conecte-se conosco

Curitiba

Ex-marido acusado de matar estudante a facadas em Curitiba vai a júri popular nesta segunda-feira

Publicado

G1 PR

O júri popular do ex-marido acusado de matar a estudante de direito Mahara Carolina Scremin, Ênio Ivan Bertoncello, começou por volta das 9h50 desta segunda-feira (15), no Tribunal do Júri, em Curitiba.

Mahara tinha 23 anos e foi morta a facadas na casa onde morava, no Bairro Boqueirão, por ciúmes. O crime ocorreu em maio de 2017, e Ênio Ivan confessou o crime.

Dezessete testemunhas, entre elas um ex-namorado de Mahara e os pais dela, devem ser ouvidas antes do réu.

Bertoncello foi identificado e preso depois de ser flagrado por imagens de câmeras de monitoramento e depois do relato de uma testemunha.

À época do crime, o ex-marido chegou a colocar nas redes sociais uma mensagem de luto pela morte de Mahara e foi ao velório dela.

Ênio chegou ao tribunal algemado por volta das 9h20 desta segunda-feira (15) — Foto: João Salgado/RPC

Ênio chegou ao tribunal algemado por volta das 9h20 desta segunda-feira (15) — Foto: João Salgado/RPC

Relembre o caso

Ênio e Mahara foram casados por três anos e haviam se separado no início de 2017. Ele, porém, não aceitava o fim do relacionamento.

Leia mais:  Cesta básica em Curitiba fica mais barata em julho, diz Dieese

Na noite do dia 31 de maio, Ênio foi até a casa da ex-mulher e viu um carro na garagem. Imaginando ser o automóvel de um novo namorado da ex-esposa, ele comprou luvas cirúrgicas em uma farmácia, passou em casa, pegou uma faca, e voltou à residência de Mahara para esperar até que ela ficasse sozinha.

Quando o colega da estudante foi embora, explicam os investigadores, ele tocou a campainha, e assim que ela atendeu, a sufocou e a feriu com facadas no pescoço.

Depois de matar a ex-mulher, Ênio pegou o celular e o tablet dela na tentativa de simular um assalto e fugiu.

O corpo da estudante só foi encontrado por familiares um dia depois.

O que diz a defesa

O advogado Thiago Vianna Lopes, que defende Ênio Bertoncello, disse que espera que o julgamento seja imparcial e ético, respeitando os princípios da ampla defesa e do contraditório.

O advogado da família de Mahara, Adriano Colle, disse que a expectativa é de que Ênio seja condenando à pena máxima. “É um crime bastante emblemático e a família espera que ele seja punido com todo o rigor da lei”, argumentou o advogado .

Leia mais:  Oficinas credenciadas pela JMK para conserto de veículos oficiais do Paraná ficam no prejuízo

Comentários Facebook

Curitiba

Defensoria Pública do Paraná emite recomendação aos postos de combustíveis sobre reajuste abusivo

Publicado

O Núcleo de Defesa do Consumidor (NUDECON) da Defensoria Pública do Estado do Paraná (DPE-PR) emitiu, nesta segunda-feira (14), uma Recomendação à entidade que representa os donos de postos de combustíveis do Paraná, o Sindicato do Comércio Varejista de Combustíveis Derivados de Petróleo, Gás Natural, Biocombustíveis e Lojas de Conveniência do Estado do Paraná (Paranapetro).

O objetivo, segundo o Coordenador do Núcleo, Defensor Público Erick Lé Palazzi Ferreira, é coibir o abuso quando a Petrobrás anunciar reajustes. “O que se viu em vários casos na última quinta-feira foi uma prática abusiva, uma elevação injustificada dos preços”, explica o Defensor.

De acordo com ele, a Recomendação pretende barrar a prática de repassar o reajuste com produto comprado por preço velho. “Antes de ter sido repassado o aumento, os postos já estavam aplicando. O que fizeram foi pegar um produto mais barato e colocar o preço exorbitante”.

Segundo a Recomendação, os varejistas de combustíveis devem se abster de aumentar os preços antes da existência real de reajuste das distribuidoras. “Caso haja reclamações e comprovação sobre aumento excessivo de combustíveis pelos postos, o Nudecon adotará as medidas judiciais cabíveis, individuais ou coletivas, para areparação de eventuais danos”, afirma a Recomendação.

Leia mais:  Oficinas credenciadas pela JMK para conserto de veículos oficiais do Paraná ficam no prejuízo

Na semana passada, a Petrobrás anunciou reajuste dos combustíveis. De acordo com a empresa, o aumento seria de 18,77% para a gasolina, 24,9% para o diesel e 16% para o gás de cozinha.

Comentários Facebook
Continue lendo

Mais Lidas da Semana