conecte-se conosco

Cidades

TCE-PR determina devolução de R$ 3 milhões aos cofres públicos de Palmeira

Publicado

Por RPC Ponta Grossa

O Tribunal de Contas do Estado do Paraná (TCE-PR) determinou a devolução de R$ 3.250.763,87 aos cofres públicos do município de Palmeira, na região dos Campos Gerais do Paraná. A decisão é de maio e foi publicada nesta quarta-feira (19).

Os conselheiros julgaram irregular a prestação de contas de uma parceria entre a prefeitura e o Instituto Confiancce na área da saúde.

Entre as irregularidades apontadas pelo tribunal estão:

  • Ausência de documentos complementares referentes às despesas com pessoal;
  • Falta de comprovação para despesas com custos operacionais e empréstimos;
  • Transferências bancárias sem a identificação da despesa correspondente;
  • Utilização indevida de retenções previdenciárias;
  • Ausência de documentos exigidos por lei;
  • Terceirização irregular de serviços públicos de saúde;
  • Violação a dispositivos da Lei de Responsabilidade Fiscal) e deficiência na fiscalização por parte da administração municipal.

A decisão determina que o valor seja devolvido pela ex-presidente do instituto Clarice Lourenço Theriba, pelo ex-prefeito Altamir Sanson (gestão 2009-2012) e pelo prefeito Edir Havrechaki (gestões 2013-2016 e 2017-2020). Os dois ex-gestores ainda foram multados em R$ 7.254,00 cada.

Leia mais:  Binário no Centro de Ponta Grossa sofre nova alteração

O prefeito recorreu da decisão e, até que o recurso seja julgado, a devolução do dinheiro e as multas ficam suspensas.

O que dizem os citados

Em nota, a prefeitura de Palmeira declarou que a parceria com o Instituto Confiancce for firmada na gestão anterior, em 2011, e foi rompida em 2013 no mandato do atual prefeito Edir Havrechaki. Por isso, de acordo com a nota, não é justo que o prefeito seja penalizado.

G1 não conseguiu contato com o ex-prefeito Altamir Sanson, com a ex-presidente do instituto Clarice Lourenço Theriba, e com o Instituto Confiancce.

Comentários Facebook

Cidades

Prefeito evangélico é alvo de macumba em Mato Grosso

Publicado

O prefeito Jeferson Ferreira Gomes (DEM), de Comodoro, extremo oeste de MT, que é evangélico, foi surpreendido por um “despacho espiritural” no cemitério da cidade. A informação é do site Olhar Direto.

Segundo a publicação, o despacho foi descoberto na primeira quinzena neste mês.

No local havia um papel com nome do prefeito em cruz, garrafa de cachaça e um sapo morto. Tudo junto e misturado. O “trabalho” foi descoberto por uma moradora que visitava o túmulo de parente.

O despacho estava na porta, com terra de cemitério sobre o nome.

Não se sabe por quais motivos, alguém deseja a morte do prefeito, que não comentou o assunto.

Mistério!

Comentários Facebook
Leia mais:  Família de jovem de 18 anos doente faz campanha para doação de medula óssea
Continue lendo

Mais Lidas da Semana