conecte-se conosco

Curitiba

Em 12 horas, Resgate Social recolheu 482 pessoas em situação de rua

Publicado

SMCS

A Prefeitura está preparada para atender as pessoas em situação de rua neste fim de semana, quando Curitiba deverá registrar a temperatura mais baixa do ano até o momento, – 2ºC. Desde a noite desta sexta-feira (5/7) até a manhã de domingo (7/7), a Fundação de Ação Social (FAS) intensificará o serviço de abordagem social para oferecer abrigo nas unidades do município.

Desde as 18h desta quinta-feira (4/7) até as 6h desta sexta-feira (5/7), a FAS atendeu 482 pessoas em situação de rua. A maioria delas, 405, buscou acolhimento espontaneamente.

No mesmo período, as equipes fizeram 190 abordagens sociais e 107 pessoas recusaram atendimento. Depois de conversar com as equipes, duas pessoas resolveram voltar para suas famílias e uma foi encaminhada para uma unidade de pronto-atendimento por estar com problemas de saúde.

O trabalho das equipes vai das 18h às 23h. São 14 equipes – com 27 educadores sociais e 14 funcionários de apoio – percorrendo toda a cidade para oferecer atendimento às pessoas que queiram ser abrigadas durante a madrugada, quando o frio será ainda mais intenso. Nos demais horários, o trabalho seguirá o cronograma da Central de Encaminhamento Social 24 horas.

Leia mais:  Após um mês na UTI com coronavírus e muitas incertezas, taxista de Curitiba vai ter alta

A medida faz parte da Ação Inverno – Curitiba que Acolhe, que amplia o atendimento todas as noites em que a temperatura for igual ou menor a 9ºC.

“Estamos estendendo o horário de abordagem social e trabalhando com capacidade máxima em nossos abrigos. Rua não é moradia e precisamos oferecer atendimento a todas as pessoas que não têm um teto para se abrigar”, explica o presidente da FAS, Thiago Ferro.

Thiago destaca ainda a qualidade da estrutura de atendimento de Curitiba, que apoia de maneira permanente a população de rua. “Temos 1.200 vagas de acolhimento e uma equipe técnica boa e preparada. Além disso, contamos com outras unidades que oferecem atendimento profissional que busca sempre a saída das ruas”, diz.

Curitiba tem uma situação diferente de outras capitais, como Porto Alegre, por exemplo, que neste fim de semana abrirá o ginásio Gigantinho para acolher a população de rua. A medida foi adotada pela prefeitura gaúcha, em parceria com o Sport Club Internacional. No local serão abrigadas cerca de 300 pessoas.

Leia mais:  Justiça autoriza prorrogação do uso da Força Nacional no Paraná e outros quatro estados

Busca espontânea
Em função do frio, a FAS ampliou também o horário para recebimento de pessoas que buscam acolhimento espontaneamente. Desde a última terça-feira (2/7) – quando também foi reforçado o trabalho de abordagem -, todas as casas de passagem estão recebendo as pessoas até as 23h.

Quem pernoita nas unidades da FAS tem cama para dormir, acesso a banho quente e recebe agasalhos e alimentação, na chegada e na saída, no início da manhã. Os animais de estimação também são abrigados em duas unidades, junto com seus donos.

Comentários Facebook

Curitiba

VÍDEO: Ônibus com 37 pessoas perde o freio na serra entre Curitiba e Joinville

Publicado

Um ônibus de viagem que fazia o trajeto Belém (PA) – Florianópolis (SC) perdeu os freios enquanto trafegava na rodovia BR-376 na madrugada da Última quarta-feira, 6. O veículo ocupado por 37 passageiros, sendo oito crianças, atingiu 118 km/h e só parou depois de entrar na área de escape do quilômetro 671,7, em Guaratuba (PR). Ninguém se feriu.

De acordo com a Arteris Litoral Sul, concessionária do trecho, o ônibus entrou 115 metros na área de escape por volta da 1h45. O condutor relatou às equipes que não conseguiu mais utilizar os freios dois quilômetros antes da área e, como ele já conhecia o dispositivo, direcionou o ônibus para entrada.

O motorista e os passageiros foram transportados até um posto de apoio para seguirem viagem com suporte da empresa responsável.

Segundo a concessionária, essa foi a sexta vez que um ônibus usou a área de escape, inaugurada em agosto de 2011. Neste período ela foi utilizada por 257 veículos pesados, ajudando a salvar 376 vidas.

Leia mais:  Feira de produtores ao lado da Praça Osório é suspensa para obras na Rua Voluntários da Pátria

Comentários Facebook
Continue lendo

Mais Lidas da Semana