conecte-se conosco

Curitiba

Ex-marido acusado de matar estudante a facadas em Curitiba vai a júri popular nesta segunda-feira

Publicado

G1 PR

O júri popular do ex-marido acusado de matar a estudante de direito Mahara Carolina Scremin, Ênio Ivan Bertoncello, começou por volta das 9h50 desta segunda-feira (15), no Tribunal do Júri, em Curitiba.

Mahara tinha 23 anos e foi morta a facadas na casa onde morava, no Bairro Boqueirão, por ciúmes. O crime ocorreu em maio de 2017, e Ênio Ivan confessou o crime.

Dezessete testemunhas, entre elas um ex-namorado de Mahara e os pais dela, devem ser ouvidas antes do réu.

Bertoncello foi identificado e preso depois de ser flagrado por imagens de câmeras de monitoramento e depois do relato de uma testemunha.

À época do crime, o ex-marido chegou a colocar nas redes sociais uma mensagem de luto pela morte de Mahara e foi ao velório dela.

Ênio chegou ao tribunal algemado por volta das 9h20 desta segunda-feira (15) — Foto: João Salgado/RPC

Ênio chegou ao tribunal algemado por volta das 9h20 desta segunda-feira (15) — Foto: João Salgado/RPC

Relembre o caso

Ênio e Mahara foram casados por três anos e haviam se separado no início de 2017. Ele, porém, não aceitava o fim do relacionamento.

Leia mais:  Após onda de assaltos, trio é preso pela ROTAM em Curitiba

Na noite do dia 31 de maio, Ênio foi até a casa da ex-mulher e viu um carro na garagem. Imaginando ser o automóvel de um novo namorado da ex-esposa, ele comprou luvas cirúrgicas em uma farmácia, passou em casa, pegou uma faca, e voltou à residência de Mahara para esperar até que ela ficasse sozinha.

Quando o colega da estudante foi embora, explicam os investigadores, ele tocou a campainha, e assim que ela atendeu, a sufocou e a feriu com facadas no pescoço.

Depois de matar a ex-mulher, Ênio pegou o celular e o tablet dela na tentativa de simular um assalto e fugiu.

O corpo da estudante só foi encontrado por familiares um dia depois.

O que diz a defesa

O advogado Thiago Vianna Lopes, que defende Ênio Bertoncello, disse que espera que o julgamento seja imparcial e ético, respeitando os princípios da ampla defesa e do contraditório.

O advogado da família de Mahara, Adriano Colle, disse que a expectativa é de que Ênio seja condenando à pena máxima. “É um crime bastante emblemático e a família espera que ele seja punido com todo o rigor da lei”, argumentou o advogado .

Leia mais:  TJ-PR nega recurso e mantém condenação contra ex-diretor da Assembleia Legislativa do Paraná

Comentários Facebook

Curitiba

VÍDEO: Ônibus com 37 pessoas perde o freio na serra entre Curitiba e Joinville

Publicado

Um ônibus de viagem que fazia o trajeto Belém (PA) – Florianópolis (SC) perdeu os freios enquanto trafegava na rodovia BR-376 na madrugada da Última quarta-feira, 6. O veículo ocupado por 37 passageiros, sendo oito crianças, atingiu 118 km/h e só parou depois de entrar na área de escape do quilômetro 671,7, em Guaratuba (PR). Ninguém se feriu.

De acordo com a Arteris Litoral Sul, concessionária do trecho, o ônibus entrou 115 metros na área de escape por volta da 1h45. O condutor relatou às equipes que não conseguiu mais utilizar os freios dois quilômetros antes da área e, como ele já conhecia o dispositivo, direcionou o ônibus para entrada.

O motorista e os passageiros foram transportados até um posto de apoio para seguirem viagem com suporte da empresa responsável.

Segundo a concessionária, essa foi a sexta vez que um ônibus usou a área de escape, inaugurada em agosto de 2011. Neste período ela foi utilizada por 257 veículos pesados, ajudando a salvar 376 vidas.

Leia mais:  Lava Jato bate recorde com 29 novas denúncias contra 100 pessoas em 2019

Comentários Facebook
Continue lendo

Mais Lidas da Semana