barnes-Jewish Hospital, nos Estados Unidos, e o Chang Gung Memorial Hospital, em Taiwan. Marcela participou também de missões humanitárias nacionais e internacionais com mutirões cirúrgicos em crianças com deformidades congênitas.

Leia mais:  Incêndio destrói casas no Bairro Alto nessa véspera de feriado

Sobre o Hospital Angelina Caron

O Hospital Angelina Caron está localizado na cidade de Campina Grande do Sul, na Grande Curitiba (PR). De caráter eminentemente social, o local é um centro médico-hospitalar de referência no Sul do Brasil e um dos maiores parceiros do Sistema Único de Saúde (SUS) no Paraná. Realiza, anualmente, 2,07 milhões de procedimentos em pacientes de todo o país. Atua em todas as vertentes da medicina e é um centro tradicional de fomento ao ensino e à pesquisa. O setor de transplantes é um dos mais destacados, reconhecido internacionalmente, com cerca de 300 procedimentos por ano nas áreas hepática, renal, reno-pancreática, cardíaca e de tecidos corneanos.

Comentários Facebook

Região Metropolitana

Festival de Empreendedorismo reúne 50 expositores no Barigui

Publicado

Frequentadores do Parque Barigui tiveram a oportunidade de conhecer e até comprar, neste sábado (20/11), produtos e serviços de quem empreende e tem negócio em Curitiba e região. O 3º Festival de Empreendedorismo do Vale do Pinhão reuniu, das 10h às 18h, 50 expositores em uma feira no Salão de Atos da Prefeitura.

O evento do ecossistema de inovação do Vale do Pinhão foi organizado pela Agência Curitiba de Desenvolvimento e Inovação.

O público pode conferir, durante a feira,  itens de artesanato e produtos de moda e acessórios, beleza, lazer e bem-estar, saúde, casa e decoração. Uma área com artesanato gastronômico e cafés especiais também integrou a programação.

No estande da  artesã Ana Nilcen, os visitantes podiam encontrar porta-guardanapos, porta-copos, jogo americano, enfeites de porta e bordados também, todos os produtos feitos à mão. ‘’Parece que as pessoas este ano estão mais dispostas a comemorar, então confeccionamos produtos tanto para decoração de fim de ano como para uso no dia a dia’’, contou Ana.

Já as empreendedoras Karla Camacho e Elza Bernarde apresentaram para o público produtos de beleza naturais criados por elas e que levam a marca Kaé.  Uma parte dos cosméticos, inclusive, é produzida artesanalmente pelas próprias sócias curitibanas.  A linha conta com xampus e condicionadores sólidos, óleos corporais, sabonetes em barra, sabonetes líquidos, além de toda a linha facial como os séruns, hidratantes e desodorantes sem alumínio.

“A iniciativa do festival do Vale do Pinhão é fantástica e uma grande oportunidade para nós empreendedores mostrarmos a nossa marca e quem somos’’, disse Karla.

Além da feira de empreendedores, também ocorreu, neste sábado (20/11), das 14h às 17h, o Business Round do Festival de Empreendedorismo do Vale do Pinhão. A rodada de negócios foi realizada no formato de “pitch” onde os empreendedores apresentaram produtos e serviços para ponteciais parceiros de negócios, fornecedores e investidores.

Leia mais:  Problemas mecânicos podem afetar abastecimento em Curitiba; veja quais bairros

Programação híbrida

A 3ª edição do Festival de Empreendedorismo do Vale do Pinhão teve início, na última terça-feira (16/11), com capacitações diárias on-line com especialistas em inovação do Vale do Pinhão. Temas como Empreendendo do Zero, Atendimento ao Cliente e Franquia Pode Ser o Seu Negócio foram abordados por nomes como Eduardo Taffa, CEO do Sofá Novo de Novo; Márcia Giubertoni, consultora de negócios do Sebrae/PR; e Marcio Aurelio, CEO e co-fundador da Aurelio Luz Franchising & Varejo.

Cris Alessi, presidente da Agência Curitiba, explicou que o evento encerra as atividades de capacitação no ano dos programas municipais Bom Negócio, Emprendedora Curitibana e Worktiba, oferecendo troca de experiências e conhecimento, além da feira de negócios para apresentação de produtos e serviços.

“O festival começou há dois anos e busca criar oportunidades para que os empreendedores de Curitiba e região possam fazer conexões, se capacitem e apresentem produtos para a população e para potenciais parceiros”, reforçou Cris Alessi.

O 3º Festival de Empreendedorismo do Vale do Pinhão  teve como patrocinadores Datatem, Conta Azul, Positivo Tecnologia, OpenMEI, Dinie e Viacredi.

Leia mais:  São José dos Pinhais tem a menor temperatura do ano, diz Somar

O Instituto Municipal de Turismo, o Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba (Ippuc), a Nobis, o Sebrae/PR, a Unibrasil, a Uninter e aUniversidade Positivo foram apoiadores do evento.

Comentários Facebook
Continue lendo

Mais Lidas da Semana