conecte-se conosco

Curitiba

Polícia procura serial killer em Curitiba: homem é investigado por 6 homicídios

Publicado

Um serial killer, suspeito de cometer pelo menos 6 homicídios nos últimos 13 anos, é procurado pela PCPR (Polícia Civil do Paraná), em Curitiba.
Nesta terça-feira (28), a operação para encontrar o serial killer foi deflagrada pela DHPP (Delegacia de Homicídio e Proteção à Pessoa).

De acordo com o delegado Tito Livio Barichello, 1 mandado de prisão temporária e 2 de busca e apreensão foram  expedidos contra o homem.

Conforme as investigações, os homicídios em série cometidos pelo homem têm relação com o tráfico de drogas na Capital

“A operação tem como escopo prender esse serial killer. Em regra, os crimes tem relação com o tráfico de drogas, mas ele é importante frisar que ele é matador profissional“, disse Barichello ao Paraná Portal.

Até o fechamento dessa matéria, o serial killer ainda não tinha sido preso em Curitiba.

APÓS MATAR COLEGA, HOMEM FOGE COM A BICICLETA DA VÍTIMA

O homem, sem identidade divulgada para não atrapalhar as investigações, é suspeito de, pelo menos, 6 homicídios. Ele é considerado de alta periculosidade.

Leia mais:  Passeio gratuito em família! Mananciais da Serra abrem todos os finais de semana em janeiro

O mandado de prisão temporária expedido é sobre um crime que aconteceu no dia três de janeiro de 2020, no bairro Cajuru, em Curitiba. Na ocasião, o homem assassinou um amigo a tiros em plena luz do dia.

 

Após atirar na cabeça do colega, o matador profissional fugiu com a bicicleta e jaqueta da vítima.

Mandado de prisão temporária expedido contra o serial killer é sobre o crime cometido no bairro Cajuru, em Curitiba (Reprodução/PCPR)

ALÉM DE HOMICÍDIOS EM CURITIBA, SERIAL KILLER É INVESTIGADO POR ASSOCIAÇÃO CRIMINOSA

Além do crime no bairro Cajuru no início de 2020, o matador profissional coleciona investigações:

  • 2007: investigado por homicídio;
  • 2007: investigado por tentativa de homicídio, vítima foi alvo de cinco disparos;
  • 2008: investigado por associação criminosa;
  • 2008: investigado por tráfico de drogas;
  • 2010: investigado por homicídio;
  • 2013: investigado por homicídio;
  • 2019: investigado por porte de arma de fogo, segundo B.O estava indo para Joinville matar uma pessoa;

Além desses registros, o serial killer é investigado em outros três homicídios.

Comentários Facebook

Curitiba

Covid-19: remessa comCovid-19: remessa com 65,5 mil vacinas para crianças chega ao Paraná 65,5 mil vacinas para crianças chega ao Paraná

Publicado

A Sesa (Secretaria de Estado da Saúde do Paraná) recebeu na madrugada desta terça-feira (18) mais 65.500 vacinas da Pfizer/BioNTech para crianças, de 5 a 11 anos, contra a Covid-19.

Esta é a segunda remessa direcionadA Sesa (Secretaria de Estado da Saúde do Paraná) recebeu na madrugada desta terça-feira (18) mais 65.500 vacinas da Pfizer/BioNTech para crianças, de 5 a 11 anos, contra a Covid-19.

Esta é a segunda remessa direcionada ao público infantil e faz parte do 78º Informe Técnico do governo federal. O documento orienta os municípios a vacinarem seguindo a ordem de prioridades, começando pelas crianças com comorbidades e deficiências permanentes.a ao público infantil e faz parte do 78º Informe Técnico do governo federal. O documento orienta os municípios a vacinarem seguindo a ordem de prioridades, começando pelas crianças com comorbidades e deficiências permanentes.

As vacinas destinadas às crianças chegaram ao Aeroporto Internacional Afonso Pena, em São José dos Pinhais, às 23h10, e nos próximos dias serão distribuídas para as 22 Regionais de Saúde do Paraná.

Leia mais:  Passeio gratuito em família! Mananciais da Serra abrem todos os finais de semana em janeiro

“Estamos só no começo ainda na vacinação deste novo público. Receberemos e vamos distribuir muitos lotes como este, para que, desta forma, consigamos atingir as mais de 1 milhão de crianças do Estado. Estou confiante de que, assim como foi com os adolescentes, teremos bastante comparecimento aos postos de vacinação”, disse o secretário de Estado da Saúde, Beto Preto.

A imunização das crianças depende de consentimento dos pais ou responsáveis. Caso eles não estejam presentes no momento da vacinação, é necessário entregar uma autorização por escrito.

Comentários Facebook
Continue lendo

Mais Lidas da Semana