conecte-se conosco

Esportes

Coritiba vence de virada e evita vexame no Couto Pereira

Publicado

Bem Paraná - Silvio Rauth Filho

O Coritiba venceu por 2 a 1 o São Bento, nessa terça-feira (dia 16), no Couto Pereira, pela 10ª rodada da Série B. Os gols foram da dupla Rafinha e Rodrigão — mais tarde, o gol foi confirmado como de Zé Roberto, contra. Com o resultado, o time paranaense ficou na 9ª colocação, com 15 pontos. A equipe de Sorocaba está em 17º lugar, com 8 pontos. Clique aqui para ver a classificação no site Srgoool.

Em relação ao desempenho, o Coritiba repetiu o futebol das rodadas anteriores, com muitos erros individuais, falta de criatividade no setor ofensivo e falhas graves no sistema de marcação. Já no final do primeiro tempo, a torcida vaiou os jogadores — “time sem vergonha” — e xingou o presidente Samir Namur. Apesar de todos os defeitos, o time paranaense teve mais chances, principalmente pela qualidade individual e o esforço da dupla Rafinha e Rodrigão.

Após o apito final, os jogadores correram em direção ao banco de reservas e abraçaram o técnico Umberto Louzer.

O resultado evitou um verdadeiro vexame do Coritiba no Couto Pereira. O time paranaense tem a maior folha salarial da Série B e enfrentou um São Bento fragilizado, que coleciona números pífios em 2019. Em toda a temporada, o time paulista disputou 22 partidas e somou apenas três vitórias. Foi rebaixado no Paulistão e está há cinco jogos sem vencer.

TÉCNICO
Esse foi o 17º jogo do técnico Umberto Louzer no Coritiba, agora com 8 vitórias, 5 empates e 4 derrotas.

ARTILHEIRO
Rafinha, 35 anos, marcou seu primeiro gol desde o retorno ao Coritiba. Ele soma cinco jogos na Série B 2019.

ESCALAÇÃO
O técnico Umberto Louzer não tinha Vitor Carvalho e Juan Alano, suspensos por cartões amarelos, além do lesionado Diogo Mateus. As novidades foram Matheus Sales, William Matheus, Mattioni (não jogava desde março) e Robson, que estreou pelo clube. Ainda sem 100% de condição física, Giovanni e Patrick Brey começaram no banco. Também ficaram na reserva Fabiano, João Vitor e Sávio. O esquema tático era o 4-1-4-1, com Matheus Sales como único volante. A linha de quatro tinha Thiago Lopes (centro), Luiz Henrique (centro), Rafinha (direita) e Robson (esquerda).

Leia mais:  Preparação do Colorado encerrada para enfrentar o Ceará

PRIMEIRO TEMPO
O primeiro tempo teve desempenho irregular do Coritiba, do início ao fim. O time mostrou qualidade em algumas jogadas, mas abusou dos erros na defesa, no meio e no ataque. O São Bento aproveitou uma pane geral da defesa adversária para fazer 1 a 0 aos 11 minutos. Doriva pegou rebote fora da área e chutou no cantinho. O Coxa teve duas grandes chances para empatar em seguida. Aos 16, William Matheus saiu na cara do gol e chutou para fora. Aos 22, Rafinha tocou para Thiago Lopes, na pequena área, tocar “de letra” para fora. O jogo ficou tenso depois disso, com faltas ríspidas e muitas discussões entre jogadores e o árbitro.

SEGUNDO TEMPO
No intervalo, Wilson sentiu uma lesão e foi substituído por Muralha. O Coxa voltou com postura mais ofensiva e com os jogadores mais nervosos, errando ainda mais. Aos 10, saiu Thiago Lopes e entrou o ponta Igor Paixão. Aos 12, saiu Mattioni e entrou o meia Giovanni. Robson virou lateral-direito. Aos 16, Robson cruzou da direita e Rodrigão empatou – depois, o gol foi creditado a Zé Roberto, contra. Mesmo desorganizado, o Coxa seguiu melhor no jogo, contando principalmente com o esforço individual de Luiz Henrique, Rafinha e Rodrigão. O gol da virada veio aos 38, com Rodrigão fazendo o pivô e Rafinha chutando no ângulo.

ESTATÍSTICAS
Nos 90 minutos, o Coritiba somou 21 finalizações (3 certas), 54% de posse de bola, 82% de acerto nos passes e 5 escanteios. O São Bento obteve 14 finalizações (4 certas), 46% de posse de bola, 73% de acerto nos passes e 6 escanteios. Os números são do site Sofascore.

