conecte-se conosco

Paraná

Surfista teria sido atacado por pequeno tubarão no litoral do Paraná

Publicado

Um surfista paranaense foi atacado possivelmente por um pequeno tubarão no último domingo (09 de fevereiro) em Guaratuba, no litoral do Paraná. O homem, identificado como Andrei Carrão, estava com amigos do grupo Terça Caver, de Curitiba, e surfava na Praia Brava, do Bairro Nereidas, quando sentiu uma pressão em seu pé.

Segundo Diego Paladini, amigo de Andrei e que estava com ele na hora do ocorrido, a primeira reação do rapaz foi dizer que tinha sido mordido por um siri. “Ele disse que sentiu uma pressão. Não foi só um baque, foi uma pressão, doeu e ele descobriu que estava sangrando”, relata.

Quando ergueu o pé para fora da água, os amigos notaram que havia muito sangue e pediram para que ele saísse do mar. Andrei então deitou no raso e foi seguido pelos colegas. “Não era um cortinho, estava saindo sangue de uma forma que a gente tinha de fazer algo para parar. Bastante pescador e banhista vieram ajudar e os primeiros socorros os salva-vidas fizeram. Nessa situação de limpar (o pé ferido) já notamos que não foi um siri e o próprio salva vida falou que poderia ter sido um tubarão, talvez de brincadeira. O pé está cheio de cortes, são vários cortes. Não era siri”, conta Diego.

Leia mais:  Semana será de extremos no Paraná, que deve fechar com -1º, no sábado

Na sequência Andrei foi levado para um pronto-socorro, onde precisou dar quatro pontos no pé. Na unidade de saúde, os próprios médicos descartaram a possibilidade de ter sido um siri, algum tipo de peixe ou uma raia que causou o ferimento. “Pode ser tubarão. Ninguém falou que é, mas pode ser. Continuamos indo atrás, mandamos (as imagens das feridas) para especialistas que estão dando uma olhada. Acham que é um cação filhote.”

Na hora do ataque, ainda segundo Diego, foi tudo muito rápido. Como Andrei estava próximo de embarcações de pescadores e havia uma movimentação de pássaros na região, a especulação é que o animal poderia tê-lo atacado enquanto buscava alimento. “Ele (animal que atacou) foi lá e pegou por engano. Não tentou estraçalhar, mas chegou a morder. Deve ter achado que era um peixe”.

O surfista atacado, felizmente, passa bem. No final da tarde de hoje, inclusive, irá se reunir com os amigos, como costumam fazer toda terça-feira. “Andamos de skate durante a semana e vamos nos encontrar logo mais. Ele está tranquilo, está ótimo. O pé está em repouso, mas está tudo ótimo. O tubarão mordeu por engano, pediu desculpas e ficou por isso”, brinca.

Leia mais:  Três universidades do Paraná aparecem entre as 50 melhores no THE Latin America University Rankings

Com a repercussão que o caso alcançou nas redes sociais por conta de uma postagem na página Terça Carve, no Instagram, várias pessoas foram até a publicação e comentaram já terem visto a olho nu na mesma região, conhecida como “Praia do Flintstone”, outros tubarões. É raro acontecer ataques com esse tipo de animal no litoral paranaense, mas a possibilidade existe, tendo em vista que todos os anos eles são encontrados nas praias do Paraná.

Comentários Facebook

Paraná

Paraná se aproxima dos 470 mil casos de Covid-19 e mortes já são 8.676

Publicado

A Secretaria de Estado da Saúde divulgou neste domingo (10) 1.625 casos confirmados e 7 mortes em decorrência da infecção causada pelo novo coronavírus. Os dados acumulados do monitoramento da Covid-19 mostram que o Paraná soma 469.538 casos confirmados e 8.676 mortos em decorrência da doença.

Os casos deste informe referem-se à pacientes que estiveram ou estão com a doença entre 24 de outubro de 2020 e 8 de janeiro de 2021. Os casos por data de confirmação do diagnóstico, ou encerramento (fechamento) do caso no sistema estão distribuídos nos meses: janeiro de 2021 são 1.541, os demais de 2020 nos meses de outubro 1, novembro 24 e dezembro 59. O detalhamento completo está no arquivo csv.

INTERNADOS – 1.350 pacientes com diagnóstico confirmado de Covid-19 estão internados. São 1.075 pacientes em leitos SUS (585 em UTI e 490 em leitos clínicos/enfermaria) e 275 em leitos da rede particular (140 em UTI e 135 em leitos clínicos/enfermaria).

Há outros 1.251 pacientes internados, 458 em leitos UTI e 793 em enfermaria, que aguardam resultados de exames. Eles estão em leitos das redes pública e particular e são considerados casos suspeitos de infecção pelo Sars-CoV-2.

Leia mais:  Três universidades do Paraná aparecem entre as 50 melhores no THE Latin America University Rankings

ÓBITOS – A secretaria estadual informa a morte de mais 7 pacientes. São 4 mulheres e 3 homens, com idades que variam de 40 a 90 anos. Os óbitos ocorreram nos dias 8 e 9 de janeiro.

Os pacientes que foram a óbito residiam em: Ponta Grossa (3), Arapongas (2). A Sesa registra ainda a morte de uma pessoa que morava em cada um dos seguintes municípios: Ampére e Santa Mariana.

FORA DO PARANÁ – O monitoramento da Sesa registra 3.741 casos de residentes de fora, 73 pessoas foram a óbito.

Comentários Facebook
Continue lendo

Mais Lidas da Semana