conecte-se conosco

Paraná

Greve geral na sexta deve ter a adesão de mais de 30 categorias no PR.

Publicado

Bem Paraná - Ana Ehlert

Trabalhadores de pelo menos 31 categorias prometem cruzar os braços nesta sexta-feira (14) no Paraná, em adesão à greve geral chamada pelas centrais sindicais. O movimento é em protesto aos cortes de orçamento destinados à Educação e a Reforma da Previdência. Mas também têm outras pautas, como o pagamento da data base e a valorização das categorias.

Porém, o número ainda pode subir. Motoristas e cobradores ainda devem decidir se aderem ou não ao movimento, assim como os caminhoneiros autônomos, que estariam divididos sobre participar deste dia de greve geral. Entre as entidades que já declararam a adesão estão servidores públicos da esfera municipal, estadual e federal, de áreas diversas, como a educação, saúde e segurança pública.

Os metalúgicos também devem participar e anunciam que serão realizadas cinco carreatas “gigantescas” no dia da manifestação geral. A informação é do Comitê Unificado da Greve Geral no Paraná. Os bancários decidiram, na noite de ontem, que irão participar da paralisação.

O Sindicato dos Servidores do Magistério Municipal de Curitiba (Sismac) e o Sindicato dos Servidores Municipais de Curitiba (Sismuc), em assembleia conjunta realizada no dia 6 de junho, definiram pela participação. Eles somam mais de 20 mil trabalhadores. “A Reforma da Previdência é desumana e tem como objetivo acabar com a aposentadoria dos trabalhadores, e privilegiando alguns setores”, diz o texto de convocação de adesão ao movimento.

Leia mais:  Copel é eleita a melhor distribuidora do Brasil pelos consumidores

A pauta do dia de greve geral acabou incluindo outras demandas, como a dos servidores estaduais, que no momento reivindicam a data base das categorias, além da aposentadoria. A geração de emprego também é uma dos motes do protesto, já que o País vem patinando nesta setor nos últimos anos. Hoje seriam mais de 12 milhões de desempregados no Brasil.

Categorias confirmadas

• SMC: Metalúrgicos da Grande Curitiba
• SISMAC: Escolas
• SISMUC: CMEIS, Escolas e quadro geral dos servidores da prefeitura de Curitiba.
• SIFAR: Quadro geral das servidoras e servidores de Araucária
• SISMMAR: Magistério Municipal de Araucária
• APUFPR – SSIND- Trabalhadoras/es da UFPR
• Bancárias/os
• SINDIPETRO: Petroleiras/os
• SINJUTRA: Servidoras/es Públicos Federais da Justiça do Trabalho.
• SINDTEST: Sindicato dos Trabalhadores em Educação das Instituições Federais de Ensino Superior no estado do Paraná
• SINSEP: Sindicato dos Servidores Públicos de São José dos Pinhais

As seguintes entidades que compoem o FES- Fórum das Entidades Sindicais definiram aderir a greve geral convocada pelas centrais sindicais contra a reforma da Previdência e ainda em defesa da data-base:

Leia mais:  Paraná lidera ranking nacional de violência contra idosos

• Educação Básica – escolas e colégios estaduais: APP-Sindicato.
• Instituições Estaduais de Ensino Superior – IEES – Universidades estaduais: Assuel (Londrina) Sindiprol/Aduel (Londrina) Sinteemar e Sesduem (Maringá) Sinteoeste e Adunioeste (Cascavel) Sintespo (Ponta Grossa) Sintesu (Guarapuava) Unespar (7 universidades)
• Saúde SindiSaúde-PR.
• Meio Ambiente e Agricultura: SindiSeab
• Segurança Pública:
– Apra (polícia militar);
– Sindespol (escrivães);
– Sipol (investigadores);
– UPCB Bombeiros (bombeiros militares);
– Sindarspen (agentes penitenciários);
– Sinssp-PR ([email protected][email protected] administrativos);
– Sindespol (polícia militar);
– Sinclapol (polícia Civil);
– Adepol (associação de delegados)
• Sinpoapar- Peritos
• Assofepar, AVM e Amai (associações de militares)
• Estradas e Rodagem: Sinder
• Detran: SinDetran
• Servidores do Judiciário: Sindijus-PR (Judiciário)
• SindiMP-PR (Ministério Público)

Fonte: Comitê Unificado da Greve Geral no Paraná

Comentários Facebook

Paraná

Paraná se aproxima dos 470 mil casos de Covid-19 e mortes já são 8.676

Publicado

A Secretaria de Estado da Saúde divulgou neste domingo (10) 1.625 casos confirmados e 7 mortes em decorrência da infecção causada pelo novo coronavírus. Os dados acumulados do monitoramento da Covid-19 mostram que o Paraná soma 469.538 casos confirmados e 8.676 mortos em decorrência da doença.

Os casos deste informe referem-se à pacientes que estiveram ou estão com a doença entre 24 de outubro de 2020 e 8 de janeiro de 2021. Os casos por data de confirmação do diagnóstico, ou encerramento (fechamento) do caso no sistema estão distribuídos nos meses: janeiro de 2021 são 1.541, os demais de 2020 nos meses de outubro 1, novembro 24 e dezembro 59. O detalhamento completo está no arquivo csv.

INTERNADOS – 1.350 pacientes com diagnóstico confirmado de Covid-19 estão internados. São 1.075 pacientes em leitos SUS (585 em UTI e 490 em leitos clínicos/enfermaria) e 275 em leitos da rede particular (140 em UTI e 135 em leitos clínicos/enfermaria).

Há outros 1.251 pacientes internados, 458 em leitos UTI e 793 em enfermaria, que aguardam resultados de exames. Eles estão em leitos das redes pública e particular e são considerados casos suspeitos de infecção pelo Sars-CoV-2.

Leia mais:  Copel é eleita a melhor distribuidora do Brasil pelos consumidores

ÓBITOS – A secretaria estadual informa a morte de mais 7 pacientes. São 4 mulheres e 3 homens, com idades que variam de 40 a 90 anos. Os óbitos ocorreram nos dias 8 e 9 de janeiro.

Os pacientes que foram a óbito residiam em: Ponta Grossa (3), Arapongas (2). A Sesa registra ainda a morte de uma pessoa que morava em cada um dos seguintes municípios: Ampére e Santa Mariana.

FORA DO PARANÁ – O monitoramento da Sesa registra 3.741 casos de residentes de fora, 73 pessoas foram a óbito.

Comentários Facebook
Continue lendo

Mais Lidas da Semana