conecte-se conosco

Região Oeste

Operação Muralha apreende cerca de R$ 45 milhões em contrabando

Publicado

G1 PR

A Operação Muralha 2019, deflagrada na faixa de fronteira com o Paraguai no dia 13 de maio, apreendeu o equivalente a cerca de R$ 45 milhões em produtos contrabandeados e descaminhados – sem o pagamento de impostos – do país vizinho.

De acordo com o balanço final divulgado nesta terça-feira (9), o valor é 44,7% maior que o registrado durante a operação da Receita Federal em conjunto com o forças policiais em 2018.

Na ação que este ano incluiu o Mato Grosso do Sul foram tiradas de circulação também 2,3 milhões de maços de cigarros, 2,8 toneladas de maconha e 35 mil comprimidos de medicamentos e ampolas de anabolizantes.

Na ação que este ano incluiu o Mato Grosso do Sul foram tiradas de circulação também 2,3 milhões de maços de cigarros — Foto: Receita Federal/Divulgação

Na ação que este ano incluiu o Mato Grosso do Sul foram tiradas de circulação também 2,3 milhões de maços de cigarros — Foto: Receita Federal/Divulgação

No Paraná, as barreiras fixas foram montadas próximo à praça de pedágio da BR-277 em São Miguel do Iguaçu e na BR-163, em Guaíra, ambas no oeste do estado.

Leia mais:  Jovem de 20 anos é morta a tiros, em Cascavel

Uma das ações que mais chamou a atenção foi a retenção de 19 ônibus de turismo em um dia. Mercadorias contrabandeadas foram encontradas presas ao corpo dos passageiros, em fundos falsos em bolsas e travesseiros, dentro de garrafas térmicas, em uma caixa de ferramentas e em potes de alimento.

Segundo a Receita Federal, a Operação Muralha “vem atingindo o objetivo de fortalecer o Estado, por meio da integração com as instituições parceiras, no combate aos crimes de fronteira, elevando a percepção de risco e a presença fiscal em toda região de fronteira do Brasil com o Paraguai”.

Em um dia de operação foram retidos 19 ônibus de turismo carregados com mercadorias contrabandeadas — Foto: Receita Federal/Divulgação

Em um dia de operação foram retidos 19 ônibus de turismo carregados com mercadorias contrabandeadas — Foto: Receita Federal/Divulgação

Comentários Facebook

Região Oeste

Vice-prefeito de Capitão assume a prefeitura pelo período de 20 dias

Publicado

 

O vice-prefeito de Capitão L. Marques, Sergio Tristoni, assumiu nessa segunda-feira (17) o cargo de prefeito pelo prazo de 20 dias.

Ele assume no período em que o prefeito Maxwell Scapini estará de férias.

O ato de transmissão de cargo ocorreu na sala de reuniões da prefeitura.

O prefeito licenciado Maxwell Scapini e o prefeito em exercício Sergio Tristoni concederam entrevista à SAN FM.

Max, fala desse período em que o Sergio estará frente do executivo.

Comentários Facebook
Leia mais:  Inaugurada a primeira etapa da ampliação do aeroporto de Foz
Continue lendo

Mais Lidas da Semana