CORITIBA 2×1 SÃO BENTO
Coritiba: Wilson (Alex Muralha); Felipe Mattioni, Walisson Maia, Sabino e William Matheus; Matheus Sales, Luiz Henrique, Thiago Lopes (Igor Paixão), Rafinha e Robson; Rodrigão. Técnico: Umberto Louzer
São Bento: Henal; Pablo, Guilherme Mattis, Wesley e Guilherme Romão; Doriva; Vinícius Kiss, Fabrício Oya (Paulinho Ferreira), Cafu e Minho (Paulinho Boia); Zé Roberto (Rafael Silva). Técnico: Doriva
Gols: Doriva (11-1º), Zé Roberto (contra, 16-2º) e Rafinha (38-2º)
Cartões amarelos: Wesley, Minho, Vinícius Kiss, Pablo, Paulinho Boia (SB). Thiago Lopes, Walisson Maia, Giovanni, Rafinha (C).
Árbitro: Rodrigo Nunes de Sá (RJ)
Público: 19.589 pagantes
Local: Couto Pereira

PRINCIPAIS LANCES
Primeiro tempo
1 – Rafinha cruza rasteiro. Rodrigão recebe na área, gira e chuta prensado. O goleiro segura.
3 – Walisson Maia recua ‘na fogueira’. Wilson toca com a mão na bola, antes da chegada do atacante. O árbitro marca falta indireta dentro da área. Na cobrança, Oya erra o passe.
9 – Mattioni cruza. Rodrigão chuta ao lado.
11 – Gol do São Bento. Cruzamento da direita. Pane geral da defesa. Matheus Sales tira mal. Doriva pega o rebote fora da área, solta a bomba e acerta o cantinho.
16 – Robson enfia. William Matheus sai na cara do gol e tenta o toquinho por cobertura. A bola vai ao lado.
20 – Minho chuta de fora da área. Wilson defende no centro.
21 – Rafinha rola para Thiago Lopes, que chuta de fora da área. Henal segura.
22 – Rafinha dribla na área e rola para Thiago Lopes, na pequena área. Ele tenta ‘de letra’. A bola passa perto, ao lado.
50 – Falta na esquerda. A zaga do São Bento tira. Robson pega o rebote fora da área e chuta ao lado.

Segundo tempo
5 – Zé Roberto invade a área e chuta cruzado. Muralha espalma.
9 – Rafinha rola para Luiz Henrique, na área. Ele chuta perto, sobre o gol.
10 – Bola longa. Muralha tromba com Mattioni. A bola sobra para Minho, que rola para Oya. Ele chuta e Sabino salva em cima da linha.
16 – Gol do Coritiba. Robson cruza da direita. Rodrigão cabeceia. O goleiro defende parcialmente, mas a bola bate em Zé Roberto e entra no canto.
38 – Gol do Coritiba. Rodrigão recebe na área, faz o pivô e rola para Rafinha chutar no ângulo.

Comentários Facebook

Esportes

Zagueiro Manoel é o novo reforço do Fluminense

Publicado


O zagueiro Manoel é o novo reforço do Fluminense! O atleta de 31 anos tem passagens por Athletico-PR, Cruzeiro e Corinthians. O jogador chega sem custos ao Fluminense, com contrato até abril de 2023.

“Minha chegada foi muito leve. Todo mundo me recebeu muito bem. Tem alguns jogadores no elenco com quem eu já joguei junto, já conheço. Então eu fico mais à vontade, mais tranquilo. Me senti em casa, de verdade”, disse o zagueiro.

No Tricolor, Manoel terá a concorrência de Nino, Luccas Claro, Matheus Ferraz e Frazan na posição de zagueiro.

“Ano passado o Fluminense fez um grande campeonato. Tem grandes zagueiros, e eu estou aqui para ajudar o clube, dentro e fora de campo com minha experiência. Estou feliz e quero contribuir”, concluiu.

FICHA
Nome: Manoel Messias Silva Carvalho
Data de nascimento: 26/02/1990
Local de nascimento: Bacabal-MA
Último clube: Cruzeiro

COMENTE ABAIXO:
Leia mais:  Quase 200 atletas de Umuarama participarão dos Jogos Escolares a partir de sexta

Comentários Facebook
Continue lendo

Mais Lidas da Semana