conecte-se conosco

Geral

Zeca diz aceitar ser vice de Mauro, mas foca em composição de chapa majoritária

Publicado

Zeca Viana diz que pode acitar ser vice na chapa de Mauro Mendes, caso convite seja feito

Presidente regional do PDT e um dos principais apoiadores da pré-candidatura de Mauro Mendes ao governo, o deputado estadual Zeca Viana aceita compor como vice do democrata caso seja convidado. Ele, no entanto, garante que sua prioridade é a formação da chapa majoritária e acomodação de Adilton Sachetti (PRB) dentro do grupo em prol do ex-prefeito de Cuiabá.

A poucos dias para o fim do prazo das convenções, existe um impasse no grupo. Além de Sachetti, Carlos Fávaro (PSD) tenta conquistar a 2ª vaga ao Senado – a 1ª deve ficar com o pré-candidato Jayme Campos (DEM).

“Nós do PDT somos abertos e francos. Nós temos um a preferência pelo Adilton Sachetti e existe um pré-acordo entre o PSD e o DEM. Vamos sentar e vê se ajustamos essa questão, pois, nessas horas, não podemos deixar companheiro na mão”, enfatiza o pedetista, em visita a Barra do Garças, no sábado passado (21).

Vice

Embora afirme não ter pretensão em sair a vice de Mauro, Zeca disse que se tiver espaço, vai aceitar o convite. O nome do deputado surgiu como alternativa a relutância do ex-prefeito de Lucas do Rio Verde Otaviano Pivetta, em aceitar a reeedição da chapa formada em 2010, ao lado do democrata.

Leia mais:  Guerra entre facções provoca chacina em Queimados, no Rio de Janeiro

“Não sou pré-candidato impositivo, que exige. Muito pelo contrário, na política temos que buscar onde encaixa os pauzinhos do tabuleiro para ganhar às eleições. Mas, se chamado, é óbvio que vou aceitar”, ressaltou.

Em Barra do Garças, Zeca Viana participou do lançamento da pré-candidatura do empresário Gordin Tur (PDT) à Câmara Federal. O parlamentar saiu às pressas para uma reunião ainda em Cuiabá para fechar a composição da chapa majoritária.

 

Fonte: RD News

Comentários Facebook

Geral

Eleições 2022: Ratinho Junior anuncia primeiras mudanças no secretariado

Publicado

Arquivo/Rodrigo Félix Leal/AEn

O governador do Paraná, Ratinho Junior (PSD), anunciou nesta quarta-feira (12) as primeiras mudanças no secretariado de olho nas Eleições de 2022. As trocas serão efetivadas na próxima segunda-feira (17).

O atual secretário-chefe da Casa Civil, Guto Silva (PSD), deixará o cargo para retomar o mandato como deputado estadual. Ele deve se lançar candidato à reeleição, ou concorrer à Câmara dos Deputados ou Senado Federal.

O posto dele será ocupado pelo atual secretário João Carlos Ortega, que chefiava a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Urbano e de Obras Públicas. A pasta agora será conduzida pelo ex-prefeito de Pato Branco Augustinho Zucchi (Podemos).

Outra mudança é na Chefia de Gabinete, que passará a ser conduzida pelo ex-presidente da AMP (Associação dos Municípios do Paraná) Darlan Scalco (PSDB). O atual chefe, Daniel Villas Bôas, assume a Superintendência de Relações Institucionais.

Sem mencionar as Eleições 2022, o governador Ratinho Junior afirmou que o objetivo das mudanças é reforçar o atendimento aos municípios e fortalecer o diálogo com o terceiro setor, o empresariado e com os outros órgãos.

Leia mais:  Rio Grande do Sul confirma sétimo caso de sarampo

“Tenho plena confiança em cada pessoa que assume esses cargos. Fizeram excelentes trabalhos em seus postos anteriores”, disse ele, por meio da Agência Estadual de Notícias.

Outras mudanças são esperadas nas próximas semanas. O prazo limite para que os futuros candidatos às Eleições 2022 se afastem de cargos públicos é dia 1º de abril, seis meses antes do pleito.

Na lista de futuros candidatos estão os também secretários estaduais Ney Leprevost (Justiça e Família), Sandro Alex (Infraestrutura e Logística) e Beto Preto (Saúde).

 

 

Comentários Facebook
Continue lendo

Mais Lidas da Semana