conecte-se conosco

Curitiba

Porquice na areia: veranistas deixam 13,6 toneladas de lixo por dia nas praias do Paraná

Publicado

A falta de educação presenciada no ano novo em Curitiba, quando o Parque Barigui amanheceu imundo após comemoração do réveillon, também se repete neste começo do ano nas praias do Paraná. Nas duas primeiras semanas da Operação Verão no litoral, entre os dias 20 de dezembro de 2019 e 1.º de janeiro de 2020, foram coletadas 177, 7 toneladas de lixo nos 48 km de praias de Matinhos, Guaratuba e Pontal do Paraná. A média é de 13,6 toneladas por dia, praticamente um caminhão de lixo lotado diariamente só na areia da praia, sem contar o lixo produzido nas residências e comércio.

O dia de praias mais sujas foi justamente no réveillon, que registrou aumento na produção de lixo em relação ao ano novo de 2019. Na quarta-feira, 1.° de janeiro, foram recolhidas 30, 5 toneladas de resíduos nas praias – ou seja, 17% do total de recolhido nas duas primeiras semanas de temporada. O volume é 25% maior do no ano novo de 2019.

Leia mais:  Passeio gratuito em família! Mananciais da Serra abrem todos os finais de semana em janeiro

Pegue sua sacolinha

Fora o réveillon, a média diária de coleta de lixo nas praias na temporada 2020 tem sido de 12,2 toneladas. Durante a Operação Verão, a responsabilidade da coleta do lixo é da Sanepar, a empresa de saneamento do Paraná. A Sanepar está distribuindo sacolas plásticas nas praias para que os próprios banhistas recolham seu lixo. Há também 300 tambores espalhados pelas areias para receber os resíduos.

Comentários Facebook

Curitiba

Defensoria Pública do Paraná emite recomendação aos postos de combustíveis sobre reajuste abusivo

Publicado

O Núcleo de Defesa do Consumidor (NUDECON) da Defensoria Pública do Estado do Paraná (DPE-PR) emitiu, nesta segunda-feira (14), uma Recomendação à entidade que representa os donos de postos de combustíveis do Paraná, o Sindicato do Comércio Varejista de Combustíveis Derivados de Petróleo, Gás Natural, Biocombustíveis e Lojas de Conveniência do Estado do Paraná (Paranapetro).

O objetivo, segundo o Coordenador do Núcleo, Defensor Público Erick Lé Palazzi Ferreira, é coibir o abuso quando a Petrobrás anunciar reajustes. “O que se viu em vários casos na última quinta-feira foi uma prática abusiva, uma elevação injustificada dos preços”, explica o Defensor.

De acordo com ele, a Recomendação pretende barrar a prática de repassar o reajuste com produto comprado por preço velho. “Antes de ter sido repassado o aumento, os postos já estavam aplicando. O que fizeram foi pegar um produto mais barato e colocar o preço exorbitante”.

Segundo a Recomendação, os varejistas de combustíveis devem se abster de aumentar os preços antes da existência real de reajuste das distribuidoras. “Caso haja reclamações e comprovação sobre aumento excessivo de combustíveis pelos postos, o Nudecon adotará as medidas judiciais cabíveis, individuais ou coletivas, para areparação de eventuais danos”, afirma a Recomendação.

Leia mais:  Movimento deve crescer 3% no aeroporto Afonso Pena no feriado Corpus Christi 

Na semana passada, a Petrobrás anunciou reajuste dos combustíveis. De acordo com a empresa, o aumento seria de 18,77% para a gasolina, 24,9% para o diesel e 16% para o gás de cozinha.

Comentários Facebook
Continue lendo

Mais Lidas da Semana