conecte-se conosco

Região Oeste

Justiça suspende direitos políticos e multa ex-prefeito de Foz do Iguaçu

Publicado

Por RPC Foz do Iguaçu

A Justiça suspendeu os direitos políticos por três anos e multou o ex-prefeito de Foz do Iguaçu, Paulo Mac Donald Ghisi, pela contratação irregular de servidores comissionados.

De acordo com Ministério Público Estadual, 17 contratações feitas pelo ex-prefeito foram irregulares.

Todas as contratações foram na Secretaria de Educação, desde cuidadores de criança, padeiro, até auxiliar de serviços gerais e professores, foram contratados como assessores, sem a realização de um concurso público.

O promotor responsável pela ação afirma que esse tipo de contratação só poderia ser feita para cargos de chefia, assessoramento e direção.

“O MP combate essa prática, pois além de entendê-la ilegal, busca evitar que se crie um curral eleitoral. Cada comissionado cria um vínculo, independente da função exercida em concreto, com o seu nomeador”, explicou o promotor Marcos Cristiano Andrade.

Mac Donald foi prefeito de Foz do Iguaçu de 2005 a 2012 e, nesse tempo, o Ministério Público entrou com 20 ações civis e outras 21 criminais com as mesmas acusações de nomeação irregular. Essa foi a primeira condenação. Em outras, o ex-prefeito foi absolvido e o Ministério Público recorreu.

Leia mais:  Funcionário da ANTT é flagrado com carro oficial em vaga para deficiente

O que dizem os citados

A defesa do ex-prefeito, em nota, informou que já recorreu da decisão da Justiça e que ele não cometeu nenhum ato ilegal ou imoral.

A defesa ainda afirmou que em várias ações, a Justiça decidiu pela rejeição ou absolvição.

O ex-prefeito Paulo Mac Donald Ghisi afirmou que ficou surpreso com a condenação.

Comentários Facebook

Região Oeste

Prefeitura e Câmara debatem início das atividades do programa Foz Conhecendo Foz

Publicado

O Executivo e o Legislativo municipal debateram a efetivação do programa Foz Conhecendo Foz, uma ação estratégica que visa fortalecer o turismo, gerar renda e emprego para centenas de trabalhadores afetados pela pandemia da Covid-19.

A reunião foi realizada na tarde de quarta-feira, 6 de janeiro, com a presença do vice-prefeito, Delegado Francisco Sampaio e da vereadora Anice Gazzaoui, presidente da Comissão de Turismo da Câmara e idealizadora do programa.

Também participaram da reunião o Secretário de Turismo, Paulo Angeli; a diretora de gabinete, Elaine Anderli; o presidente da LIGUIA (Liga Independente dos Guias de Turismo de Foz do Iguaçu), Carlos Alberto; o presidente da COOTRAFOZ, Vitalino Capeletto; e o presidente do SINPROVET (Sindicato dos Motoristas de Vans Escolares) Eudes Maurício Guiotto.

“Definimos alguns encaminhamentos de como será a parte operacional. O Programa terá início no dia 16 de janeiro às 09h da manhã com o primeiro start. Houve o cadastramento e com essas definições o programa entrará em operação”, explicou a vereadora.

“Essa iniciativa da Câmara, acatada pelo prefeito Chico Brasileiro, vai ajudar estes profissionais que tanto sofreram com a pandemia. Nosso objetivo é auxiliar essas pessoas, gerando emprego e renda e contribuindo com a retomada do turismo”, afirmou o vice-prefeito, Francisco Sampaio.

Leia mais:  Quatro adolescentes ficam feridos em capotamento na BR-163, em Guaíra

Inscrições

As inscrições para os profissionais seguem abertas e podem ser feitas na sede da Prefeitura, na Praça Getúlio Vargas, nº 280, Centro, no horário das 8h30 às 14h. Até o momento 116 profissionais do transporte escolar e 167 guias de turismo estão cadastrados.

O programa tem o objetivo de proporcionar, exclusivamente aos moradores de Foz do Iguaçu, visita aos atrativos turísticos. A ideia é contemplar quase mil profissionais do turismo e do transporte escolar que farão os passeios com a população local. A ação conta com auxílio da Secretaria Municipal de Turismo, responsável pela implantação do programa.

Comentários Facebook
Continue lendo

Mais Lidas da Semana