conecte-se conosco

Agro Paranaense

Umuarama receberá o Rally da Pecuária na próxima segunda-feira

Publicado

O Bemdito

O Rally da Pecuária 2019, maior expedição técnica privada sobre a pecuária bovina de corte no Brasil, estará em Cascavel no domingo (7) e em Umuarama na segunda-feira (8), às 18h30, na Sociedade Rural. A expedição realizará evento técnico para produtores e profissionais do setor com o tema “É tempo de colheita! A pecuária em fase de alta”. Depois, a Equipe 2 da expedição seguirá para atividades a campo no Mato Grosso do Sul.

Na semana anterior, os técnicos deram a largada do Rally e avaliaram as condições da pecuária de corte no Rio Grande do Sul.

Esse ano, o Rally da Pecuária começa com o mercado em alta, consequência da redução da oferta de animais em todo país e das tendências de exportações. O mercado é favorável aos produtores, especialmente os que operam com maiores níveis de produtividade.

Os pecuaristas do Paraná, no entanto, passam por um momento de preocupação quanto às decisões do Governo. O Estado discute antecipar a retirada da vacinação contra aftosa, antecipando o cronograma do Plano Nacional de Erradicação de Febre Aftosa. A decisão coloca os paranaenses na direção inversa do restante do país. Praticamente todos os demais Estados estão revendo e postergando o cronograma do plano.

“Nas últimas edições do Rally da Pecuária, identificamos que 93% dos técnicos entrevistados não concordam com a execução do plano no cronograma que havia sido proposto pelo Ministério da Agricultura”, avalia Maurício Palma Nogueira, diretor da Athenagro e coordenador do Rally da Pecuária. No Paraná, o número de técnicos que discordam do cronograma original para a retirada sobre para 98%, ainda de acordo com os dados do Rally da Pecuária. “A decisão vai isolar o Estado e causar impactos irreversíveis na cadeia produtiva de pecuária de corte”, avalia Nogueira.

Leia mais:  Brasil começa novo ano-safra com produtores preocupados com o dólar

As conclusões de um estudo conduzido pela Athenagro sobre o tema, com informações do Rally da Pecuária, serão discutidas no evento regional e nas oficinas realizadas no Estado durante a equipe 2. Outros temas tratados serão perspectivas de mercado, tendências e impactos nos resultados das fazendas de pecuária de corte.

Ao todo, ao longo do trajeto das 7 equipes, o Rally da Pecuária terá 8 eventos com o tema “É tempo de colheita! A pecuária em fase de alta”, além de 14 oficinas da produtividade, encontros e debates com produtores e técnicos ao longo do trajeto.

Roteiro

A expedição técnica concentrará o roteiro em cerca de 50 mil quilômetros nas principais regiões pecuárias de 10 estados: Rio Grande do Sul, Paraná, Mato Grosso do Sul, São Paulo, Minas Gerais, Goiás, Tocantins, Pará, Mato Grosso e Rondônia.

O início das atividades em campo foi no Rio Grande do Sul entre os dias 1 e 6 de julho, quando os técnicos da Equipe visitaram as regiões de Porto Alegre, Pelotas, Dom Pedrito, Alegrete e Santa Maria.

No dia 21 de julho, a Equipe 3 sairá de Cuiabá (MT) com destino às regiões de Cáceres, Barra do Bugres, Mirassol D’Oeste, Pontes e Lacerda e Comodoro, chegando então a Vilhena (RO), no dia 27. No dia seguinte, a Equipe 4 iniciará as visitas nas regiões de Rolim de Moura, Ji-Paraná e Ariquemes, finalizando o trecho em Porto Velho no dia 1º de agosto.

