conecte-se conosco

Política Nacional

‘O povo vai dizer se nós estamos certos ou não’, diz Bolsonaro sobre conversas atribuídas a Moro

Publicado

Por G1 — Brasília

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta sexta-feira (5) que o “povo vai dizer” quem está certo, ao comentar novos diálogos atribuídos a Sérgio Moro, quando juiz, e a procuradores da Operação Lava Jato.

Os novos diálogos foram divulgados nesta sexta pela revista Veja, em parceria com o site The Intercept. A revista afirma que as supostas conversas no aplicativo Telegram mostram que Moro orientava de forma ilegal ações da Lava Jato.

Bolsonaro foi questionado sobre o tema após uma solenidade militar na manhã desta sexta, em Brasília.

“Pretendo domingo, não só ir assistir a final do Brasil com Peru, bem como, se for possível e a segurança me permitir, irei com Sérgio Moro junto ao gramado. O povo vai dizer se nós estamos certos ou não”, afirmou o presidente.

Moro

O ministro Sérgio Moro afirmou, por meio de nota, que não reconhece a autenticidade das mensagens. Segundo o ministro, as mensagens foram “obtidas por meios criminosos” e “podem ter sido adulteradas total ou parcialmente”.

“Lamenta-se que a Revista Veja se recusou a encaminhar cópia das mensagens antes da publicação e tenha condicionado a apresentação das supostas mensagens à concessão de uma entrevista, o que é impróprio”, declarou o ministro.

Leia mais:  Após Previdência, Guedes prepara medidas econômicas e quer foco na reforma do Estado

Comentários Facebook

Política Nacional

Celular do presidente Jair Bolsonaro também foi alvo de invasão por hackers

Publicado

O grupo hacker preso na terça-feira, 23, atacou celulares do presidente da República, Jair Bolsonaro. A informação foi transmitida pela Polícia Federal ao Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP) e já foi encaminhada ao presidente. Quatro pessoas presas sob suspeita de invasão de celular de autoridades estão custodiadas em Brasília.

Na nota, o Ministério da Justiça diz que, segundo a PF, “aparelhos celulares utilizados pelo presidente da República, Jair Bolsonaro, foram alvos de ataques pelo grupo de hackers preso na última terça feira (23)”.

“Por questão de segurança nacional, o fato foi devidamente comunicado ao presidente da República”, acrescenta a nota – que não informa se foi extraído conteúdo de conversas de aparelhos do presidente Jair Bolsonaro.

Leia a íntegra da nota:

“O Ministério da Justiça e Segurança Pública foi, por questão de segurança nacional, informado pela Polícia Federal de que aparelhos celulares utilizados pelo presidente da República, Jair Bolsonaro, foram alvos de ataques pelo grupo de hackers preso na última terça feira (23). Por questão de segurança nacional, o fato foi devidamente comunicado ao presidente da República”.

Leia mais:  Condenado terá de escolher se fica no mundo do crime ou tem benefícios, diz Moro

Comentários Facebook
Continue lendo

Mais Lidas da Semana