conecte-se conosco

Curitiba

Marcha para a Diversidade será neste domingo em Curitiba. Confira a programação

Publicado

Redação Bem Paraná com Blog Barulho Curitiba

Neste fim de semana, Curitiba recebe a Marcha para a Diversidade. No domindo, 30 de junho, a concentração será na Praça Santos Andrade, em frente ao prédio histórico da Universidade Federal do Paraná (UFPR) a partir das 13 horas e com uma vasta programação com apresentação de vários artistas deve seguir até as 21 horas. A Marcha é organizada pela página Marcha pela Diversidade 2019 -CWB, no Facebook.

Organizada pelo Grupo Dignidade, Coletivo Cássia, Transgrupo Marcela Prado e UNA LGBT-PR, a Marcha tem o objetivo de comemorar a Rebelião Stonewall, ocorrida em 28 de junho de 1969, e que marca o inicio do movimento moderno pela libertação gay e pelos direitos humanos LGBT nos Estados Unidos.

A Rebelião de Stonewall foi uma série de manifestações violentas e espontâneas de membros da comunidade LGBT contra uma invasão da polícia de Nova York que aconteceu nas primeiras horas da manhã de 28 de junho de 1969, no bar Stonewall Inn, localizado no bairro de Greenwich Village, em Manhattan, em Nova York, nos Estados Unidos.

De acordo com o texto de chamada da página na rede social “a cada 28 de Junho, comemoramos a Rebelião de Stonewall, acontecimento que lançou os princípios do ativismo LGBTI+ nos últimos 50 anos. Ideias como “orgulho”, “sair do armário”, e “paradas”, surgiram desse episódio emblemático”.

Leia mais:  Grupo de ciclistas arrecada roupas e cobertores para pessoas carentes no Centro de Curitiba

“São 50 anos de cor, liberdade, orgulho, alegria, mas também 50 anos de luta e resistência. O contraste entre a festa e a luta faz parte de nossa história e iremos celebrar ambos”, diz os detalhes do texto.

ONDE & QUANDO?
No dia 30 de Junho, às 13 horas, começa a concentração na Praça Santos Andrade, em frente ao prédio histórico da UFPR, em Curitiba (PR).

A Marcha pela Diversidade é uma realização do Grupo Dignidade, Coletivo Cássia, Transgrupo Marcela Prado é UNA LGBT PR.

#cwbpride19

 

PRESENÇAS CONFIRMADAS

Patricia Lemonge
Shayanne Ashella
Zaffyra Massafera
Nicolly Caparelli
Scarllet Bastos
Myrella Albuquerque
Myrella Massafera
Alexia Mozzer
Linda Power
Drags da Casa Época
Thabata kloze
Al Majid
Thalitha Pereira
Alysson Reis
Hellen Werneck

DJS:
Luccas Serafim
Ander Silva
Dominick Tupilepã
Kaleu Venture
Murillo Prestes
Calvin Freitas
Douglas Bastreghi
Edryns Edinei
Ela Saraiva
Wander Bueno
Zuccare (SP)
2 vagas para última chamada

Comentários Facebook

Curitiba

Jovem que estava desaparecida foi assassinada em Curitiba

Publicado

Desaparecida desde outubro deste ano, a jovem Ana Carla Dalacosta de Menezes foi encontrada morta em Curitiba. O corpo já havia sido localizado na manhã do dia 10 do mês passado, mas só nesta sexta-feira (19) foi identificado.

Ana era moradora de Rolândia e foi considerada desaparecida após sair de casa informando que iria atrás de um emprego em Maringá. Alguns dias depois, ela teria sido vista em Apucarana.

No entanto, Ana viajou para Curitiba e foi brutalmente assassinada na capital paranaense. O corpo foi localizado em chamas às margens do Rio Belém, na Rua Sérgio Venci, por moradores da região. A Guarda Municipal foi chamada e controlou o fogo.

A Polícia Científica realizou a perícia e contratou que ela pode ter sido morta asfixiada, antes de atearem fogo no corpo.

Nos últimos dias, o pai da vítima divulgou nas redes sociais sobre o seu desaparecimento, pois estranhou que ela estava há muitos dias sem se comunicar com a família. Ao descobrir que havia um corpo no Instituto Médico Legal (IML), de Curitiba, que batia com as características de Ana Carla, familiares foram até a capital e com um exame de arcada dentária, conseguiram confirmar que se tratava dela. A família também reconheceu as roupas que ela usava.

Leia mais:  Celebrações de Corpus Christi alteram trânsito no Centro de Curitiba; veja as ruas com bloqueio

A Divisão de Homicídios segue com a investigação para tentar identificar o autor ou autores do crime. A motivação do crime ainda é desconhecida.

O corpo de Ana Carla após ser liberado, deverá ser encaminhado para Rolândia onde acontecerá o enterro.

Comentários Facebook
Continue lendo

Mais Lidas da Semana