conecte-se conosco

Norte do Estado

Homem suspeito de importunação sexual contra freira ficará preso preventivamente

Publicado

G1 PR

A Justiça decretou a prisão preventiva do homem suspeito de importunação sexual contra uma freira durante uma viagem de ônibus, na noite de quarta-feira (10).

O juiz Délcio Miranda da Rocha entendeu, na audiência de custódia realizada nesta quinta-feira (11), que nenhuma medida cautelar seria eficaz para evitar o cometimento de um novo delito pelo suspeito.

Segundo a vítima, o homem, de 47 anos, tocou várias vezes nela ao longo da viagem de Presidente Prudente, no interior de São Paulo, a Londrina.

Em depoimento à polícia, a freira contou que estava em um assento exclusivo para mulheres, mas mesmo assim o suspeito trocou de lugar dentro do ônibus para sentar ao lado dela. Durante a viagem, ele tentou tirar os sapatos e tocou na coxa dela.

Outros passageiros notaram a importunação e ligaram para a polícia, que prendeu o homem em flagrante assim que o ônibus chegou à rodoviária de Londrina.

Em depoimento à polícia, o suspeito afirmou que não assediou a mulher. O homem alegou que encostou na coxa dela para chamar a atenção da freira e pedir uma oração.

Leia mais:  MP denuncia homem pela morte da adolescente Jeniffer Tavares, em Maringá

Ainda na audiência de custódia, o suspeito, que é de São Paulo, disse foi preso preventivamente por violência doméstica e que já respondeu judicialmente por disparo de arma de fogo.

A empresa de ônibus afirmou em nota que lamenta o ocorrido e reforça que repudia qualquer tipo de assédio e violência contra a mulher, oferecendo o serviço de poltronas exclusivas para as mulheres poderem viajar somente ao lado de outra mulher. A empresa informou ainda que está prestando todos os esclarecimentos para a resolução do caso.

Comentários Facebook

Norte do Estado

Duplicação de Londrina a Mauá da Serra terá investimento de R$ 148 milhões

Publicado

Duplicação de Londrina a Mauá da Serra terá investimento de R$ 148 milhões

O Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER/PR) divulgou nesta segunda-feira (22) o resultado final da licitação para duplicar a PR-445 entre Mauá da Serra e o distrito de Lerroville, de Londrina, na região Norte. O consórcio DT PR 445, composto pelas empresas Dp Barros Pavimentação e Construção Ltda. e Tríade Pavimentações S.A., foi declarado vencedor por ter feito a proposta de preço mais vantajosa à administração pública, de R$ 148.032.561,17, e por ter toda a sua documentação habilitada. As demais participantes têm cinco dias úteis, até as 18h do dia 26 de novembro, para protocolarem recursos quanto ao resultado da licitação, seguido por outros cinco dias para contrarrazões, caso algum recurso seja interposto. Na sequência será publicada a homologação do resultado e adjudicação da realização da obra à vencedora, seguidas por trâmites internos para assinatura do contrato. Estão previstas a duplicação de 27,07 quilômetros da PR-445, implantação de um viaduto no acesso ao município de Tamarana, vias marginais entre Tamarana e Lerroville, uma rótula no acesso para Lerroville, pontes sobre os rios Santa Cruz e Apucaraninha, onze retornos em nível, a correção da geometria em sete curvas consideradas críticas, e restauração da pista existente. A pista nova terá duas faixas de rolamento de 3,60 m cada, em sentido único, e acostamento externo de 2,50 m, separada da pista atual por um canteiro central de 7 m a 9 m de largura e faixa de segurança de 60 centímetros de cada lado, na maior parte do trecho. No local onde não será possível o canteiro, as pistas serão separadas por barreira rígida de concreto New Jersey, com faixa de segurança interna de 1 metro de largura em cada lado. O prazo para concluir a obra é de 18 meses após assinatura do contrato e emissão da ordem de serviço. Serão beneficiados diretamente os mais de 25 mil habitantes de Mauá da Serra e Tamarana, além de todo o tráfego de veículos entre Londrina e Curitiba, ou entre Londrina e Paranaguá.

Leia mais:  Polícia pede o arquivamento do processo sobre o caso da mulher encontrada morta em prédio de Londrina

Comentários Facebook
Continue lendo

Mais Lidas da Semana