conecte-se conosco

Região Oeste

PF prende 10 pessoas, em Guaíra, em operação contra organização criminosa suspeita de contrabando

Publicado

G1 PR

A Polícia Federal (PF) prendeu dez pessoas em Guaíra, no oeste do Paraná, em uma operação contra uma organização criminosa suspeita de contrabando. A ação, batizada de Integrum, foi deflagrada na manhã desta quinta-feira (27).

Ao todo, são 11 mandados de prisão preventiva, que é por tempo indeterminado. Porém, até a última atualização desta reportagem, um alvo ainda não tinha sido localizado.

Havia também oito mandados de busca e apreensão. Todos foram cumpridos, com a apreensão de armas e dinheiro.

De acordo com a PF, a quadrilha trazia produtos do Paraguai – principalmente cigarros e eletrônicos – para o Brasil. O grupo criminoso fazia a importação ilegal, segundo a PF, por transporte fluvial.

Cerca de 40 policiais federais foram às ruas para cumprir as ordens judiciais, expedidas pela 1ª Vara Federal de Guaíra.

Os investigados devem responder por crimes como contrabando, descaminho, corrupção de menores e organização criminosa.

A investigação

A investigação começou depois de uma ação da Polícia Federal que resultou na prisão, em flagrante, de sete pessoas descarregando cigarros estrangeiros de barcos atracados em um porto clandestino perto do Núcleo de Polícia Marítima da PF em Guaíra.

Leia mais:  Sobe para 15 o número de mortes por gripe em Foz do Iguaçu

A PF explicou que a operação recebeu o nome de Integrum por referência à reintegração da área utilizada pela quadrilha como porto e base da organização criminosa. Conforme a PF, a área ocupada ilegalmente pertence à Prefeitura de Guaíra.

Imagens da investigação da PF — Foto: Polícia Federal/Investigação

Imagens da investigação da PF — Foto: Polícia Federal/Investigação

Comentários Facebook

Região Oeste

Prefeitura e Câmara debatem início das atividades do programa Foz Conhecendo Foz

Publicado

O Executivo e o Legislativo municipal debateram a efetivação do programa Foz Conhecendo Foz, uma ação estratégica que visa fortalecer o turismo, gerar renda e emprego para centenas de trabalhadores afetados pela pandemia da Covid-19.

A reunião foi realizada na tarde de quarta-feira, 6 de janeiro, com a presença do vice-prefeito, Delegado Francisco Sampaio e da vereadora Anice Gazzaoui, presidente da Comissão de Turismo da Câmara e idealizadora do programa.

Também participaram da reunião o Secretário de Turismo, Paulo Angeli; a diretora de gabinete, Elaine Anderli; o presidente da LIGUIA (Liga Independente dos Guias de Turismo de Foz do Iguaçu), Carlos Alberto; o presidente da COOTRAFOZ, Vitalino Capeletto; e o presidente do SINPROVET (Sindicato dos Motoristas de Vans Escolares) Eudes Maurício Guiotto.

“Definimos alguns encaminhamentos de como será a parte operacional. O Programa terá início no dia 16 de janeiro às 09h da manhã com o primeiro start. Houve o cadastramento e com essas definições o programa entrará em operação”, explicou a vereadora.

“Essa iniciativa da Câmara, acatada pelo prefeito Chico Brasileiro, vai ajudar estes profissionais que tanto sofreram com a pandemia. Nosso objetivo é auxiliar essas pessoas, gerando emprego e renda e contribuindo com a retomada do turismo”, afirmou o vice-prefeito, Francisco Sampaio.

Leia mais:  Mais de 1,5 tonelada de maconha é apreendida na BR-163, em Guaíra

Inscrições

As inscrições para os profissionais seguem abertas e podem ser feitas na sede da Prefeitura, na Praça Getúlio Vargas, nº 280, Centro, no horário das 8h30 às 14h. Até o momento 116 profissionais do transporte escolar e 167 guias de turismo estão cadastrados.

O programa tem o objetivo de proporcionar, exclusivamente aos moradores de Foz do Iguaçu, visita aos atrativos turísticos. A ideia é contemplar quase mil profissionais do turismo e do transporte escolar que farão os passeios com a população local. A ação conta com auxílio da Secretaria Municipal de Turismo, responsável pela implantação do programa.

Comentários Facebook
Continue lendo

Mais Lidas da Semana