conecte-se conosco

Curitiba

Curitiba recebe festival com o primeiro cinema a céu aberto ‘pet friendly’

Publicado

Bem Paraná com assessoria

A saúde dos cães é um dos fatores que mais preocupam seus tutores. Pensando nisso, a Purina Dog Chow® marca de alimento para cães que mais entende do assunto, realiza um festival para promover a nova linha Extralife, que contribui para aumentar a qualidade de vida do melhor amigo do homem. O evento é gratuito e contará com atividades com foco em saúde, bem-estar e diversão para os cães e seus tutores.

O destaque fica por conta do primeiro cinema para cães a céu aberto exclusivo no Brasil, que foi criado em parceria com a DOGTV – primeiro e único canal de televisão desenvolvido especialmente para os cães – e tem início às 17h. Os espectadores de quatro patas poderão assistir ao conteúdo em um tapetinho Fofuchão, que é 100% algodão e transforma qualquer superfície em um momento acolhedor.

Além disso, o evento contará com lançadores de bolinhas personalizadas espalhados por toda área, que posteriormente serão distribuídas aos visitantes. Adestradores da Matilha Club Pet estarão presentes auxiliando na educação dos cães, com dicas comportamentais. Eles também poderão se deliciar degustando os alimentos com ExtraLife, saches de alimentação úmida e petiscos que estarão em estações separadas por linha de produto, dentro de um container.

Leia mais:  Bairros de Curitiba ganham dois novos binários a partir de terça-feira

Quem vier de outra cidade para curtir o evento, poderá se hospedar no NH Curitiba The Five, hotel oficial do evento. Ele é pet friendly e oferece mimos especiais para os amigos de quatro patas.

SERVIÇO

Festival Purina Dog Chow® Extralife®

Quando: 13 de julho de 2019, das 10h às 19h

Onde: Parcão – R. Mal. Hermes, 999 – Centro Cívico, Curitiba

O evento é gratuito

Comentários Facebook

Curitiba

Jovem que estava desaparecida foi assassinada em Curitiba

Publicado

Desaparecida desde outubro deste ano, a jovem Ana Carla Dalacosta de Menezes foi encontrada morta em Curitiba. O corpo já havia sido localizado na manhã do dia 10 do mês passado, mas só nesta sexta-feira (19) foi identificado.

Ana era moradora de Rolândia e foi considerada desaparecida após sair de casa informando que iria atrás de um emprego em Maringá. Alguns dias depois, ela teria sido vista em Apucarana.

No entanto, Ana viajou para Curitiba e foi brutalmente assassinada na capital paranaense. O corpo foi localizado em chamas às margens do Rio Belém, na Rua Sérgio Venci, por moradores da região. A Guarda Municipal foi chamada e controlou o fogo.

A Polícia Científica realizou a perícia e contratou que ela pode ter sido morta asfixiada, antes de atearem fogo no corpo.

Nos últimos dias, o pai da vítima divulgou nas redes sociais sobre o seu desaparecimento, pois estranhou que ela estava há muitos dias sem se comunicar com a família. Ao descobrir que havia um corpo no Instituto Médico Legal (IML), de Curitiba, que batia com as características de Ana Carla, familiares foram até a capital e com um exame de arcada dentária, conseguiram confirmar que se tratava dela. A família também reconheceu as roupas que ela usava.

Leia mais:  Clandestinos disputam passageiros e brigam com taxistas e motoristas de apps no aeroporto

A Divisão de Homicídios segue com a investigação para tentar identificar o autor ou autores do crime. A motivação do crime ainda é desconhecida.

O corpo de Ana Carla após ser liberado, deverá ser encaminhado para Rolândia onde acontecerá o enterro.

Comentários Facebook
Continue lendo

Mais Lidas da Semana