conecte-se conosco

Geral

Nova série brasileira da Netflix, “Samantha!” satiriza o vale tudo pela fama

Publicado

Emanuelle Araújo em cena de “Samantha!”, que estreia na Netflix nesta sexta-feira (6)

Com o Brasil como um de seus principais polos de consumo, a Netflix compreensivelmente resolveu  apostar maciçamente na produção de conteúdo brasileiro e o momento é empolgante para os artistas e fãs de séries nacionais. Depois de “3%” e “O Mecanismo”, “Samantha!” chega à plataforma de streaming nesta sexta-feira (6).

A série acompanha a história de uma ex-celebridade mirim dos anos 80 que tenta de tudo para voltar ao estrelato, enquanto seu marido, uma ex-estrela do futebol, volta para casa depois de passar mais de uma década na prisão. “Samantha!” se esmera no formato de sitcom e é constituída por sete episódios nessa primeira temporada.

Criada e produzida por Felipe Braga , Rita Moraes e Alice Braga, que faz uma participação pequena, a série investe na característica mais marcante das produções originais da Netflix, seu DNA global. O que pode parecer uma vantagem causa estranheza no episódio piloto que parece espremido por tantas referências e demandas criativas e comerciais.

Bronca no sofá: Douglas Silva, Sabrina Nonato e Cauã Gonçalves em Samantha!Há a preocupação de mostrar diversidade e tolerância às diferenças, mas se a série assume um escopo progressista e liberal no discurso, narrativamente se arranja de maneira conservadora. O humor tem pouco oxigênio nesse primeiro episódio, com exceção feita às cenas de Daniel Furlan, que faz o empresário canastrão da protagonista.

Aos poucos o humor vai sendo mais bem azeitado à maneira que os roteiristas estabelecem os parâmetros para sátiras mais bem urdidas, ainda que em sua maioria óbvias. É no quarto episódio, o melhor da 1ª temporada, que o programa parece dizer realmente a que veio.

Leia mais:  Governo lança programa de fomento a hortas nas escolas

É quando a personagem Layla (Lorena Comparato), uma digital influencer, é introduzida. A relação dela com Samantha ( Emanuelle Araújo ) é o grande acerto, do ponto de vista dramático, da série.

A trama e os personagens de “Samantha!”

Cartaz original de Samantha!

A cada episódio, a série mostra uma maneira criativa, e um tanto cara de pau, de Samantha tentar se acomodar na fama novamente. A primeira tentativa é bancar o casal com Dodói (Douglas Silva), ex-jogador do Flamengo que sai da prisão disposto a reconquistar seu espaço no convívio familiar. Samantha é resistente a princípio, mas acaba percebendo na dinâmica de casal uma maneira de se manter na mídia.

Reality shows como o musical “The Voice” ou o familiar “The Kardashians” são satirizados em meio às tentativas de Samantha de reencontrar seu status de celebridade.

A dinâmica familiar, que ainda conta com as crianças Cindy (Sabrina Nonato) e Brandon (Cauã Gonçalves) funciona e por vezes lembra a de comédias americanas como “My Wife and Kids”, “According to Jim” e congêneres.

Conforme a trama avança, o humor de “Samantha!” vai ficando mais encorpado e a série começa a exibir tons de drama. A fruição de gêneros a deixa mais bem resolvida e, ainda que o desfecho seja previsível, a maneira como se dá o enobrece. O gancho para o segundo ano é oportuno e compatível com a verdade da personagem e acena tanto para uma realidade, como para uma sátira, mais aguda e intransigente.

 

 

 

Fonte: IG

 

Comentários Facebook

Geral

Eleições 2022: Ratinho Junior anuncia primeiras mudanças no secretariado

Publicado

Arquivo/Rodrigo Félix Leal/AEn

O governador do Paraná, Ratinho Junior (PSD), anunciou nesta quarta-feira (12) as primeiras mudanças no secretariado de olho nas Eleições de 2022. As trocas serão efetivadas na próxima segunda-feira (17).

O atual secretário-chefe da Casa Civil, Guto Silva (PSD), deixará o cargo para retomar o mandato como deputado estadual. Ele deve se lançar candidato à reeleição, ou concorrer à Câmara dos Deputados ou Senado Federal.

O posto dele será ocupado pelo atual secretário João Carlos Ortega, que chefiava a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Urbano e de Obras Públicas. A pasta agora será conduzida pelo ex-prefeito de Pato Branco Augustinho Zucchi (Podemos).

Outra mudança é na Chefia de Gabinete, que passará a ser conduzida pelo ex-presidente da AMP (Associação dos Municípios do Paraná) Darlan Scalco (PSDB). O atual chefe, Daniel Villas Bôas, assume a Superintendência de Relações Institucionais.

Sem mencionar as Eleições 2022, o governador Ratinho Junior afirmou que o objetivo das mudanças é reforçar o atendimento aos municípios e fortalecer o diálogo com o terceiro setor, o empresariado e com os outros órgãos.

Leia mais:  BNDES discute devolução antecipada de empréstimos do Tesouro

“Tenho plena confiança em cada pessoa que assume esses cargos. Fizeram excelentes trabalhos em seus postos anteriores”, disse ele, por meio da Agência Estadual de Notícias.

Outras mudanças são esperadas nas próximas semanas. O prazo limite para que os futuros candidatos às Eleições 2022 se afastem de cargos públicos é dia 1º de abril, seis meses antes do pleito.

Na lista de futuros candidatos estão os também secretários estaduais Ney Leprevost (Justiça e Família), Sandro Alex (Infraestrutura e Logística) e Beto Preto (Saúde).

 

 

Comentários Facebook
Continue lendo

Mais Lidas da Semana