conecte-se conosco

Paraná

Na contramão da economia, setores essenciais aceleram contratações no Paraná

Publicado

Enquanto a maioria dos setores vive o medo do desemprego no meio à crise causada pela pandemia do novo coronavírus, empresas dos setores essenciais, como supermercados, hospitais, prefeituras e farmácias, vão na contramão do resto da economia, contratam e com pressa. Todo o processo de contratação é digital, exatamente para cumprir os protocolos para evitar a contaminação.

Juntas, as redes Carrefour, GPA e Big devem contratar mais de 11 mil pessoas – entre vagas temporárias e efetivas. Só o Carrefour abriu 5 mil postos em todo o País, temporários e efetivos. A rede informou que as vagas são em todas as cidades onde tem operação. Em São Paulo, as vagas estão concentradas na capital, ABC Paulista, Baixada Santista, Campinas e Ribeirão Preto Haverá seleção também para os municípios de Manaus (Amazonas), Distrito Federal (Brasília), Goiânia (Goiás), Rio de Janeiro (Rio de Janeiro), Belo Horizonte (Minas Gerais), Porto Alegre (Rio Grande do Sul) e Curitiba (Paraná). Segundo a varejista, a necessidade de contratações ocorre pela maior busca por itens de alimentação, artigos de higiene e limpeza. A intenção é reforçar as equipes de atendimento.

O Big é outra rede que vai reforçar a equipe. A empresa abriu mais de 500 vagas, desde operador de caixa a repositor, para as unidades e centros de distribuição, com processo seletivo digital. Em Curitiba, são 64 vagas. O Angeloni, que também lojas em Curitiba, abriu 51 vagas de emprego no Paraná e Santa Catarina, desde operadores de caixa até açougueiros. O Festval de Curitiba está contratando também. São 25 vagas para diversos setores. O Supermercado Condor tem 25 vagas abertas há 15 dias.

Para reforçar o time durante o período de maior procura nas lojas físicas, de bandeiras como Extra e Pão de Açúcar, e nos canais online, o GPA fez o cadastro de currículos para seleção de mais de 5 mil temporários. Eles vão trabalhar por 30 dias, que podem ser prorrogados.

Leia mais:  Receita apreende mais de meia tonelada de cocaína escondida em contêiner no Porto de Paranaguá

Farmácias- A Droga Raia tem abriu 23 vagas para diversas lojas do Paraná e 12 somente em Curitiba. As farmácias Nissei tem sete vagas em Curitiba, todas abertas há menos de três semanas. Apenas no Linkedin, rede social que une quem procura empregos e empresas, há 211 vagas para médicos somente Curitiba.

Prefeituras do Paraná contratam profissionais de saúde

A Secretaria de Administração e de Gestão de Pessoal da Prefeitura de Curitiba encerrou ontem as inscrições para  contratatação emergencial de 358 profissionais de saúde, pelo processo seletivo simplificado (PSS).  Nesta etapa, serão contratados 140 enfermeiros e 218 técnicos de enfermagem em saúde pública. Todos devem ter registro no Conselho Regional de Enfermagem do Paraná (Coren-PR). Hoje será publicada a classificação provisória. Os participantes do PSS poderão entrar com recurso on-line e a classificação final será divulgada no dia 31/3. A expectativa de convocação para a entrega da documentação e contratação dos profissionais de saúde é dia 1º de abril. Os profissionais de saúde deste PSS serão contratados temporariamente, por três meses, período que poderá ser prorrogado uma única vez por mais três meses.

A Prefeitura de Londrina abriu as inscrições para a Chamada Pública nº 001/2020, por meio da qual serão contratados, temporariamente, médicos plantonistas (clínico geral e pediatra) e auxiliares de enfermagem. Eles deverão atuar, prioritariamente, nas unidades que estão funcionando exclusivamente para atender pacientes com sinais e suspeita da doença. As contratações serão feitas conforme a necessidade do Município. Segundo a diretora de Gestão do Trabalho e Educação em Saúde, da Secretaria Municipal de Saúde, Eliane Sandra, a previsão é que os médicos plantonistas comecem a atuar na rede municipal o mais rápido possível, após o término do período da chamada pública. “O contrato temporário será de 30 dias, prorrogável por igual período, conforme o acompanhamento dos serviços e das necessidades”, disse.Os profissionais trabalharão em escala de plantões, com carga horária semanal que varia de 24h a 30h. Já a remuneração total está fixada de R$ 2.385,24 a R$ 9.892,01 .

