conecte-se conosco

Litoral

TJ-PR suspende decisão liminar e mantém restrição de acesso às praias em Guaratuba

Publicado

O Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR) suspendeu, nesta sexta-feira (17), a decisão liminar que liberava o acesso às praias de Guaratuba, no litoral do Paraná. A proibição de circulação de pessoas nesses locais faz parte das determinações de um decreto municipal, publicado no dia 4 de abril.

Na terça-feira (14), o tribunal havia mandado Guaratuba suspender proibição do acesso às praias. Para o desembargador José Maurício Pinto de Almeida, da 2ª Câmara Criminal, a medida “transcendeu a necessidade real do município, impingindo a seus cidadãos coação na liberdade de ir e vir sem qualquer respaldo legal ou científico para tanto”.

A decisão de derrubar a liminar foi proferida pelo desembargador Paulo Edison de Macedo Pacheco. Segundo ele, as medidas restritivas foram tomadas para a prevenção da atual situação de pandemia do novo coronavírus que gera calamidade pública já reconhecida no âmbito nacional.

O Paraná tem 845 casos confirmados de coronavírus e 43 mortes, segundo o boletim divulgado pela Secretaria Estadual da Saúde (Sesa), nesta quinta-feira (16).

Leia mais:  Voluntários levam comida para famílias de pescadores que moram em ilhas no litoral do Paraná

 

O decreto municipal restringe o acesso, o trânsito e a permanência em todas as praias, faixas de areia, calçadões, baías e rios de Guaratuba, para qualquer finalidade, inclusive práticas esportivas.

Segundo o prefeito Roberto Justus (DEM), a medida foi tomada porque houve um aumento no número de pessoas no município, o que poderia prejudicar o combate à Covid-19. O prefeito informou que quem desrespeitar o decreto e for pego na praia será multado em R$ 1 mil.

Comentários Facebook

Litoral

Litoral do Paraná tem queda em ocorrências de pertubação do sossego, furtos e afogamentos

Publicado

Os 20 primeiros dias a operação Verão Consciente no Litoral registraram queda nas ocorrências policiais e no número de afogamentos segundo galanço apresentado pelo secretário da Segurança Pública e coordenador da operação, Romulo Marinho Soares, ao vice-governador do estado, Darci Piana, em Matinhos (Litoral), ontem.

No comparativo com a temporada anterior, a redução foi de 15,6% em casos de perturbação do sossego e de 40,1% em furtos. Na areia, os 91 Postos de Guarda-Vidas do Corpo de Bombeiros registraram queda de 27% dos casos de afogamentos.

ADEQUAÇÃO – Os serviços e atividades voltadas aos veranistas foram readequados para a temporada de verão por conta das medidas de distanciamento social, sem deixar de garantir segurança, saúde e demais serviços públicos para a população nesta época do ano. Policiais, agentes de saúde, profissionais de educação física e outros servidores atuaram juntos para orientar a população a respeitar as medidas sanitárias estabelecidas no Estado.

“Por esses resultados vemos que está sendo possível fazer um Verão Consciente, com segurança, saúde e todos os serviços necessários para que o cidadão paranaense tenha os melhores recursos do Estado à disposição”, disse o secretário Marinho.

Leia mais:  Voluntários levam comida para famílias de pescadores que moram em ilhas no litoral do Paraná

“Nossos policiais foram mais preparados e qualificados para fazer frente à criminalidade e estão fazendo isso com muita eficiência, orientando e conscientizando sobre a importância das medidas de segurança.”, reforçou o subcomandante-Geral da PM, coronel Hudson Leôncio Teixeira.

Comentários Facebook
Continue lendo

Mais Lidas da Semana