conecte-se conosco

Geral

Cabeleireira morre após capotar carro no interior de MT

Publicado

O acidente aconteceu na tarde desta quarta-feira nas imediações de Juara

Silvia Regina estava usando o cinto de segurança mas não resistiu aos ferimentos

A cabeleireira Silvia Regina do Nascimento, de 39 anos, morreu em um acidente de carro na tarde desta quarta-feira (4) na MT-220, conhecida como Rodovia do Vale, em Juara (a 709 ao Norte de Cuiabá).

De acordo com informações da Polícia Civil, a mulher seguia pela via sozinha, quando perdeu a direção do veículo, uma picape Fiat Strada, e capotou diversas vezes.

O veículo parou em uma via que leva a uma fazenda da região.

Conforme os policiais, a mulher estava com cinto de seguranças, mas não resistiu à pancada.

A Polícia Civil do Município deve investigar as causas do acidente.

 

Fonte: Mídia News

Comentários Facebook
Leia mais:  Jovem bandido desafia a polícia com seus crimes

Geral

PF desarticula quadrilha que roubava funcionários dos Correios na Grande Curitiba

Publicado

A Polícia Federal deflagrou nesta sexta a segunda fase da operação Mascarados, que tem como o objetivo de desarticular grupo suspeito de efetuar seis roubos contra funcionários dos Correios no ano de 2020, em Curitiba e Colombo, no Paraná. Os fatos criminosos ocorreram no mês de dezembro, quando um grande volume de mercadorias SEDEX são distribuídas pelos Correios, em razão das compras de natal.

Conforme foi identificado na investigação policial, os criminosos utilizaram arma de fogo para praticar o crime, abordando o carteiro e roubando o veículo de distribuição. A subtração dos objetos postais do veículo ocorria de forma rápida em um ponto ainda próximo ao local dos fatos, ocorrendo o transbordo para um veículo dos suspeitos. A divisão dos objetos roubados era realizada em uma das residências dos investigados, no município de Colombo/PR.

A prisão no dia de hoje ocorreu no município de Colombo, na Região Metropolitana de Curitiba. O preso será indiciado pelo crime de receptação e roubo qualificado, cuja pena pode chegar a 15 anos de reclusão.

Leia mais:  Ela passou 3 anos para transformar ônibus velho numa casa móvel, e ficou incrível

O mandado judicial foi expedido 9ª Vara da Justiça Federa em Curitiba/PR.

Comentários Facebook
Continue lendo

Mais Lidas da Semana