Leia mais:  Policiais civis do PR não vão parar, mas não trabalharão além da carga de 40 horas semanais

O público pode acessar o conteúdo completo do edital no sistema online da Saúde, pelo endereço https://www.londrina.pr.gov.br/chamada-publica .  Neste espaço também está disponível o formulário de inscrição. O prazo termina ás  12h do dia 30 de março.

A Prefeitura de Londrina já autorizou a contratação de  497 profissionais, entre médicos, enfermeiros, auxiliares de enfermagem e técnicos de laboratório. Um grupo de 72 médicos, já em fase de contratação, deve começar a trabalhar na rede municipal a partir do início de abril.

A Prefeitura de Maringá vai contratar 200 profissionais de Saúde para ajudar no combate à Covid-19. As novas vagas para ingresso na Secretaria de Saúde tem foco em médicos, enfermeiros e técnicos em enfermagem.  O município não informou uma data para publicação do edital do processo seletivo e quais serão os salários. O documento poderá ser publicado nos próximos dias.

EBSERH anuncia 6 mil vagas e Hospital de Clínicas do PR está incluído

Como medida de prevenção e combate à pandemia da COVID-19 Ministério da Educação – MEC anunciou a abertura de 6 mil vagas na temporárias EBSERH.

Em seu site, a EBSERH confirmou que a aprovação do Ministério da Economia e acrescentou que as contratações serão para 40 hospitais da rede, o que inclui o Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Paraná (UFPR), em Curitiba.  As regiões, porém, ainda não foram reveladas. O concurso será realizado por meio de edital de chamamento público, que deverá ser publicado até sexta (3).

Comentários Facebook

Paraná

Paraná se aproxima dos 470 mil casos de Covid-19 e mortes já são 8.676

Publicado

A Secretaria de Estado da Saúde divulgou neste domingo (10) 1.625 casos confirmados e 7 mortes em decorrência da infecção causada pelo novo coronavírus. Os dados acumulados do monitoramento da Covid-19 mostram que o Paraná soma 469.538 casos confirmados e 8.676 mortos em decorrência da doença.

Os casos deste informe referem-se à pacientes que estiveram ou estão com a doença entre 24 de outubro de 2020 e 8 de janeiro de 2021. Os casos por data de confirmação do diagnóstico, ou encerramento (fechamento) do caso no sistema estão distribuídos nos meses: janeiro de 2021 são 1.541, os demais de 2020 nos meses de outubro 1, novembro 24 e dezembro 59. O detalhamento completo está no arquivo csv.

INTERNADOS – 1.350 pacientes com diagnóstico confirmado de Covid-19 estão internados. São 1.075 pacientes em leitos SUS (585 em UTI e 490 em leitos clínicos/enfermaria) e 275 em leitos da rede particular (140 em UTI e 135 em leitos clínicos/enfermaria).

Há outros 1.251 pacientes internados, 458 em leitos UTI e 793 em enfermaria, que aguardam resultados de exames. Eles estão em leitos das redes pública e particular e são considerados casos suspeitos de infecção pelo Sars-CoV-2.

Leia mais:  Cresce número de migrantes e refugiados que buscam recomeço no Paraná

ÓBITOS – A secretaria estadual informa a morte de mais 7 pacientes. São 4 mulheres e 3 homens, com idades que variam de 40 a 90 anos. Os óbitos ocorreram nos dias 8 e 9 de janeiro.

Os pacientes que foram a óbito residiam em: Ponta Grossa (3), Arapongas (2). A Sesa registra ainda a morte de uma pessoa que morava em cada um dos seguintes municípios: Ampére e Santa Mariana.

FORA DO PARANÁ – O monitoramento da Sesa registra 3.741 casos de residentes de fora, 73 pessoas foram a óbito.

Comentários Facebook
Continue lendo

Mais Lidas da Semana