conecte-se conosco

Rodovias Paranaense

Radares móveis voltam a multar nas rodovias federais do Paraná

Publicado

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) voltou a usar radares móveis para multar, durante a fiscalização nas rodovias federais do Paraná.

A determinação da Justiça do Distrito Federal vale para todo o país e deve começar a ser cumprida nesta segunda-feira (23).

A decisão suspende uma ordem do governo federal que proibia a utilização dos aparelhos desde agosto.

Nos quase 4 mil km de rodovias federais no Paraná, a PRF voltou gradativamente a realizar a fiscalização. Dependendo do ponto do estado, os radares voltaram a ser usados entre sexta-feira (20) e domingo (22).

Em caso de descumprimento da lei nas rodovias, os equipamentos devem ajudar a autuar os motoristas.

“O equipamento vai fazer o registro da imagem, do veículo que estiver em excesso de velocidade, e esa imagem será processada e virará uma autuação de trânsito”, disse o policial rodoviário federal Ricardo Salgueiro.

De acordo com a polícia, são 25 radares em todo o estado. 19 deles já estão em funcionamento, e os outros seis ainda estão em processo de aferição por órgãos de responsabilidade do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro).

Leia mais:  Motorista morre após caminhão carregado com soja tombar na BR-376, em Tibagi

Suspensão

À época, Bolsonaro enviou ao Ministério da Justiça ordem para que a PRF suspendesse a utilização dos equipamentos para evitar “desvirtuamento do caráter educativo” e “a utilização meramente arrecadatória”.

A decisão restabelece o uso de três tipos de radares móveis:

  • Estáticos: instalados em veículo parado ou sobre suporte
  • Móveis: instalados em veículo em movimento
  • Portáteis: direcionados manualmente para os veículos
  • Flagras

    A RPC acompanhou a volta da fiscalização na BR-277, em Cascavel, no oeste do estado. Em apenas dez minutos, os radares flagraram motoristas dirigindo acima do limite de velocidade no trecho, que é de 80 km/h.

    Um dos motoristas flagrados pelo equipamento dirigia a 140 km/h.

    A multa para os motoristas que forem flagrados até 20% acima do limite de velocidade da rodovia é de R$ 130,16. O infrator recebe quatro pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

    Se o motorista for pego dirigindo entre 20% e 50% acima do limite de velocidade, ele é multado em R$ 195,23 e recebe cincos na carteira.

    Quando o motorista é flagrado em uma velocidade superior a 50% acima do limite de velocidade do trecho, a multa é de R$ 880,41, o motorista recebe sete pontos na carteira e a habilitação é suspensa.

Comentários Facebook

Rodovias Paranaense

Carreta tomba e interdita BR-277, em Morretes, por quase duas horas

Publicado

Uma carreta container tombou na manhã desta quinta (11), feriado de Corpus Christi, no quilômetro 44 da BR-277, sentido Litoral, em Morretes, no Litoral do Paraná. O acidente aconteceu por volta das 9 horas e a pista ficou interditada até às 10h45, segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF).  O caminhoneiro foi socorrido por outros motoristas e não ficou ferido.

 

Comentários Facebook
Leia mais:  Atropelamentos e colisões frontais concentram 50% das mortes em rodovias no Paraná, aponta PRF
Continue lendo

Mais Lidas da Semana