conecte-se conosco

Curitiba

‘Friozinho’ marca começo da semana em Curitiba

Publicado

Tribuna Paraná

A manhã dessa segunda-feira (24) em Curitiba teve um gostinho de inverno, com a temperatura mínima baixando da casa dos 10ºC. A neblina, que tomou a cidade ainda pela manhã, se dissipou rapidamente com o aparecimento do sol, e o dia deve seguir com temperaturas em elevação e céu aberto.

Segundo prognóstico do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), a estação mais fria do ano deve ser mais amena que a média, marcada por uma ocorrência maior de chuvas em comparação com o normal do período. No entanto, a previsão do Simepar para a semana indica que precipitações só devem ocorrer a partir de quarta-feira (26), quando as temperaturas também devem cair em decorrência da chegada de uma frente fria à região.

Os termômetros também devem sentir os efeitos de uma estação menos rigorosa, com temperaturas médias maiores que o normal para o inverno, de acordo com a antecipação do Inmet.

Friozão?

Entre terça (25) e quarta-feira (26) uma frente fria prevista para chegar ao Paraná causa mudanças no tempo, principalmente na quarta. Antes disso, rajadas de ventos de moderadas a fortes devem atingir algumas regiões do Estado. Na quinta-feira (27), a frente fria avança em direção ao Sudeste do país, passando com seu eixo mais instável pelo mar. A partir de então, os dias vão ser mais instáveis, com possibilidade de chuva, o que faz com que uma nova frente fria se aproxime logo no começo de julho. Do dia 1 ao dia 6 de julho, esfria bem em toda a região Sul do país, principalmente no Paraná.

Leia mais:  Poluição do ar em Curitiba cai após medidas de isolamento social

Comentários Facebook

Curitiba

Jovem que estava desaparecida foi assassinada em Curitiba

Publicado

Desaparecida desde outubro deste ano, a jovem Ana Carla Dalacosta de Menezes foi encontrada morta em Curitiba. O corpo já havia sido localizado na manhã do dia 10 do mês passado, mas só nesta sexta-feira (19) foi identificado.

Ana era moradora de Rolândia e foi considerada desaparecida após sair de casa informando que iria atrás de um emprego em Maringá. Alguns dias depois, ela teria sido vista em Apucarana.

No entanto, Ana viajou para Curitiba e foi brutalmente assassinada na capital paranaense. O corpo foi localizado em chamas às margens do Rio Belém, na Rua Sérgio Venci, por moradores da região. A Guarda Municipal foi chamada e controlou o fogo.

A Polícia Científica realizou a perícia e contratou que ela pode ter sido morta asfixiada, antes de atearem fogo no corpo.

Nos últimos dias, o pai da vítima divulgou nas redes sociais sobre o seu desaparecimento, pois estranhou que ela estava há muitos dias sem se comunicar com a família. Ao descobrir que havia um corpo no Instituto Médico Legal (IML), de Curitiba, que batia com as características de Ana Carla, familiares foram até a capital e com um exame de arcada dentária, conseguiram confirmar que se tratava dela. A família também reconheceu as roupas que ela usava.

Leia mais:  Entrega de refeições para moradores de rua na Praça Rui Barbosa vira caso de polícia

A Divisão de Homicídios segue com a investigação para tentar identificar o autor ou autores do crime. A motivação do crime ainda é desconhecida.

O corpo de Ana Carla após ser liberado, deverá ser encaminhado para Rolândia onde acontecerá o enterro.

Comentários Facebook
Continue lendo

Mais Lidas da Semana