conecte-se conosco

Curitiba

Paraná aposta na organização do comércio para evitar lockdown, diz Ratinho Junior

Publicado

O governador do Paraná, Ratinho Junior (PSD), disse que o Estado descarta o lockdown neste momento da pandemia da Covid-19 e que o trabalho está sendo feito para a organização do comércio e na conscientização das pessoas. Ele falou sobre o tema nesta sexta-feira (19) em entrevista coletiva, por videochamada, após divulgar as principais medidas de dois novos decretos. Um deles, específico para Curitiba e Região Metropolitana, autoriza a abertura de bares e academias, mas diz que respeitará caso a prefeitura determine o fechamento das mesmas.

Não vai ter lockdown no domingo, nunca foi cogitado isso. Claro que essa é uma medida que respeitamos que alguns Estados tenham feito. Nós não descartamos, claro que se houver um descontrole da questão da transmissão do vírus ou não tiver uma consciência coletiva da população, é natural que essa é uma medida mais extrema. Mas, por enquanto, não cogitamos isso e estamos trabalhando nessa organização do comércio para que a gente não tenha que chegar nesse estágio”, disse Ratinho Junior.

Leia mais:  Investigador de polícia é preso no Boqueirão suspeito de roubo de cargas

Durante a live, o secretário de Saúde, Beto Preto, divulgou também os números do coronavírus no Paraná. São 868 novos casos – recorde de registros em 24 horas – e 13 óbitos nesta sexta-feira (19). Com isso, o Estado totaliza 12.785 pessoas contaminadas e 419 mortes.

Sobre o panorama geral da Covid-19 no Paraná, Ratinho ainda fez um novo apelo para que a população respeite as medidas de restrição.

De nada adianta as prefeituras, o governo do Estado, se o cidadão não colaborar. Temos que entender que estamos em um momento de pandemia e nos limitar nas coisas que fazíamos na normalidade”, completou.

Comentários Facebook

Curitiba

Covid-19: remessa comCovid-19: remessa com 65,5 mil vacinas para crianças chega ao Paraná 65,5 mil vacinas para crianças chega ao Paraná

Publicado

A Sesa (Secretaria de Estado da Saúde do Paraná) recebeu na madrugada desta terça-feira (18) mais 65.500 vacinas da Pfizer/BioNTech para crianças, de 5 a 11 anos, contra a Covid-19.

Esta é a segunda remessa direcionadA Sesa (Secretaria de Estado da Saúde do Paraná) recebeu na madrugada desta terça-feira (18) mais 65.500 vacinas da Pfizer/BioNTech para crianças, de 5 a 11 anos, contra a Covid-19.

Esta é a segunda remessa direcionada ao público infantil e faz parte do 78º Informe Técnico do governo federal. O documento orienta os municípios a vacinarem seguindo a ordem de prioridades, começando pelas crianças com comorbidades e deficiências permanentes.a ao público infantil e faz parte do 78º Informe Técnico do governo federal. O documento orienta os municípios a vacinarem seguindo a ordem de prioridades, começando pelas crianças com comorbidades e deficiências permanentes.

As vacinas destinadas às crianças chegaram ao Aeroporto Internacional Afonso Pena, em São José dos Pinhais, às 23h10, e nos próximos dias serão distribuídas para as 22 Regionais de Saúde do Paraná.

Leia mais:  Dupla é presa em shopping de Curitiba com ‘nova droga’

“Estamos só no começo ainda na vacinação deste novo público. Receberemos e vamos distribuir muitos lotes como este, para que, desta forma, consigamos atingir as mais de 1 milhão de crianças do Estado. Estou confiante de que, assim como foi com os adolescentes, teremos bastante comparecimento aos postos de vacinação”, disse o secretário de Estado da Saúde, Beto Preto.

A imunização das crianças depende de consentimento dos pais ou responsáveis. Caso eles não estejam presentes no momento da vacinação, é necessário entregar uma autorização por escrito.

Comentários Facebook
Continue lendo

Mais Lidas da Semana