conecte-se conosco

Curitiba

Em Curitiba, escola de inglês fecha as portas e deixa centenas de alunos no prejuízo

Publicado

Alunos e funcionários do InstitutoBuchman de Curitiba se reuniram em frente ao prédio da escola de idiomas, no bairro Água Verde, nesta sexta-feira (17) para protestar contra os danos financeiros causados pelo fechamento sem aviso prévio do local.

Enquanto vários estudantespagaram por cursos que agora não existem mais, os professores também estão sem receber seus salários. O Instituto Buchman avisou sobre a decisão de encerrar as atividades por falta de fluxo financeiro nesta quinta-feira (16), por e-mail.

Um grupo formado no Facebook para colocar em contato todos osestudantes prejudicados já reuniu mais de 250 pessoas. Juntos, os participantes elaboraram uma planilha e calcularam até o momento mais de R$ 107 mil de prejuízo coletivo.

Vanessa Werner conta que escolheu o Instituto Buchmanporque havia ouvido falar que o método de ensino era muito bom e mesmo se tratando de uma escola onde os preços são considerados altos, ela decidiu que o investimento valia a pena. “Eu paguei a vista R$ 2.148 em fevereiro para fazer um curso de 70h. A aula começou em março, a primeira foi presencial, mas logo veio o decreto de distanciamento social e passamos a ter aulas online”, explica.

Leia mais:  Câmara vota com urgência projeto pra salvar transporte coletivo de Curitiba na pandemia

No entanto, o susto foi grande quando ela e os colegas receberam um e-mail dos professores que avisava sobre a situação:

“Eu assisti 20h só. Aí, soubemos pelos professores. Não houve qualquer contato da administração ou dos donos da Buchmann para avisar os alunos do fechamento”, completa.

Professores sem salário

Na mensagem, assinada por cerca de 30 docentes, eles contam que seus salários referentes ao mês de março ainda não foram pagos e que após inúmeras tentativas de obter uma resposta do departamento financeiro, finalmente, nesta quinta-feira (16), receberam um e-mail da instituição.

Comentários Facebook

Curitiba

VÍDEO: Ônibus com 37 pessoas perde o freio na serra entre Curitiba e Joinville

Publicado

Um ônibus de viagem que fazia o trajeto Belém (PA) – Florianópolis (SC) perdeu os freios enquanto trafegava na rodovia BR-376 na madrugada da Última quarta-feira, 6. O veículo ocupado por 37 passageiros, sendo oito crianças, atingiu 118 km/h e só parou depois de entrar na área de escape do quilômetro 671,7, em Guaratuba (PR). Ninguém se feriu.

De acordo com a Arteris Litoral Sul, concessionária do trecho, o ônibus entrou 115 metros na área de escape por volta da 1h45. O condutor relatou às equipes que não conseguiu mais utilizar os freios dois quilômetros antes da área e, como ele já conhecia o dispositivo, direcionou o ônibus para entrada.

O motorista e os passageiros foram transportados até um posto de apoio para seguirem viagem com suporte da empresa responsável.

Segundo a concessionária, essa foi a sexta vez que um ônibus usou a área de escape, inaugurada em agosto de 2011. Neste período ela foi utilizada por 257 veículos pesados, ajudando a salvar 376 vidas.

Leia mais:  Câmara de Curitiba finaliza 2019 destinando R$ 22 milhões para Saúde

Comentários Facebook
Continue lendo

Mais Lidas da Semana