conecte-se conosco

Norte do Estado

Prefeito de Rolândia, esposa, ex-secretária de Saúde e ex-procurador do município são denunciados pelo MP por improbidade administrativa

Publicado

Por G1 PR

O prefeito de Rolândia, no norte do Paraná, Luiz Francisconi Neto (PSDB), a mulher dele, Nilza Xavier de Oliveira Francisconi, a ex-secretária de Saúde e o ex-procurador jurídico do município foram denunciados pelo Ministério Público do Paraná (MP-PR) por improbidade administrativa.

Segundo o Grupo Especializado na Proteção ao Patrimônio Público e no Combate à Improbidade Administrativa (Gepatria), há indícios de ilegalidades na contratação de empresas terceirizadas prestadoras de serviços médicos e pagamentos indevidos por serviços não realizados pela esposa do prefeito, que é médica concursada do município.

A promotoria detalhou na ação que o prefeito Luiz Francisconi Neto autorizou, ilicitamente, o pagamento de plantões realizados aos sábados pela esposa na unidade de pronto atendimento, mesmo a médica não constando nas escalas de plantões na unidade, e o pagamento de salários à esposa mesmo ela não cumprindo totalmente a carga horária de 40 horas semanais.

“Não era possível realizar o controle dos horários da requerida Nilza Xavier de Oliveira Francisconi no Pronto Atendimento – uma vez que não havia carga horária estipulada para que a médica cumprisse, em total descompasso com o que ocorria com os demais médicos (…) Prestava o serviço médico de forma arbitrária, sem controle, devido à sua condição de esposa do prefeito”, diz um trecho da denúncia.

Leia mais:  Jovem morre após acidente com moto em Cambé; polícia diz que garota estava sem capacete

O MP-PR pede que bens dos quatro denunciados sejam bloqueados até que a ação seja julgada.

Quanto a Nilza Francisconi, o pedido é que sejam bloqueados R$ 1.084.816,95 em bens que possam estar no nome dela. O MP pede que da ex-secretária de Saúde sejam bloqueados R$ 650.890,17, do ex-procurador jurídico R$ 179.005,41 e do prefeito R$ 507.610,92.

O prefeito Luiz Francisconi Neto disse que ainda não teve acesso à integra da ação, mas que já mostrou, com documentos, que nunca houve pagamento a profissionais de saúde por serviços não realizados. Francisconi Neto reforçou que não houve irregularidades.

A assessoria da Prefeitura de Rolândia informou que a secretária de saúde e o procurador jurídico do município foram exonerados dos cargos em setembro de 2018.

G1 não conseguiu localizar as defesas dos demais envolvidos na ação.

Comentários Facebook

Norte do Estado

Arapongas:Motociclista perde a vida após acidente na PR-444

Publicado

Um motociclista de 47 anos morreu após um acidente na tarde deste sábado (4) na PR-444 em Arapongas. Socorristas do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência, Samu e da Viapar foram chamados por volta das 16h15, mas o homem não resistiu aos ferimentos.

Conforme testemunhas, a princípio, o motociclista que seria morador de Arapongas estava no Km1 quando teria desviado de um carro, porém atingiu um tambor que estava na rodovia, uma placa de sinalização, depois

caiu na canaleta, batendo a cabeça.

O local do acidente está em obras, tem uma faixa interditada, o tráfego segue em pista simples e foi instalado algumas lombadas pra controlar a velocidade.

As causas do acidente serão apuradas. O nome da vítima ainda não foi revelado.

Comentários Facebook
Leia mais:  Justiça manda exonerar 5 dos 6 secretários de Nova Aliança do Ivaí por parentesco com vereadores
Continue lendo

Mais Lidas da Semana