conecte-se conosco

Paraná

Ações das polícias aumentam em 334% as prisões no Paraná

Publicado

AEN

As ações promovidas pelas polícias do Paraná fizeram o número de prisões aumentar 334% (de 157 para 682) no primeiro quadrimestre deste ano, em relação ao mesmo período do ano passado. Segundo a Secretaria de Estado da Segurança Pública, houve um aumento de 140% (27 para 65) no volume de operações no combate à criminalidade.

Os dados também apontam redução no índice de homicídios dolosos, que caiu 32% no Estado. Nos primeiros quatro meses deste ano foram 381 casos, contra 558 no mesmo período do ano anterior.

“Nossas forças de segurança estão mais presentes e têm agido de forma técnica e integrada para atender a população”, afirma o secretário estadual da Segurança Pública, Romulo Marinho Soares, que lembra que neste ano o Governo do Estado já liberou o pagamento das promoções de 1.063 praças da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros do Paraná.

As estatísticas demonstram que a efetividade no trabalho policial, como o aumento de policiais nas ruas e nas investigações de polícia judiciária, contribuíram para reduzir também outros índices.

Leia mais:  Romanelli exige punição imediata às concessionárias de pedágio

O número de latrocínios (roubo seguido de morte) caiu 46% durante o quadrimestre, marcando uma das principais reduções do país, caindo de 35 casos em 2018 para 19 em 2019.

O índice de roubo também teve queda no período (19%), assim como o roubo de veículos, que caiu 31,4%. “Nossa atuação frente à Secretaria é combater o crime organizado e proporcionar mais segurança para toda a população paranaense, por meio de um trabalho integrado, inteligente e contínuo”, destaca o secretário.

Ele salienta também que o Estado iniciou um processo mais efetivo de construção de presídios para alocar detentos que estão dentro de delegacias. Nos próximos anos, mais de 6,3 mil vagas deverão ser abertas no sistema penitenciário do Estado, sendo 1,1 mil ainda neste ano.

CIDADE DA POLÍCIA – O Governo do Estado planeja, ainda, unificar as áreas de planejamento, comando, controle e inteligências das forças de segurança estaduais em único lugar.

A previsão é investir R$ 140 milhões na implantação da Cidade da Polícia, que ocupará uma área de 35 mil metros quadrados no bairro Rebouças, em Curitiba, onde funcionava a antiga fábrica da Ambev.

Leia mais:  Copel é eleita a melhor distribuidora do Brasil pelos consumidores

Comentários Facebook

Paraná

Paraná se aproxima dos 470 mil casos de Covid-19 e mortes já são 8.676

Publicado

A Secretaria de Estado da Saúde divulgou neste domingo (10) 1.625 casos confirmados e 7 mortes em decorrência da infecção causada pelo novo coronavírus. Os dados acumulados do monitoramento da Covid-19 mostram que o Paraná soma 469.538 casos confirmados e 8.676 mortos em decorrência da doença.

Os casos deste informe referem-se à pacientes que estiveram ou estão com a doença entre 24 de outubro de 2020 e 8 de janeiro de 2021. Os casos por data de confirmação do diagnóstico, ou encerramento (fechamento) do caso no sistema estão distribuídos nos meses: janeiro de 2021 são 1.541, os demais de 2020 nos meses de outubro 1, novembro 24 e dezembro 59. O detalhamento completo está no arquivo csv.

INTERNADOS – 1.350 pacientes com diagnóstico confirmado de Covid-19 estão internados. São 1.075 pacientes em leitos SUS (585 em UTI e 490 em leitos clínicos/enfermaria) e 275 em leitos da rede particular (140 em UTI e 135 em leitos clínicos/enfermaria).

Há outros 1.251 pacientes internados, 458 em leitos UTI e 793 em enfermaria, que aguardam resultados de exames. Eles estão em leitos das redes pública e particular e são considerados casos suspeitos de infecção pelo Sars-CoV-2.

Leia mais:  Regulamentação pode separar o ‘joio do trigo’ no setor de impermeabilização

ÓBITOS – A secretaria estadual informa a morte de mais 7 pacientes. São 4 mulheres e 3 homens, com idades que variam de 40 a 90 anos. Os óbitos ocorreram nos dias 8 e 9 de janeiro.

Os pacientes que foram a óbito residiam em: Ponta Grossa (3), Arapongas (2). A Sesa registra ainda a morte de uma pessoa que morava em cada um dos seguintes municípios: Ampére e Santa Mariana.

FORA DO PARANÁ – O monitoramento da Sesa registra 3.741 casos de residentes de fora, 73 pessoas foram a óbito.

Comentários Facebook
Continue lendo

Mais Lidas da Semana