Leia mais:  IBGE eleva estimativa da safra de grãos para 2019

Os técnicos da Equipe 5 começarão os trabalhos em 12 de agosto em Marabá, no Pará, percorrendo as regiões de Xinguara e Redenção. Nos dias 16 e 17, avaliarão a região de Araguaína, no Tocantins. A partir do dia 18 de agosto, a Equipe 6 estará em Palmas e Peixes, também no Tocantins, seguindo então para Goiás, nas regiões de São Miguel do Araguaia, Mozarlândia e Jussara, finalizando os trabalhos na capital, Goiânia, no dia 24.

A Equipe 7 sairá de Goiânia no dia 2 de setembro, com destino a Minas Gerais, onde visitará áreas em Prata e Iturama. No dia 5, chegará a Barretos e concluirá as atividades de campo em Marília, no dia 6. Até o dia 12 de setembro, serão finalizadas as análises dos dados obtidos em campo.

O Rally da Pecuária é organizado pela Athenagro e pela Agroconsult e patrocinado por Corteva Agriscience, Ourofino Saúde Animal, Bellman Trouw Nutrition, Santander e Amarok / Volkswagen, com apoio do Webmotors, FIESP (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo), ABIEC (Associação brasileira das Indústrias Exportadoras de Carnes) e JetBov.

O trabalho das equipes e o roteiro completo da expedição poderão ser acompanhados pelo site do Rally da Pecuária ou nas redes sociais: TwitterFacebook Instagram.

Serviço

“É tempo de colheita! A pecuária em fase de alta”

Data: 8/7/2019, às 18h30

Endereço: Sociedade Rural de Umuarama (Parque de Exposições Dario Pimenta Nóbrega – PR 323)

Inscrições: http://www.rallydapecuaria.com.br/rally/2019

EQUIPE 02

Comentários Facebook

Agro Paranaense

Governo lança edital para compra de R$ 20 milhões em alimentos da agricultura familiar no Paraná

Publicado

Um edital para compra de R$ 20 milhões em alimentos da agricultura familiar no Paraná foi lançado na quarta-feira (22) pelo governo estadual. O limite será de até R$ 20 mil por agricultor em um ano, informou o governo.

A chamada pública de credenciamento do programa Compra Direta Paraná usará recursos do Fundo Estadual de Combate à Pobreza.

Os alimentos, segundo o governo, serão destinados para restaurantes populares, cozinhas comunitárias, banco de alimentos e hospitais filantrópicos, entre outros.

Conforme o governo, os Centros de Referência em Assistência Social (Cras) e Centros de Referência Especializados de Assistência Social (Creas) poderão disponibilizar os alimentos na forma de cestas básicas diretamente à população vulnerável.

Preços e prazos

O governo informou que o preço de referência para aquisição é o estabelecido pelo Departamento de Economia Rural (Deral), da Secretaria da Agricultura, sem necessidade de disputa pelo menor valor.

Para alimentos orgânicos haverá acréscimo de até 30%. As propostas podem ser apresentadas até às 17h de 27 de abril, e a divulgação dos fornecedores vencedores em cada um dos municípios será feita em 30 de abril, com um dia de prazo de recursos.

Leia mais:  Brasil vai aumentar vigilância para evitar peste suína africana, diz ministério

Na sequência, o projeto final de venda deverá ser assinado pelo presidente da organização e protocolado no núcleo regional correspondente até 5 de maio, para providências de contratação. O início da entrega dos produtos está previsto para ocorrer a partir de 18 de maio.

Sistema de compra direta

A Secretaria da Agricultura e a Companhia de Tecnologia da Informação e Comunicação do Paraná (Celepar) desenvolveram o Sistema Compra Direta Paraná, que possibilita a operacionalização de uma única chamada pública para aquisição de mais de 70 itens e atendimento a todas as entidades beneficiárias.

Segundo o governo, na plataforma será possível registrar todas as etapas do processo, que inclui cadastro dos agricultores, apresentação das propostas de fornecimento por associações e cooperativas da agricultura familiar, classificação das organizações, habilitação e controle da execução de cada um dos contratos.

Comentários Facebook
Continue lendo

Mais Lidas da Semana