conecte-se conosco

Curitiba

Vereadores aprovam socorro a empresas de ônibus de Curitiba

Publicado

A Câmara Municipal de Curitiba aprovou hoje, por 24 votos favoráveis e dez contrários, projeto do prefeito Rafael Greca (DEM) que prevê a reserva de até R$ 200 milhões para socorrer as empresas do transporte coletivo da Capital, que teriam perdido receita em razão da redução do número de passageiros provocado pela pandemia do coronavírus. A proposta tramita em regime de urgência.

A prefeitura alega que houve uma redução de 70% no número de passageiros por causa das medidas de isolamento social, Segundo o Executivo, o número de pagantes caiu de 650 mil para 140 mil diários. E que a redução de receita foi de R$ 76,5 milhões mensais antes do corononavírus para R$ 51 milhões em março.

O projeto estabelece que o socorro será temporátio, retroativo ao decreto de emergência em saúde pública e com prazo máximo de 90 dias que poderá ser revertido antes do fim, caso não haja mais restrições relacionadas à pandemia. A Urbs estima que sejam destinados R$ 54 milhões às empresas de ônibus nos três meses em vigor da medida.

Leia mais:  Bar de Curitiba faz campanha para arrecadar agasalho e oferece chopp e shake de graça

O presidente da Urbs, Ogeny Pedro Maia Neto, participou da sessão remota, para explicar os detalhes do projeto e defender a iniciativa. Vereadores ligados aos trabalhadores do transporte coletivo defendem a medida alegando que é preciso garantir o pagamento dos salários dos trabalhadores das empresas de ônibus.

Pelo projeto, o dinheiro sairia do fundo anticrise da prefeitura e seria destinado a para cobrir custos administrativos, folha de pagamento, plano de saúde, seguro de vida e cesta básica dos funcionários das empresas e tributos.

De acordo com a liderança do governo na Câmara, os repasses às concessionárias do sistema devem passar de R$ 79 milhões para R$ 38 milhões. O socorro seria temporário, retroativo ao decreto de emergência em saúde pública e com prazo máximo de 90 dias que poderá ser revertido antes do fim, caso não haja mais restrições relacionadas à pandemia.

Vereadores questionam a proposta de Greca, afirmando que o projeto não especifica o critérios para o repasse dos recursos, e defendendo que a prioridade, no momento, deveria ser o repasse de recursos para a saúde e o combate ao coronavírus e aos efeitos da pandemia.

Leia mais:  Campanha 'Viva sem Alergia' faz ações gratuitas em Curitiba

Comentários Facebook

Curitiba

Curitiba é escolhida por revista americana como a cidade mais inspiradora em preservação de áreas verdes

Publicado

Curitiba foi escolhida, segundo a revista americana Wired, como a cidade mais inspiradora em preservação de áreas verdes. O ranking foi postado no perfil do Instagram da revista, que conta com 1,6 milhão de seguidores.

Além de Curitiba, representada na foto por uma belíssima capivara, estão no ranking as cidades de Seul (Coreia do Sul), Copenhagen (Dinamarca), Nova Iorque (Estados Unidos) e Singapura (cidade-estado situada na Ásia).
Ao citar Curitiba a Wired apresentou a capital paranaense como uma cidade planejada, com dez mini florestas, ou seja, os parques de Curitiba. Além disso destacou o reflorestamento de 136 mil árvores entre os anos de 2013 e 2016. A publicação destacou ainda que um dos parques, que é representado na postagem como o Barigui, tem capivaras como moradoras

Comentários Facebook
Leia mais:  Moradores fecham rua de Curitiba e protestam contra alagamentos: “É um grito de socorro”
Continue lendo

Mais Lidas da Semana